quinta-feira, 7 de maio de 2015

Grávida mantida em cárcere privado durante seis meses vivia em meio a ratos.

Grávida mantida em cárcere privado vivia em meio a ratos, diz delegada

Grávida de 16 anos foi mantida em cárcere pelo namorado de 20 anos.
Apartamento ficava em região dominada pelo tráfico em Gravataí (RS).

 
Do G1 




A adolescente de 16 anos libertada nesta quinta-feira (7) após ser mantida por seis meses presa em casa pelo namorado pediu socorro à mãe, que procurou a Polícia Civil para pedir ajuda. Em novembro do ano passado, ela havia terminado o namoro, mas o rapaz não aceitou o fim da relação.

Polícia Civil libertou adolescente e prendeu suspeito em Gravataí (RS) (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Polícia libertou adolescente e prendeu suspeito
em Gravataí (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Grávida de oito meses, a jovem foi solta durante uma operação policial que prendeu o suspeito e a mãe dele, uma mulher de 38 anos, em um pequeno apartamento em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre.
"Era um cortiço. Não tenho nem palavras para descrever o nojo que era. Tinha baratas e ratos andando pelo chão. Tudo que é bicho, junto com umas dez pessoas”, descreve ao G1 a titular da Delegacia da Mulher da cidade, delegada Marina Machado Dillenburg, responsável pela ação.
Segundo ela, o namorado da menina e a sogra serão indiciados por sequestro e cárcere privado. O prédio em que eles viviam fica no Bairro Vila Branca, uma região da cidade que é ponto de venda e uso de drogas. A mulher seria dona de um ponto de tráfico nos arredores.
No final do ano passado, a adolescente  terminou o namoro com o rapaz, que conheceu pelo Facebook. O suspeito, no entanto, não aceitou o fim da relação do casal. "Ele se mostrou um cara agressivo, passou a persegui-la na escola. Ela acabou cedendo e reatando o namoro", diz a delegada.
Em novembro, a vítima fugiu de casa e desde então deixou de ir às aulas. Ela era impedida de sair à rua e, conforme a delegada, ficava o dia inteiro dentro do apartamento com a sogra e os 7 filhos da mulher, entre eles o namorado da vítima, além de outros adolescentes que passavam no local para consumir drogas.
A mãe da vítima denunciou o caso logo depois e a Polícia Civil passou a investigar, até obter o mandado de prisão. "Ela disse que pediu ajuda à mãe, mandou mensagem pedindo que ela a tirasse de lá. Mas ela não quer incriminar a sogra e o namorado. Ela tinha uma pressão mais psicológica que física. Ele ameaçava a mãe dela de morte", sustenta a delegada.
A adolescente foi resgatada sem ferimentos e prestou depoimento na Delegacia da Mulher. Ela, no entanto, não deu detalhes sobre o caso. Por enquanto, a jovem ficará sob os cuidados de algum familiar. O namorado e a sogra foram levados à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), para registro do flagrante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário