terça-feira, 9 de junho de 2015

Polícia Civil faz reconstituição de homicídio em Nova Serrana, MG.

Polícia Civil faz reconstituição de homicídio em Nova Serrana

Dois jovens publicaram vídeo no qual confessam assassinato.
Autores foram presos e encaminhados ao presídio da cidade.

 
Do G1 

Em reconstituição, jovem explica o que fez após o crime (Foto: TV Integração/Reprodução)Em reconstituição, jovem explica o que fez após o crime (Foto: TV Integração/Reprodução)
A Polícia Civil fez nesta segunda-feira (8), em Nova Serrana, a reconstituição de um crime que aconteceu no início do mês, na mesma cidade. A prisão dos suspeitos ocorreu depois que eles postaram um vídeo na internet, no qual confessam o crime.

Durante a reconstituição, os suspeitos, que têm 18 e 19 anos, deram detalhes de como mataram um homem de 39 anos. O motivo do crime seria uma discussão envolvendo o tamanho de uma pedra de crack que ele teria vendido à vítima.
"Houve um desentendimento entre ele e a vítima, tendo a vítima descido do carro e supostamente agredido o autor. Momento em que ele já desferiu uma facada no peito da vítima", disse o delegado Felipe Freitas, da Polícia Civil.
O assassinato chocou moradores de Nova Serrana. Logo após o crime, os dois rapazes publicaram em uma mídia social na internet um vídeo confessando o homicídio. Com as mãos sujas de sangue, o rapaz, que já tem passagens por tráfico, roubo e um triplo homicídio tentado, quando ainda era menor, faz ameaças.

Suspeitos são conduzidos durante reconstituição
(Foto: TV Integração/Reprodução)
Suspeitos são conduzidos durante reconstituição (Foto: TV Integração/Reprodução)Detalhes do crime

Segundo a Polícia Civil, o vídeo foi gravado na casa da namorada de um deles - local onde teriam ficado escondidos até serem presos, cinco dias após o assassinato. "Fui só conversar com ele, mas ele se estressou primeiro e deu um murro na minha cara. Aí, eu já dei uma canivetada nele", disse um dos criminosos. 
"De fazer o vídeo, eu me arrependo. A gente estava muito louco. Não era para ter feito, não", disse o outro.
"Eles tiveram um mandado de prisão decretado, cumprido e serão encaminhados ao presídio de Nova Serrana, onde ficarão disponíveis à Justiça para julgamento", finalizou o delegado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário