terça-feira, 14 de abril de 2015

Caseiro suspeito de decapitar jovem é preso na zona rural de Itaúna, MG.

Caseiro suspeito de decapitar jovem é preso na zona rural de Itaúna, MG

Homem de 36 anos é suspeito de matar vítima com golpes de foice.
Segundo a Polícia Civil, ele caseiro do sogro da vítima.

 
Bárbara Almeida 
Do G1 

Segundo o delegado responsável pelo caso, Diego Almeida Lopes Mendonça, o suspeito conhecia o jovem há quase dois anos e tomava conta da fazenda do sogro dele. "Ele era conhecido da vítima. Durante a investigação encontramos sangue nas vestes dele e também foi constatado que a foice utilizada no crime era do caseiro. Ele não confessou, mas contou que marcou um encontro no povoado de Arrudas, local onde ocorreu a morte", contou.
A Polícia Civil de Itaúna prendeu, nesta segunda-feira (13), o suspeito de decapitar um jovem de 26 anos na zona rural, na última sexta-feira (10). De acordo com a polícia, o caseiro de 36 anos trabalhava na fazenda do sogro da vítima e foi detido.
A Polícia Civil informou que o homem foi preso em uma casa na comunidade Brechó Alegre, na zona rural de Itaúna. Ao avistar a viatura ele tentou fugir, mas foi detido pelos policiais. Na residência dele foi apreendida uma espingarda calibre 32.
O homem foi encaminhado para o presídio de Itaúna. Sobre a motivação do crime, o delegado disse ao G1 que ainda está em investigação, mas que com relação ao preso não há dúvidas que ele seja o autor.
"No depoimento ele contou umas histórias que não condizem bem com o caso. A motivação ainda está sendo investigada. Mas não tenho dúvida que ele seja o responsável pelo crime devido às provas que já colhemos", declarou.
O caseiro será apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Itaúna às 14h desta terça-feira (14).


O crime

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência (B.O) registrado, a Polícia Militar (PM) foi chamada por volta das 20h por um pedestre que passava por uma estrada de terra e encontrou um corpo decapitado. No local militares acharam o carro da vítima perto do corpo e uma foice que teria sido usada no crime. A vítima era gerente de um posto de combustíveis na cidade de Itaúna e não tinha antecedente criminal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário