sábado, 6 de junho de 2015

Ken Humano é enterrado no Cemitério São João Batista em Araxá, MG.

Ken Humano é enterrado no Cemitério São João Batista em Araxá

Modelo teve complicações relacionadas ao tratamento contra leucemia.
Celso Santebañes foi velado na casa dos avós, também em Araxá.

 
César Campos  
Do G1

Enterro Ken Humano (Foto: César Campos/G1) Ken humano foi enterrado em Araxá, em MG.
(Foto: César Campos/G1)

O modelo Celso Santebañes, o 'Ken humano', que morreu na quinta-feira (4), aos 20 anos, devido a complicações relacionadas ao tratamento contra leucemia,  foi enterrado na tarde desta sexta-feira (5), no túmulo onde está o corpo do irmão, em Araxá, no Alto Paranaíba.
Santebañes estava internado no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) desde o dia 26 de maio para sessões de quimioterapia. Contudo, o estado de saúde piorou na última quarta-feira (3), depois de uma pneumonia bacteriana.
O corpo chegou ao Cemitério São João Batista por volta das 17h30. Celso Santebañes foi velado na casa dos avós, também em Araxá.
Muito comovida, a namorada do modelo, Jennifer Pamplona, disse que o relacionamento deles não acabou e que nem a morte irá separá-los. "Jamais seremos separados. O Celso não morreu, ele iniciou a vida eterna. Eu vou estar aqui para sempre lutando para ajudá-lo. O grande sonho dele é criar a linha de bonecos dele e eu vou ajudar. Vou ajudar a família dele, que hoje é minha também", emocionou-se.


Sonho interrompido

Para o pai, Célio Antônio Borges, o rapaz teve o sonho interrompido. "Quando ele estava começando a conseguir realizar o sonho, descobriu a doença e foi interrompido. Ele fez um plano, Deus fez outro. Agora, contamos com a ajuda dos amigos, que estão dando força para a gente neste momento difícil”, disse.

Jennifer Pamplona namorada Ken humano Araxá (Foto: Maritza Borges/G1) 
Jennifer Pamplona, namorada do Ken humano, no velório em Araxá 
(Foto: Maritza Borges/G1)
 
Apesar da luta contra a doença, Luiz conta que a família sempre acreditou na cura do modelo e que a esperança aumentou após o modelo ter superado quase dois meses em coma. “Nós nunca esperávamos que ele fosse morrer. A gente achava que ele ia vencer mais essa. Dessa vez, foi mais forte”, contou.
Muito apegado aos avós, Celso é velado na casa da família em Araxá. Segundo o pastor Luiz, amigo da família, esta era a vontade do avô dele, José Pereira Borges, que também velou o outro neto, irmão de Celso, que morreu há cerca de quatro anos, na mesma casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário