sexta-feira, 10 de julho de 2015

Camisinha detecta DSTs e muda de cor de acordo com a doença.

Camisinha detecta DSTs e muda de cor de acordo com a doença


Reprodução 
Reprodução

 
Se você fica encanado de transar com uma pessoa — mesmo de camisinha — por medo de contrair DSTs, seus problemas estão perto de terminar. Estudantes de 14 anos do Reino Unido criaram o preservativo que brilha em cores diferentes ao ter contato com doenças sexualmente transmissíveis.

Apelidada de ST EYE, a camisinha inovadora mostra cores diferentes quando em infusão com moléculas que brilham em pouca luz em contato com material de bactérias e vírus causadores das DSTs. Para herpes, fica amarela; roxo para HPV e azul para sífilis, por exemplo.

A ideia é considerada revolucionária e ganhou diversos prêmios, mas ainda precisa ser aperfeiçoada para chegar ao mercado. Por exemplo, ela não distingue qual dos parceiros tem a doença. Ainda, ela não consegue agir quando mais de uma doença é detectada, pois nesse caso a coloração seria múltipla.

De qualquer forma, os três estudantes de apenas 14 anos responsáveis pela invenção seguirão trabalhando no projeto. Autoridades comemoram a invenção principalmente pelo fato de que algumas DSTs — o HPV por exemplo — não apresentam sintomas e por isso são de fácil transmissão. Essa camisinha inovadora acabaria com esse drama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário