segunda-feira, 6 de julho de 2015

Pais são autorizados a cuidar de bebê morto por um dia.

Pais são autorizados a cuidar de bebê morto por um dia após o parto

Reprodução/Daily Mail 
Reprodução/Daily Mail

 
Amy McDonald viveu uma situação que muitas mães rezam todos os dias para não viver: com 20 semanas de gravidez ela descobriu que daria à luz para um prematuro com doença muito grave. A criança nasceu, respirou poucas vezes e morreu. Amy e Domonic, seu noivo, passaram, então, a viver o drama de cuidar de um bebê morto. As informações são do Daily Mail.

Batizado de Amir, o bebê nasceu com 450 gramas apenas e não viveu por mais que poucos minutos. Graças a um berço refrigerado especial, porém, os pais puderam cuidar dele por algumas horas, embalando, abraçando e até mesmo colocando uma roupinha nele. Segundo os dois, apesar de saber da tragédia iminente, aqueles foram os melhores momentos de suas vidas.

“Pude conhecer meu lindo menininho nestas poucas horas. O que significa que pude beijá-lo e abraçá-lo, e até mesmo saber qual era o seu cheirinho. O berço refrigerado me proporcionou memórias que eu não poderia guardar de outra maneira. Ele era perfeito, muito parecido com o pai, mas com o nariz igual ao meu. O frio o manteve daquela maneira, o que nos permitiu tê-lo conosco por quase um dia inteiro”, conta Amy.

O casal tirou, nas poucas horas que teve com o bebê, mais de 300 fotos. Outros membros da família estiveram presentes no hospital para conhecer Amir por alguns minutos. Todos estiveram presentes na maternidade desde o início do trabalhado de parte que, complicadíssimo, durou nada menos do que seis horas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário