segunda-feira, 11 de maio de 2015

Ele falou: 'agora você vai morrer', diz rapaz atacado em banheiro do Metrô.

Ele falou: 'agora você vai morrer', diz rapaz atacado em banheiro do Metrô

Ataque ocorreu quinta-feira (7) na estação Santana, Zona Norte de SP. Criminoso tentou levar bolsa que estava presa ao corpo do jovem.

 
Do G1





Atingido no pescoço por um golpe de faca durante suposta tentativa de assalto ocorrida no banheiro da estação Santana da Linha 1-Azul do Metrô, o cabeleireiro Demerval de Carvalho Júnior disse nesta segunda-feira (11) ao SPTV que sua bolsa estava presa ao corpo e um dos assaltantes o atacou por pensar que ele resistia à ação dos criminosos.

“Como eu estava com jaqueta e uma bolsa atravessada, conforme ele (criminoso) puxava, a impressão que dava é de que eu estava recusando, mas na verdade não, a bolsa estava presa. Foi quando o que estava por trás falou: ‘agora você vai morrer’. E passou algo cortante na minha garganta", afirmou. A agressão aconteceu na noite de quinta-feira (7).
Como eu estava com jaqueta e uma bolsa atravessada, conforme ele  puxava, a impressão que dava é de que eu estava recusando, mas na verdade não, a bolsa estava presa"
Cabeleireiro Demerval de Carvalho Júnior
O rapaz conta que correu em direção às catracas e reclama que os seguranças do Metrô demoraram a agir. “Gritando, e pedindo ajuda, pedindo 'socorro, socorro'. Nada. E ele me seguindo, ele me seguiu até a catraca. Foi quando eu falei para o guardinha: 'fui roubado, olha isso aqui ó, está sangrando, foi ele'. Aí ele falou: 'então passa para cá'."

O passageiro usou uma rede social para denunciar o crime. O Metrô confirmou que prestou socorro ao jovem, mas não a tentativa de roubo porque o rapaz se recusou a registrar boletim de ocorrência na polícia.
A polícia soube nesta segunda do assalto. E disse que saiu à procura dos bandidos antes de encontrar a vítima. Em frente ao banheiro da estação Santana há duas câmeras. Mas o Metrô informou aos investigadores que elas não funcionavam no dia do assalto.
O passageiro publicou fotos do ferimento no Facebook. Na mensagem, ele contou que foi até a estação para recarregar o cartão do Bilhete Único. Como a fila estava grande, o jovem decidiu ir ao banheiro antes de retornar ao guichê de recarga. Quando estava dentro de uma das cabines do banheiro, a dupla arrombou a porta. O passageiro escreveu que conseguiu sair da cabine, mas um dos assaltantes o imobilizou e o outro tentou levar a bolsa.


Primeiros socorros

O Metrô informou, em nota, que agentes de segurança da estação prestaram os primeiros socorros ao jovem e o levaram para o pronto-socorro de Santana para atendimento médico. Ainda segundo o comunicado, o rapaz se recusou a ser acompanhado por funcionários do Metrô até uma delegacia para registro de boletim de ocorrência.
“Se fiz B.O.? Nem fiz... Estava cansado, sujo, com dor... Ia perder a noite na delegacia, como não conseguiram pegar o cara e não teve roubo, ia servir somente de estatística. Se estou bem? Eu diria, estou vivo”, escreveu o passageiro no Facebook.
O Metrô disse que formalizou um registro em seu sistema interno, com detalhes do ocorrido. Imagens de segurança serão fornecidas caso a polícia solicite o material. O Metrô afirmou ainda que conta com 1,3 mil agentes de segurança que executam rondas nas estações e nos trens e mais de 3,5 mil câmeras de vigilância eletrônica para monitoramento.

Passageiro tem pescoço cortado em estação do Metrô, em SP (Foto: Reprodução Facebook) 
Passageiro tem pescoço cortado em estação do Metrô, em SP (Foto: Reprodução Facebook)

Nenhum comentário:

Postar um comentário