quarta-feira, 10 de junho de 2015

Rainha ‘anoréxica’ vira embaixadora da ONU para a nutrição.

Rainha ‘anoréxica’ vira embaixadora da ONU para a nutrição

A rainha da Espanha Letizia Ortiz e sua silhueta magérrima
 
A rainha da Espanha Letizia Ortiz e sua silhueta magérrima
(Ian Langsdon/Reuters)

A decisão da Organização para a Alimentação e Agricultura das Nações Unidas (FAO, na sigla em inglês) em nomear a rainha Letizia da Espanha como embaixadora especial para a nutrição provocou uma enxurrada de críticas na imprensa espanhola e nas mídias sociais. A mulher do rei Felipe VI não é conhecida como uma ativista contra a fome no mundo e, além disso, seus críticos afirmam que sua magreza extrema não é exemplo de uma nutrição saudável. Letizia, que já foi chamada de anoréxica em diversos momentos, ostenta uma silhueta quase diáfana, com a estrutura óssea bem aparente, típica de pessoas muito magras.
Os espanhóis encheram o Twitter e o Facebook com mensagens irônicas criticando a decisão da FAO. Uma deles diz: "Uma princesa anoréxica como embaixadora para a nutrição. Ótima decisão!". Outra postagem afirma que a nomeação da FAO é um "insulto desnecessário". Muitos internautas brincam com o peso da rainha, afirmando que ela é derrubada pelo vento e claramente não se alimenta bem.

Em 20 de novembro do ano passado, já como rainha e ungida das responsabilidades sociais que o cargo acarreta, Letizia foi uma das principais convidadas da II Conferência Internacional sobre Nutrição, que destacou o valor especial das mulheres no combater ao nível inaceitável de fome no mundo. No último final de semana, a FAO revelou a decisão de tornar a rainha espanhola uma de suas embaixadoras. A cerimônia será em Roma, no dia 12 de junho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário