domingo, 14 de junho de 2015

Padres e bispos se negam a abençoar casamento coletivo com casal gay.

Padres e bispos se negam a abençoar casamento coletivo com casal gay

Mesmo assim, 73 casais oficializaram a união neste sábado (13) em Itajaí.
"Isso é só amor que a gente sente", disse o noivo do casal homoafetivo.

 
Do G1 




Itajaí, na região do Vale, realiza há oito anos cerimônias anuais de casamento coletivo. Neste sábado (13), pela primeira vez o evento não contou com a benção de um padre e um bispo. Segundo a organização, nenhum dos religiosos convidados aceitou participar pois, entre os 73 noivos que oficializaram a união, há um casal homoafetivo. 
"A gente não tá aqui para querer escandalizar ninguém. A gente respeita e só quer ser respeitado", disse o auxiliar de Recursos Humanos Fabrício Alexandre. Ele namorava há quatro anos com o cabelereiro Ricardo Gomes Santos, com quem se casou na tarde deste sábado. 
"Só vamos oficializar o que a gente sente um pelo outro, sem desrespeitar quem está ao nosso redor, tendo a nossa família cada vez mais perto e presente, sempre. Isso é só o amor que a gente sente um pelo outro", reforça Ricardo. 


Emoção

 "Com o meu marido tão romântico, daí eu acho que eu entrei no romantismo também e fiquei muito nervosa", desabafou a auxiliar de cozinha Ana Cleide Romão antes do início da cerimônia, que foi efetuada por dois juízes de paz. 
A maioria não abriu mão do terno e do vestido de noiva branco. "Como manda o figurino", disse a dona de casa Jaqueline Teodora Santana. 
Um sentimento era compartilhados por todos, a felicidade pela união. "É aquilo que um ser humano espera. Para a vida toda. Que seja feliz para sempre, como nas histórias", disse o pedreiro Ialisson da Silva Flores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário