terça-feira, 7 de julho de 2015

Jovem com deficiência auditiva e mental é estuprado em Cláudio, MG.

Jovem com deficiência auditiva e mental é estuprado em Cláudio

Ele foi abordado por homem de 37 anos enquanto saia da escola.
Suspeito confessou e disse que foi a segunda vez que ocorreu o abuso.


Anna Lúcia Silva 
Do G1 

Um jovem de 21 anos, que tem deficiência auditiva e mental, foi estuprado por um homem de 37 anos depois de sair da escola em Cláudio. De acordo com a Polícia Militar (PM), a denúncia foi feita pela mãe da vítima e, após rastreamento, o suspeito foi detido e confessou que esta é a segunda vez que comete o crime.
A mãe da vítima contou que o filho entrou em casa nervoso e foi direto ao banheiro. Foi quando ela constatou que ocorria um sangramento anal. A PM disse que o jovem não ouve e não fala e só a irmã dele consegue conversar por sinais. Ele então contou que havia sido estuprado por um homem que o seguiu após sair da escola e o levou para uma área rural próxima ao Bairro Cidade Jardim.
Os militares foram acionados e a vítima levada ao hospital. O médico realizou exames e confirmou o abuso. Com as informações da vítima, a polícia foi até a casa do suspeito e conseguiu identificá-lo. O homem de 37 anos não estava em casa, mas foi encontrado durante um rastreamento.
No primeiro momento o suspeito negou a ação, mas acabou sendo reconhecido pela vítima. Em seguida o homem confessou o crime e ainda disse que essa foi a segunda vez que ocorreu o abuso, sendo a primeira há cinco meses.
Ainda conforme relatou a PM, a mãe disse que sabia do ato, mas preferiu não denunciar por medo. O suspeito foi preso e o crime foi configurado como estupro de vulnerável, já que a vítima é tem necessidades especiais. O homem foi levado para a delegacia de Polícia Civil de Divinópolis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário