sábado, 8 de agosto de 2015

Sobrevivente da bomba atômica mostra cicatrizes após 70 anos.

Sobrevivente da bomba atômica mostra cicatrizes após 70 anos 

 

Extra

 

Aos 86 anos, ele não consegue esquecer as cenas de terror vividas
Aos 86 anos, ele não consegue esquecer as cenas de terror vividas 
Foto: Eugene Hoshiko / AP

Aos 86 anos, Sumitery Taniguchi viu e sentiu os efeitos da bomba atômica que destruiu Nagasaki em 9 de agosto de 1945. Na época com 16 anos, ele sobreviveu ao ataque e carrega no corpo as marcas da agressão. Ele foi apenas uma das milhares de vítimas do episódio, que matou mais de 70 mil pessoas na sua cidade.

Após 70 anos, Taniguchi ainda carrega as marcas que a explosão deixaram em seu corpo
Após 70 anos, Taniguchi ainda carrega as marcas que a explosão deixaram em seu corpo Foto: Eugene Hoshiko / AP

Até hoje, ele ainda não recuperou os movimentos do braço esquerdo e precisa usar um creme hidratante diariamente nas cicatrizes provocadas pela explosão. De acordo com Dail Mail, o japonês caminhou durante três dias até receber socorro. Ele não tinha noção da gravidade de seus ferimentos. O impacto da bomba fez com que suas costelas se movessem e pressionassem o pulmão. Por causa disso, ele tem problemas de postura e dificuldade para respirar.

Ele exibe uma foto dele mesmo tirada em 1945, após a explosão
Ele exibe uma foto dele mesmo tirada em 1945, após a explosão 
Foto: Eugene Hoshiko / AP

Após receber os primeiros cuidados, Taniguchi ainda precisou ficar 21 meses em tratamento por causa das queimaduras severas e das fraturas expostas. Ele chegou a ficar inconsciente durante um período. Taniguchi contou que, nesse período, conseguia escutar as enfermeiras falando sobre o seu grave estado de saúde.
O ataque a Nagasaki aconteceu três dias após a bomba de Hiroshima. Os dois episódios mataram mais de 226 mil pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário