sábado, 18 de abril de 2015

Ataque suicida do EI mata mais de 30 pessoas no Afeganistão.

Ataque suicida do EI mata mais de 30 pessoas no Afeganistão

Uma pessoa detonou uma moto que estava carregada de explosivos, tendo como alvo uma multidão de militares e civis

Atentado no Afeganistão deixa pelo menos 30 mortos
 
Atentado no Afeganistão deixa pelo menos 30 mortos(AP/VEJA)

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) assumiu a responsabilidade pelo atentado suicida que matou pelo menos 33 pessoas e deixou mais de 100 feridos em Jalalabad, no leste do Afeganistão, anunciou neste sábado o presidente afegão, Ashraf Ghani.
"Os talibãs não reivindicaram o ataque, o Daesh (EI) foi quem reivindicou a responsabilidade", declarou Ghani. Os talibãs negam envolvimento no ataque. Caso o EI confirme esta afirmação, seria o primeiro grande ataque do grupo na região entre Afeganistão e Paquistão, berço histórico da al-Qaeda e do Talibã.

Uma pessoa detonou uma moto que estava carregada de explosivos, tendo como alvo uma multidão de militares e civis que estavam reunidos do lado de fora do banco para receber seus salários. A agência bancária situa-se no centro de uma zona comercial que está sempre lotada, disse Ahmad Zia Abdulzai, porta-voz do governo da província de Nangarhar.
"Nos últimos meses, as autoridades afegãs expressaram preocupação com um número crescente de jihadistas locais que estariam integrando o Estado Islâmico (EI), também conhecido pela sigla árabe Daesh, que controla grandes áreas de território na Síria e no Iraque.
Em um telefonema à AFP, Shahidullah Shahid, ex-porta-voz dos talibãs paquistaneses do TTP demitido por ter jurado lealdade ao EI, reivindicou o ataque cometido neste sábado em frente a um banco em Jalalabad, perto da fronteira com o Paquistão.
O fenômeno da adesão de ex-talibãs ao EI é limitado por enquanto, tanto no Paquistão e no Afeganistão, onde combatentes islâmicos tendem a simpatizar com a al- Qaeda, rival nebulosa do EI na frente jihadista internacional.
Outras duas explosões foram relatadas na região, uma perto de um santuário em Jalabad - que não deixou feridos -, e outra na província de Nangarhar Behsud, realizada pelo exército afegão disse Abdulzai. Enquanto isso, outro atentado a bomba em um carro na província de Behsud deixou um civil morto e feriu outros dois.

Nenhum comentário:

Postar um comentário