sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Blog com guia sobre como estuprar mulher na USP é alvo de investigação.

Blog com guia sobre como estuprar mulher na USP é alvo de investigação

Ministro da Educação postou nota de repúdio ao crime.
Diretor da FFLCH registrou ocorrência contra blogueiro.

 
Do G1

Blog incentiva estupro na USP. (Foto: Reprodução)Blog incentiva estupro na USP. 
(Foto: Reprodução)
 
Um texto em um blog que incentiva a prática do crime de estupro contra alunas da Universidade de São Paulo (USP) foi alvo de pedido de investigação por parte da direção da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). No texto, o autor faz um "manual" com indicação de táticas, locais e faz ofensas contra as estudantes.
O blog já é investigado pelo Ministério Público Estadual (MPE) e pela Polícia Federal (PF) por diversos conteúdos de caráter criminoso anteriormente publicados.
O texto que incentiva o estupro é apenas um dos mais de 20 artigos já publicados pelo autor.  Nesta sexta-feira (14), o site com domínio .com continuava acessível e com os posts ofensivos publicados.
Até a tarde desta sexta-feira, o autor do blog não havia sido identificado. Postagens com críticas à Ordem dos Advogados do Brasil e até músicas de apologia o crime eram acessíveis.
Segundo o professor Doutor Sérgio Adorno, diretor da FFLCH, a denúncia mais recente contra o autor do blog foi feita por ele à Polícia Civil de São Paulo no começo da semana.
"(Após saber da públicação) entrei em contato com a Superintendência de Segurança e me dirigi ao 93º D.P. para registro da ocorrência. No retorno, comuniquei o fato, por ofício, ao Sr. Reitor com cópia para a Superintendência de Segurança. Estou ciente de que já foram e persistem sendo tomadas providências pela Administração Superior da Universidade para apuração rigorosa e responsabilização de seu ou seus responsáveis", escreveu o professor em nota.
Em seu perfil no Facebook, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, prestou solidariedade às alunas ofendidas. "Meu apoio às alunas da minha faculdade na USP, sordidamente atacadas por um site indecente, e ao diretor Sergio Adorno, pelas medidas tomadas contra os difamadores delas!".


Investigações contra o blog
 
O conteúdo ofensivo do blog já era alvo de investigação do Ministério Público Estadual (MPE). Em textos anteriores, o autor afirma que “já testou extensivamente” as técnicas de estupro no Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Araraquara.

A PF em Mato Grosso também investiga o blog, que publicou incitação à prática do crime de pedofilia. Por meio de nota, a instituição informou que o caso foi repassado ao Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos.

O conteúdo do site chegou a ser atribuído a um morador de Várzea Grande, cidade da região metropolitana de Cuiabá. No entanto, ele registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil negando que seja o autor das postagens.


Nota da Secretaria Municipal
 
Após o texto que citava alunas da USP, a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres divulgou nota para repudiar o conteúdo misógino, preconceituoso e criminoso do blog.

"Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, de 2013, a cada dez minutos uma mulher é vítima de estupro no Brasil. Essa realidade não é engraçada, ela é trágica."

Nenhum comentário:

Postar um comentário