quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Psicopatas não sentem vontade de bocejar, aponta estudo.

Psicopatas não sentem vontade de bocejar, aponta estudo


 O bocejo está bastante relacionado à empatia, característica que os psicopatas não possuem. (Thinkstock) 
O bocejo está bastante relacionado à empatia, característica que os psicopatas não possuem. (Thinkstock)

Talvez a chave para saber se uma pessoa tem tendências psicopatas ou não seja no momento mais mal-humorado de todos: quando se está com sono. Pesquisadores da Universidade de Baylor, nos Estados Unidos, suspeitam de que os psicopatas não reagem quando veem outra pessoa bocejando.
Durante o estudo, foram analisados 133 estudantes predispostos a comportamentos psicopatas – jovens com características egocêntricas, frias e inconformadas. Durante a pesquisa, eles foram expostos a diversos vídeos de pessoas com diferentes expressões. Os estudandos com mais tendência à psicopatia tiveram probabilidades bem menores de responder a um bocejo (com outro).
Um dos autores do relatório, Brian Rundle, alertou para o fato de que a pesquisa, divulgada no jornal “Personality and Individual Differences”, não é conclusiva. “Se você reage a um bocejo, isso não significa que há alguma coisa de errado com você”, disse Rundle em entrevista ao The Times.
"Contagioso", o bocejo é uma reação do corpo quando estamos demonstrando sintomas de cansaço, mas um ponto importante da pesquisa é quanto ao gatilho desse comportamento: a facilidade de compreender e projetar o outro emocionalmente. “Uma das maiores evidências do estudo é que o 'contágio' do bocejo, assim como os traços psicopáticos, estão muito relacionados à empatia da nossa espécie”, completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário