segunda-feira, 22 de junho de 2015

Prefeito de Formiga, MG, se envolve em confusão e briga durante solenidade.

Prefeito de Formiga se envolve em confusão e briga durante solenidade

Segundo a polícia, houve agressão física entre envolvidos.
Moacir Ribeiro disse que agiu para se defender.

 
Anna Lúcia Silva 
Do G1

 

Uma briga envolvendo o prefeito de Formiga, moradores da cidade e um profissional da imprensa virou caso de polícia. Segundo o Boletim de Ocorrências registrado por ambas partes, a discussão aconteceu na sexta-feira (19) no momento em que Moacir Ribeiro chegava a uma solenidade realizada pela Câmara dos Vereadores em um salão de festas no Bairro Planalto. Durante a discussão, houve agressão física entre os envolvidos. Ao G1, o político informou que agiu em defesa própria.
Segundo a Polícia Militar, no momento em que o prefeito chegava à confraternização feita para homenagear personalidades do município, acontecia uma manifestação de alguns moradores da cidade em frente ao local. Um fotógrafo solicitou autorização para entrar no local e, após ser concedida, ele e outra pessoa tentaram entrevistar o prefeito no momento em que ele descia do carro.
Segundo relatos dos manifestantes à polícia, Moacir Ribeiro reagiu agredindo os dois com um paletó e depois partiu para cima deles com socos. O fotógrafo e a outra pessoa revidaram atingindo o prefeito. Uma terceira pessoa tentou conter a briga. "Eu me defendi porque ele veio para cima de mim com o paletó e depois com socos e pontapés. Eu estava trabalhando e com as mãos ocupadas. Estamos agora, tomando as devidas providências na Justiça", disse o fotógrafo Paulo César Pacheco.
Ao G1, Moacir Ribeiro disse que agiu em defesa própria. "Compareci ao evento realizado pela Câmara Municipal. Ao chegar, fui cercado por manifestantes que batiam no carro e me ofendiam muito verbalmente. Ao descer do veículo, alguns manifestantes invadiram o estacionamento e passei a sofrer agressões físicas. Simplesmente me defendi como faria qualquer pessoa. Sempre respeitei o direito de qualquer um se manifestar, mas acredito que nada justifica atos violentos desse tipo. Já estou em contato com meus advogados para ver quais providências serão tomadas", disse. A situação foi registrada em boletim de ocorrência e agora segue na Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário