quinta-feira, 30 de abril de 2015

Site promete mostrar idades a partir de fotos; seu resultado bateu ?

'Quantos anos você aparenta?': Site mostra idade a partir de fotos; veja

How-old.net faz parte de projeto de reconhecimento facial da Microsoft.
É possível testar fotos do usuário ou usar imagens de famosos na web.

 
Do G1

Site da Microsoft tenta adivinhar 'idade aparente' (Foto: Reprodução)Site da Microsoft tenta adivinhar 'idade aparente' (Foto: Reprodução)

A Microsoft lançou nesta quarta-feira (29) o site How-old.net, que mostra a "idade aparente" de pessoas a partir de fotos. O projeto experimental usa a tecnologia de reconhecimento facial da empresa para tentar intuir a idade a partir das imagens.


É possível enviar uma imagem pessoal para testar a idade ou buscar fotos da internet para fazer o mesmo com nomes de famosos. O site também tenta apontar o gênero da pessoa.
A Microsoft apresenta o site como apenas uma versão de demonstração de tecnologia "em desenvolvimento".
O mesmo projeto busca aprimorar a verificação facial da mesma pessoa em várias fotos e formação automática de grupos através de características físicas (saiba mais).
No Twitter, a hashtag "#HowOldRobot", relativa ao site, é uma das mais usadas nesta quinta-feira. Internautas mostram suas "idades aparentes", apontam erros em fotos de celebridades e fazem brincadeiras com o site.


Banda Poison foi identificada como só de mulheres por site da Microsoft (Foto: Reprodução / Twitter) 
Banda Poison foi identificada como só de mulheres por site da Microsoft 
(Foto: Reprodução / Twitter)
 
Internauta mostra foto antiga para site da Microsoft e ferramenta mostra que ela está "rejuvenescendo" (Foto: Reprodução / Twitter) 
Internauta mostra foto antiga para site da Microsoft e ferramenta mostra que ela está "rejuvenescendo" (Foto: Reprodução / Twitter)
 
Cantora Sade, de 56 anos, foi identificada como mulher de 30 por site da Microsoft (Foto: Reprodução / Twitter) 
Cantora Sade, de 56 anos, foi identificada como mulher de 30 por site da Microsoft 
(Foto: Reprodução / Twitter)

Tributos sobre cerveja e refrigerante sobem cerca de 10% em maio.

Tributos sobre cerveja e refrigerante sobem cerca de 10% em maio

Decreto regulamenta novo modelo de tributação.
Decisão de repassar essa alta para os preços depende dos fabricantes.

 
Alexandro Martello 
Do G1

 

Um decreto presidencial publicado no “Diário Oficial da União” desta quinta-feira (30) regulamenta o novo modelo de tributação do setor de bebidas frias – que engloba cervejas, refrigerantes, águas, energéticos e isotônicos – com validade a partir de maio. A lei 13.097, que trouxe essas alterações, foi publicada em janeiro de 2015.
De acordo com a Receita Federal, haverá um aumento médio da tributação dos produtos em cerca de 10% a partir de maio. O Fisco explicou que a decisão de repassar essa alta dos tributos para os preços depende dos fabricantes. A expectativa do governo é de arrecadar R$ 868 milhões a mais neste ano, R$ 2,05 bilhões em 2016, R$ 2,31 bilhoes em 2017 e R$ 3,26 bilhões em 2018 com o novo modelo de tributação.
A Receita Federal informou que as alíquotas atuais, que subirão a partir de maio, estavam paradas há anos e que a sistemática anterior gerava distorções para as empresas. De acordo com o Fisco, as alíquotas têm de ser atualizadas de tempos em tempos. O órgão explicou que as mudanças foram fruto de conversas com representantes do setor de bebidas frias.
Procurada pelo G1, a Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CervBrasil) destacou que as negociações com o novo modelo vinham sendo feitas desde o ano passado, o que deu tempo para os fabricantes se programarem.
"O novo modelo traz melhorias e avanços, já que implica em simplificação do sistema tributário e, mais importante, garante previsibilidade dos negócios tanto para o governo quanto para o setor. Haverá um impacto para o setor com aumento da arrecadação para o governo, mas que, em nome da previsibilidade do novo sistema tributário, poderá ser absorvido pelo mercado", afirmou a CervBrasil.


Cerveja subiu 12% em 12 meses

O preço subiu 12% em 12 meses até março, segundo o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Já a inflação no período, medida pelo índice, ficou em 6,61%.
No acumulado nos 3 primeiros meses de 2015, o preço da cerveja subiu 1,41%, abaixo da inflação, que ficou em 3,58%.
Já o preço do refrigerante, segundo a Fipe, subiu 2,56% no acumulado no ano até março e 9,24% em 12 meses.


Novas alíquotas

Com a nova regulamentação, as alíquotas incidentes sobre a fabricação e importação de bebidas frias serão de 2,32% para o PIS/Pasep e de 10,68% para a Cofins. Para as vendas feitas pelos varejistas, a alíquota será de 1,86% para o PIS/Pasep e de 8,54% para a Cofins.
No caso do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI), o recolhimento será feito na produção, com alíquota de 6% para cervejas e de 4% para as demais bebidas frias.
O Fisco informou ainda que o decreto publicado nesta quinta-feira estabelece o conceito de cerveja especial e chope especial, para fins de redução das alíquotas do IPI, da Contribuição para o Pis/Pasep e da Cofins.
Também estabelece que o varejista, em início de atividade, poderá ser beneficiado pelas reduções de alíquotas na aquisição das bebidas e institui obrigações acessórias (declarações) a serem adotadas pelo estabelecimento da pessoa jurídica que vender para pessoa jurídica varejista ou ao consumidor final
O decreto também disciplina, segundo a Receita Federal, o aproveitamento de créditos do IPI para as bebidas em estoque no dia 30 de abril de 2015, último dia de vigência do regime tributário anterior para o setor de bebidas frias.

Festa do Trabalhador 2015 tem shows em Nova Serrana, MG.

Festa do Trabalhador 2015 tem shows em Nova Serrana, MG

Festa começa nesta quinta-feira (30), com show de Munhoz e Mariano.
Fazem parte da programação shows e competições esportivas.

 
Do G1 

Dupla Munhoz & Mariano encerraram a última noite da 9ª edição do Festival de Inverno Bahia (Foto: Egi Santana/G1)Dupla Munhoz & Mariano abre festividades em
Nova Serrana (Foto: Egi Santana/G1)

Em comemoração ao Dia do Trabalhador, a Prefeitura de Nova Serrana inicia nesta quinta-feira (30) a programação da Festa do Trabalhador 2015. Durante o evento serão realizadas competições esportivas e shows musicais no Centro de Convenções.
A festa começa nesta quinta-feira com show da dupla sertaneja Munhoz e Mariano, e termina neste sábado (2), com show de Cristiano Araújo.
A programação das festividades inicia nesta quinta-feira, com shows gratuitos da dupla Munhoz &  Mariano e Mariano e Erik Monteiro, no Centro de Convenções.
Nesta sexta-feira (1º), as atividades começam a partir das 8h, na Praça do Jardim do Lago. A praça irá receber competições de ciclismo, atletismo, motocross e peteca. À noite o Centro de Convenções recebe os shows de Amado Batista e da dupla Alan e Alex. A festa termina no sábado (2), com shows de Cristiano Araújo e Rapazzola.
Para os dias 1 e 2 serão cobrados ingressos, que estão sendo vendidos na loja Urbana (Nova Serrana), Sindicato Rural (Pará de Minas) e Sorveteria Igloo (Divinópolis).

Cristiano Araújo (Foto: Cléber Carvalho/Divulgação) 
Cristiano Araújo é uma das atrações da programação do Dia do Trabalhador  
(Foto: Cléber Carvalho/Divulgação)

PMR registra dois acidentes na MG-050 em Lambari e Itapecerica, MG.

PMR registra dois acidentes na MG-050 em Lambari e Itapecerica

No primeiro, uma ambulância rodopiou e bateu em uma árvore.
Um carro capotou e caiu em um canteiro no segundo acidente.

 
Do G1

Acidente MG-050 Formiga Ambulância (Foto: TV Integração/Reprodução)Ambulância rodou na pista e bateu em uma árvore (Foto: TV Integração/Reprodução)

A Polícia Militar Rodoviária (PMR) de Formiga registrou dois acidentes na MG-050 nesta quinta-feira (30), próximo às cidades de Lambari e Itapecerica.
Na primeira ocorrência, uma ambulância seguia de Franca (SP) para Belo Horizonte quando ao passar por uma curva no quilômetro 175, próximo a Lambari, o veículo rodopiou e bateu em uma árvore. Segundo a PMR, chovia no momento do acidente.
Os quatro passageiros e o motorista sofreram ferimentos leves. Eles foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e encaminhados para a Santa Casa de Formiga. O carro ficou danificado e precisou ser guinchado. A pista não necessitou ser interditada.
Na segunda ocorrência, a PMR registrou que um motorista perdeu o controle da direção no km 164, próximo a um trevo que dá acesso a Itapecerica. O carro caiu em uma valeta, capotou na pista e parou em um canteiro. Além do motorista, outras quatro pessoas estavam no veículo. Ninguém ficou ferido e o carro já foi retirado do local.

terça-feira, 28 de abril de 2015

Dupla é detida com cerca de 400 Kg de queijo em Bom Despacho, MG.

Dupla é detida com cerca de 400 Kg de queijo em Bom Despacho

Produto não tinha nota fiscal, apresentava data de fabricação ou validade.
IMA e SEF foram acionados e autuaram o motorista.

 
Thulio Oliveira  
Do G1 

Cerca de 400 kg de queijo minas foram apreendidos pela PMR (Foto: Polícia Militar/Divulgação)Cerca de 400 kg de queijo foram apreendidos
pela PMR (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
 
Um jovem de 23 anos e um homem de 46 foram presos na tarde desta terça-feira (28), no km 139 da MG-164, próximo a Bom Despacho.
De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMR), a dupla transportava cerca de 400 quilos de queijo sem nota fiscal, sem data de fabricação e sem data de validade em uma caminhonete.
De acordo com a PRF, a apreensão ocorreu durante patrulhamento realizado pela rodovia, quando uma caminhonete forçou uma ultrapassagem em local proibido no km 139. Durante a abordagem, os militares constataram que o veículo transportava cerca de 400 quilos de queijo minas sem nota fiscal e, em seguida, as demais irregularidades.
Representantes do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e da Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) foram acionados e autuaram o motorista do veículo por sonegação fiscal. O condutor foi preso em flagrante e conduzido juntamente com a mercadoria para a delegacia de Bom Despacho.
Segundo a Polícia Militar (PM), que também acompanhou a ocorrência, o IMA liberou o produto por estar em bom estado de conservação. Já os suspeitos ainda estão sendo ouvidos na Delegacia da Polícia Civil.
Ainda de acordo com os militares, a carga seria distribuída em cidades da região.

Idoso é atropelado por carro e morre em Santo Antônio do Monte, MG.

Idoso é atropelado por carro e morre em Santo Antônio do Monte

Segundo a PM, vítima caminhava pela rua quando foi atingida.
Motorista disse à polícia que freou o veículo e foi liberado.

 
Do G1 

Um idoso de 68 anos morreu nesta segunda-feira (27) após ser atropelado no Bairro Retiro do Lago, em Santo Antônio do Monte. Segundo a Polícia Militar (PM), a vítima caminhava pela rua quando foi atingida pelo veículo.
O motorista, de 23 anos, disse que freou o carro, mas não foi possível evitar o atropelamento. Ele foi liberado, mas recebeu orientação para comparecer na delegacia posteriormente.
Ainda de acordo com a polícia, o idoso foi socorrido por uma ambulância e levado para uma Unidade Pronto Atendimento (UPA), onde faleceu algumas horas após o atendimento. A vítima teve politraumatismo craniano, de acordo com os militares. O corpo do idoso foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Bom Despacho.

Arcos, MG, recebe fábrica após investimento de R$ 1,8 bilhão.

Investimento de R$ 1,8 bilhão da CSN inclui fábricas em Romaria e Arcos

Projeto contempla duas fábricas de cimentos nas cidades mineiras.
Protocolo de Intenções será assinado junto a instituto.

 
Do G1

fabrica CSN Arcos Romaria (Foto: Léo Drumond/Agência Nitro)Mil novos empregos devem ser gerados no estado
(Foto: Léo Drumond/Agência Nitro)

Um projeto da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) pode garantir o investimento R$ 1,8 bilhão em duas fábricas de cimentos nas cidades de Arcos, no Centro-Oeste e Romaria, no Alto Paranaíba. Devem ser gerados cerca de 1000 novos postos de trabalho no estado.
Segundo informações do governo estadual, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SEDE) atuou, nas últimas semanas, na articulação entre a empresa e os municípios. A ação resultará na assinatura de um Protocolo de Intenções com o Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi).
O plano foi apresentado nesta terça-feira (28) ao secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Altamir Rôso e aos prefeitos da região em reunião na Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), em Belo Horizonte. A expectativa é que a primeira fase da expansão em Arcos seja concluída no primeiro semestre de 2015. Os investimentos em Romaria começam imediatamente.
O novo projeto irá complementar a produção da unidade da CSN em Volta Redonda (RJ), ao mesmo tempo em que irá fomentar a indústria de Minas Gerais. A produção de cimentos da companhia aumentará de 2,4 para 5,4 milhões de toneladas/ano. “É de extrema importância incentivarmos a expansão de uma fábrica cujo setor é referência e fundamental para a economia mineira”, analisou o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Altamir Rôso. O investimento irá gerar cerca de 1000 novos empregos no estado.
Segundo a CSN, serão construídos um forno de clinquer (matéria-prima para a fabricação do cimento) e três moagens, duas em Arcos e uma em Romaria. Segundo o diretor Institucional, Luiz Paulo Carreto, a empresa vai continuar investindo no estado. “A empresa sempre acreditou e segue acreditando no em Minas Gerais como um parceiro estratégico para os empreendimentos da companhia”, disse.
Ainda segundo a empresa, a expansão das atividades de cimentos no estado irá contribuir para a diversificação da atividade econômica, profissionalização e especialização da mão de obra, além do fomento ao setor terciário. Toda a região será beneficiada.
De acordo com o prefeito de Romaria, Ferdinando Resende Rath, o projeto pode trazer mudanças para a cidade.  “Para Romaria essa fábrica será um marco, pois irá movimentar a economia e trará novas oportunidades para as pessoas do município”, ressaltou.
O prefeito de Arcos, Claudenir José de Melo, também reforçou a importância do investimento para a cidade.

Mãe descobre doença rara de bebê após acidente doméstico.

Mãe descobre doença rara de bebê após acidente doméstico em banho

Ela não imaginava que Matheus, de três meses, sofre de hiperinsulinismo.
Família conseguiu na Justiça remédio que custa R$ 1,8 mil em Avaré (SP).

 
Caio Gomes Silveira 
Do G1 

Mãe relata inchaço de Matheus devido ao excesso de medicações (Foto: Arquivo Pessoal/ Kelly Braga) 
Mãe relata inchaço de Matheus devido ao excesso de medicações 
(Foto: Arquivo Pessoal/ Kelly Braga)
 
A dona de casa Kelly Braga, de 29 anos, não imaginava que iria descobrir uma rara doença no filho depois de queimar 29% do corpo da criança em um acidente doméstico no banho. Matheus Emanuel Braga, de três meses, sofre de hiperinsulinismo congênito, quando o pâncreas produz insulina em excesso, um processo inverso ao da diabetes.
Caso não descobrisse a doença a tempo, o menino de Avaré (SP) poderia morrer por paralisação dos órgãos.
“Estava com ele em um dos braços enquanto levava água quente na leiteira com a outra mão. Acabei esbarrando no guarda-roupa antes de chegar à banheira, e a água caiu em cima do Matheus", relata Kelly.

Criança ficou com cicatriz da queimadura no braço (Foto: Arquivo Pessoal/ Kelly Braga)Criança ficou com cicatriz da queimadura no braço (Foto: Arquivo Pessoal/ Kelly Braga)

"Fiquei péssima, me sentido uma mãe horrível, mas não foi por acaso. Depois que descobrimos a doença, o médico me informou da raridade, que ela atinge uma criança a cada 50 mil nascimentos”, conta.
O bebê se queimou com apenas 11 dias de vida, em 18 de janeiro. Deu entrada no hospital de Avaré e, um dia depois, foi levado para a Maternidade Vitória, em São Paulo (SP), onde o pai da criança, Tiago Braga, tem convênio por ser agente penitenciário.
Lá ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) um mês em estado grave, já que além da queimadura os sintomas da doença começaram a aparecer.
“Ele não dava sinais de melhoras. Os médicos suspeitavam de uma doença e davam certo remédio, suspeitavam de outra e vinham com outro. Ele ficou todo inchado devido às medicações, chegou ao ponto em que as enfermeiras iriam pegar sangue para exame e ao furarem a pele dele saía água', recorda a mãe da criança.
O pior foi quando ele sofreu uma parada cardiorrespiratória. Nesse dia ajoelhei clamando a Deus, perguntando se eu estava sendo egoísta demais por querer ele aqui"
Kelly Braga, mãe de Matheus
Kelly diz que no período em que o menino ficou no hospital, podia beber só um pouco de leite. "Chegava a ficar abrindo a boca desesperado para mamar. Mas o pior foi quando ele sofreu uma parada cardiorrespiratória. Nesse dia ajoelhei clamando a Deus, perguntando se eu estava sendo egoísta demais por querer ele aqui, que Ele levasse o Matheus, mas que não sofresse mais”, descreve.


Volta para casa

Descoberta a doença, a criança ficou internada por mais um mês se recuperando e tomando o medicamento que controla a insulina, chamado octreoida. Mãe e filho voltaram para casa no dia 17 deste mês.
“Foram dois meses difíceis. Vivendo no hospital, comendo e tomando banho lá, dormindo na cadeira ao lado do Matheus todos os dias. Longe dos meus outros dois filhos, de 7 e 2 anos. Nem mesmo via o sol, já que ficava todo tempo dentro”, conta Kelly.

Kelly acompanhou tratamento de 2 meses do filho: 'dormia na cadeira todo dia' (Foto: Arquivo Pessoal/ Kelly Braga) 
Kelly no dia do nascimento de Matheus (esq.) e durante os dois meses em que ficou no hospital acompanhando o tratamento do filho (Foto: Arquivo Pessoal/ Kelly Braga)
 
A felicidade da alta entrou em contraste com uma preocupação: como comprar mensalmente o remédio que o bebê precisa? Para tentar resolver a questão, dias antes de saírem do hospital, familiares criaram uma campanha no Facebook chamada “Ajude o Matheus” com o objetivo de arrecadar doações para a compra.
O medicamento custa R$ 1,8 mil, enquanto o salário do pai da criança chega a R$ 1,4 mil, afirma Kelly. “Fiquei muito feliz e surpresa com a contribuição de amigos, parentes e conhecidos, além das orações. Não esperava tantas pessoas colaborando. Quando meu marido me ligou dizendo que tinha conseguido todo dinheiro foi inacreditável”, afirma.


Ação na Justiça

Além das doações, a campanha foi fundamental para que um conhecido advogado levasse o caso à Justiça. O profissional não cobrou nenhuma parte do processo que pediu ao Sistema Único de Saúde (SUS) a liberação do remédio para a família.
“O advogado me orientou que o remédio está disponível no SUS apenas para pacientes com gigantismo. Ele apresentou ao juiz o laudo médico dizendo que Matheus precisa do remédio, e a Justiça ordenou a entrega", afirma Kelly.
Mas houve um porém: "O problema é que o médico errou ao prescrever a dosagem, e a caixa que deveria durar um mês dura apenas 15 dias. Meu advogado já entrou pedindo a revisão da receita e vou começar a receber o correto”, afirma a mãe.
Kelly pretende ainda pedir à Justiça que receba um medicamento canadense em comprimidos, já que o atual é injetável. Enquanto ainda não consegue uma melhora na qualidade de vida da criança, ela se contenta em ver as marcas de queimadura nos braços do filho.
“Ele é um guerreiro, com tão pouco tempo de vida já sobreviveu a tanta coisa. As cicatrizes são as marcas da vitória dele, uma obra de Deus.”

Agora em casa e com medicação correta, Matheus faz 'caras e bocas' (Foto: Arquivo Pessoal/ Kelly Braga) 
Agora em casa e com medicação correta, Matheus faz 'caras e bocas' 
(Foto: Arquivo Pessoal/ Kelly Braga)

Brasileiro Rodrigo Gularte é executado na Indonésia.

Brasileiro Rodrigo Gularte é executado na Indonésia

Ele foi condenado à morte por tráfico de drogas em 2005.
É o 2º brasileiro executado por pelotão de fuzilamento no país este ano.

 
Do G1

  


O brasileiro Rodrigo Gularte, de 42 anos, foi executado na Indonésia na madrugada desta quarta-feira (29) – horário local, tarde de terça-feira (28) no horário de Brasília. Ele havia sido condenado à morte por tráfico de drogas, e a pena foi executada por um pelotão de fuzilamento.
Outros sete condenados por tráfico de drogas foram executados. A única mulher condenada do grupo, a filipina Mary Jane Veloso, não foi executada porque a pessoa que a recrutou para transportar drogas se entregou às autoridades. Mary Jane precisa testemunhar neste outro processo, por isso o presidente filipino pediu que sua execução fosse postergada.
O paranaense Gularte foi preso em julho de 2004 depois de tentar ingressar na Indonésia com 6 quilos de cocaína escondidos em pranchas de surfe. Ele foi condenado à morte em 2005.
Gularte é o segundo brasileiro executado no país este ano – em janeiro, Marco Archer Cardoso Moreira, de 53 anos, foi fuzilado. Ele também cumpria pena por tráfico de drogas.
O governo brasileiro divulgou nota na qual diz ter recebido com "profunda consternação" a notícia da execução de Gularte. De acordo com o Itamaraty, a presidente Dilma Rousseff enviou carta ao presidente indonésio, Joko Widodo, pedindo a suspensão da pena de morte em razão do "quadro psiquiátrico" do brasileiro.

A filipina Mary Jane Veloso, em foto de 21 de abril, durante celebração do Kartini Day, em homenagem à ativista dos direitos femininos Raden Kartini, na prisão Yogyakarta (Foto: AFP Photo/Tarko Sudiarno/Files) 
A filipina Mary Jane Veloso, em foto de 21 de abril. Ela seria executada nesta terça, mas o presidente filipino pediu que o cumprimento da pena fosse adiado 
(Foto: AFP Photo/Tarko Sudiarno/Files)
 
Gularte foi diagnosticado com esquizofrenia por dois relatórios médicos no ano passado. Em março, uma equipe médica reavaliou o brasileiro a pedido da Procuradoria Geral indonésia, mas o resultado deste laudo não foi divulgado.
Familiares e conhecidos relataram que Gularte passava seus dias na prisão conversando com paredes e ouvindo vozes. Dizem que ele se recusava a tirar um boné, que usava virado para trás, alegando ser sua proteção.
Angelita Muxfeldt, prima de Gularte, passou os últimos meses na Indonésia tentando reverter a decisão. Ela esteve com ele pela última vez na tarde de terça, no horário local, horas antes da execução.
Angelita contou, antes da execução, que não disse ao primo claramente o iria ocorrer, e que ele não sabia o que iria acontecer, apesar de ter sido informado no sábado (25) da morte iminente. Segundo a brasileira, ele sofre de delírios e não entendeu que seria executado, acreditando que ainda seria solto.
 

Executados

Além do brasileiro, sete outros suspeitos foram executados. Todos foram condenados por tráfico de drogas e tiveram seus pedidos de clemência rejeitados.
Eles são os australianos Myuran Sukumaran e Andrew Chan, os nigerianos Martin Anderson, Okwudili Oyatanze, Sylvester Obiekwe Nwolise e Jamiu Owolabi Abashin e o indonésio Zainal Abidin.
A Austrália e as Filipinas também tentaram diversos recursos para adiar as execuções, além de realizarem pressão diplomática, mas sem sucesso.

Montagem com fotos de seis dos oito executados à morte por tráfico na Indonésia na terça (28): acima, a partir da esquerda, os australianos Myuran Sukumaran e Andrew Chan o nigeriano Martin Anderson. Abaixo, os nigerianos Jamiu Owolabi Abashin e Sylvester (Foto: AFP Photo) 
Montagem com fotos de seis dos oito executados por tráfico na Indonésia na terça (28): acima, a partir da esquerda, os australianos Myuran Sukumaran e Andrew Chan e o nigeriano Martin Anderson. Abaixo, os nigerianos Jamiu Owolabi Abashin e Sylvester (Foto: AFP Photo)
 

Crise diplomática
 
Em janeiro, o fuzilamento de Marco Archer gerou uma crise diplomática entre o país asiático e o Brasil.
A presidente Dilma Rousseff se disse "consternada e indignada" com o ocorrido e convocou o embaixador brasileiro em Jacarta para consultas.
Em fevereiro, Dilma decidiu adiar o recebimento das credenciais do novo embaixador da Indonésia em Brasília para reavaliar a situação bilateral entre os dois países. Em represália, o Ministério das Relações Exteriores indonésio chamou de volta ao país o embaixador no Brasil, Toto Riyanto, e convocou para uma reunião o então embaixador brasileiro em Jacarta, Paulo Soares, que deixou o comando da chancelaria indonésia em março.
Atualmente, a embaixada do Brasil em Jacarta está sendo chefiada, interinamente, por Leonardo Monteiro, encarregado de negócios da chancelaria indonésia.
A Indonésia reforçou suas penalidades por crimes de tráfico de drogas e voltou a realizar execuções em 2013, depois de uma pausa de cinco anos.

Campeão do UFC, Jon Jones se entrega e está sob custódia da polícia.

Campeão do UFC, Jon Jones se entrega e está sob custódia da polícia

Lutador do Ultimate é acusado de causar acidente no trânsito e não prestar socorro
à vítima, uma mulher grávida de cerca de 20 anos de idade, que quebrou o braço


Por  
Las Vegas
Jon Jones se entregou na segunda-feira 
(Foto: Reprodução)
Jon Jones é preso (Foto: Reprodução)Campeão do UFC, Jon Jones se entregou, nesta segunda-feira, e está sob custódia do Departamento de Polícia de Albuquerque. A notícia foi divulgada pelo site "MMA Fighting", que confirmou a informação junto ao porta-voz da instituição policial, Tanner Tixier. A fiança de "Bones" foi estipulada em US$ 2,500 (cerca de R$ 7.293 mil) e poderá ser efetuada apenas com dinheiro em espécie. Por lei, ele deve pagar 10% deste valor para acompanhar as investigações em liberdade.
Jon Jones causou um acidente no último domingo e não prestou atendimento à vítima - uma grávida, que fraturou o braço - e fugiu do local. Acusado formalmente por cometer um "crime doloso", o americano pode pegar até três anos de detenção - além do pagamento de multas.
Jon Jones teria sido visto por um policial de folga, que reconheceu o atleta, que havia fugido a pé do local da batida. O site "ESPN" informou que vestígios de maconha e um purificador para consumo da droga foram encontrados no carro utilizado pelo americano.
Campeão do peso-meio-pesado do Ultimate, "Bones" tem luta marcada para o próximo dia 23 de maio, no UFC 187, quando enfrenta Anthony Johnson. Ainda segundo o MMAFighting", o UFC está a par dos desdobramentos, mas não irá divulgar nenhum comunicado nesta segunda-feira. 

Ficha policial de Jon Jones (Foto: Divulgação) 
Ficha policial de Jon Jones divulgada pela Polícia de Albuquerque (Foto: Divulgação)

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Atraso em construção de hospital em Divinópolis, MG, já chega a quase 4 anos.

Atraso em construção de hospital em Divinópolis já chega a quase 4 anos

Prefeitura informou que ainda faltam R$ 22 milhões do Governo de Minas.
Estado disse que obra é prioridade, mas não há previsão para repasse.

 
Do G1

Hospital Municipal de Divinópolis (Foto: TV Integração/Reprodução)Hospital Municipal de Divinópolis
(Foto: TV Integração/Reprodução)

As obras de construção do Hospital Municipal de Divinópolis começaram em 2010, mas até hoje não foram concluídas. O atraso já chega a quase quatro anos, em relação à data prevista para término.
O setor de Obras Especiais da Prefeitura informou que, dos R$ 79 milhões previstos, ainda faltam R$ 22 milhões a serem repassados pelo Estado.
De acordo com o Governo de Minas, dos 12 hospitais regionais planejados pela administração anterior, apenas um ficou pronto.
As obras seguem, mas não com a agilidade necessária para seguir o cronograma. A construção deveria ter ficado pronta há três anos, mas ainda faltam 30% para a conclusão.
"Já entramos na fase final da obra, que inclui acabamento das paredes com gesso. Agora, é uma fase de finalização que será concluída com equipamentos", disse o diretor de Obras Especiais, Alexandre Magno Pereira de Araújo.
A construção tem aproximadamente 25 mil metros quadrados. Entre os setores estão Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A fase inicial da obra prevê 210 leitos, que devem receber pacientes de 55 cidades do Centro-Oeste mineiro.
Atrasos ocorrem também em obras de outros hospitais no estado. De acordo com o Governo de Minas, dos 12 hospitais regionais planejados, apenas um foi concluído. Para acelerar o processo, foram estabelecidas prioridades. O hospital de Divinópolis está entre elas, mas ainda não há previsão de quando o restante do valor será repassado.
"O hospital de Divinópolis está entre as três prioridades do Estado. Acreditamos agora que haja um repasse maior e a obra ganhe uma velocidade maior", acrescentou Alexandre de Araújo.
A administração do Hospital Municipal seria feita por um consórcio formado por representantes dos municípios atendidos. O vereador Edmilson Andrade (PT), presidente da Comissão de Saúde da Câmara de Divinópolis, disse que a situação no setor é preocupante. Ele quer levar os problemas à Assembleia Legislativa de Minas.
"Nós estamos levando o caso à Comissão de Direitos Humanos e à Comissão de Saúde da Assembleia, pois o atraso já extrapolou nossas chances de salvar vidas. Se hoje acontecer um acidente entre dois carros em Divinópolis, morre todo mundo, porque não temos vagas em UTIs. A situação é grave. Não temos vaga em hospital nenhum", finalizou Andrade.

Hospital Municipal de Divinópolis (Foto: TV Integração/Reprodução) 
Operários trabalham em construção de hospital público em Divinópolis 
(Foto: TV Integração/Reprodução)

Do tamanho de cabeça de alfinete, menor Bíblia do mundo é exposta.

Do tamanho de cabeça de alfinete, menor Bíblia do mundo é exposta

Nano-Bíblia hebraica com 1,2 milhão de caracteres gravada em chip pode ser lida se texto for ampliado em 10 mil vezes.

 
Da BBC

Versão tecnológica se encontra na seção do museu chamada Templo do Livro (Foto: BBC) 
Versão tecnológica se encontra na seção do museu chamada Templo do Livro (Foto: BBC)

Uma cópia da Bíblia hebraica do tamanho de uma cabeça de alfinete está sendo exposta no Museu de Israel em Jerusalém. Veja o vídeo.
A chamada nano-Bíblia - a menor versão do livro religioso no mundo - contém 1,2 milhão de caracteres esculpidos em um chip envolto em ouro.
"Escrito" com raios de íon por engenheiros do Technion (Instituto Israelense de Tecnologia), em Haifa, o "livro" está sendo exposto por ocasião do 50º aniversário do museu.
"Se você ampliar as letras em pelo menos dez mil vezes, poderá ler os caracteres", diz Adolfo Roitman, um dos curadores do museu,
A versão tecnológica se encontra na seção do museu chamada Templo do Livro, que abriga também os Manuscritos do Mar Morto, as mais antigas escrituras da Bíblia já encontradas.

Homem que decapitou namorada grávida é denunciado por feminicídio.

Homem que decapitou namorada grávida é denunciado por feminicídio

MP-SP entregou acusação por homicídio duplamente qualificado à Justiça.
Desempregado postou foto de cabeça de adolescente cortada no Facebook.

 
Do G1

Shirley e suposto amante, em fotomontagem feita por José no Facebook dele (Foto: Reprodução/ Arquivo pessoal)Shirley e suposto amante, em fotomontagem feita
pelo namorado (Foto: Reprodução/ Arquivo pessoal)

O Ministério Público (MP) apresentou denúncia à Justiça contra o homem que decapitou a namorada grávida em março deste ano na Zona Sul de São Paulo. O desempregado José Ramos dos Santos foi acusado formalmente na sexta-feira (24) pelo crime de feminicídio praticado contra Shirley Souza, de 16 anos.
A vítima estava grávida de seis meses e foi morta porque Santos achava não ser ele o pai da criança. O bebê também morreu. No dia do crime, a garota admitiu ao namorado ter mantido relação sexual com outro homem.
O assassinato ocorreu na comunidade carente de Pedreira, no Jardim Selma. O desempregado está preso desde o fim de março após se entregar no 1º Distrito Policial (DP), na Sé, onde confessou o crime ao abrir a mochila e mostrar a cabeça de Shirley.
Antes de ir até a delegacia, ele publicou, em sua página pessoal no Facebook, a foto da cabeça da adolescente com a seguinte descrição: “Traição da nisso...mentiras...odeio”, escreveu horas depois de saber que vizinhos haviam encontrado o corpo da adolescente.
De acordo com a denúncia, oferecida pelo promotor de Justiça Fábio Ramazzini Bechara, "o crime foi cometido por razões do sexo feminino, tendo em vista o menosprezo revelado pelo denunciado em relação à vítima, relegando a sua condição de mulher, e tratando-a como se fosse um objeto pessoal dele".


Denúncia e pena

José Ramos dos Santos foi denunciado por homicídio duplamente qualificado (mediante recurso que impediu a defesa da vítima e em razão de gênero) e por destruição e ocultação de cadáver, com agravante de a vítima estar grávida. A denúncia foi oferecida à 1ª Vara do Tribunal do Júri da Capital.
Desde março está em vigor a lei que torna hediondo o crime de feminicídio, que é o assassinato de mulheres por violência doméstica ou discriminação de gênero. A pena é de 12 a 30 anos de prisão - maior do que para homicídio. A punição pode ser aumentada se o crime for contra gestantes, menores de 14 anos ou maiores de 60.


O crime

Segundo a investigação policial, José Ramos dos Santos contou que matou Shirley na casa de seu irmão no dia 26 de março. Eles se encontraram, tiveram relações sexuais e discutiram por causa da possível traição.
O desempregado disse que a desconfiança aumentou após a mulher engravidar, pois ele afirmou ter visto na carteirinha de saúde dela que sua última menstruação foi em agosto, quando o casal estava separado. Após insistir, ela então teria confessado ter se relacionado com um amigo do casal às vésperas do Natal e do Ano Novo, segundo a versão do assassino.
Quando a adolescente se preparava para tomar banho, ele aplicou uma "gravata" até ela desmaiar. Ao perceber que a companheira estava morta, foi até a cozinha, pegou uma faca e decapitou a vítima. Em seguida, enrolou o corpo da jovem em um edredom, amarrou o tronco e os pés e o escondeu atrás de um botijão de gás.
A casa foi limpa para que o irmão não desconfiasse. Com o passar do tempo, o cadáver começou a cheirar mal e Santos decidiu levá-lo para a viela, onde o corpo foi encontrado por moradores. Ao descobrir que a adolescente havia sido achada, ele percorreu 30 quilômetros em dois ônibus e foi até a delegacia, onde se apresentou à polícia e foi detido em flagrante.

Jovem que confessou decaptação admitiu crime em conversa no Messenger, segundo amiga. (Foto: Reprodução/Facebook) 
Jovem admitiu crime em conversa no Messenger, segundo amiga da vítima 
(Foto: Reprodução/Facebook)

Exército terá que aceitar candidatos baixos, com HIV ou sem dentes.

Justiça veta Exército exigir altura, 20 dentes e teste de HIV para candidatos

TRF vê 'conduta discriminatória e irrazoável' em portaria militar desde 2005.
Ainda cabe recurso; Exército e AGU não se manifestaram até a publicação.

 
Tahiane Stochero  
Do G1

Atiradores durante ação de combate à dengue em Avaré (Foto: Reprodução/ TV TEM)Decisão da Justiça proíbe Exército de exigir idade mínima para soldados 
(Foto: Reprodução/ TV TEM)

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região eliminou restrições e exigências do Exército para o ingresso em suas escolas e na tropa entendidas pelo Judiciário como discriminatórias.

Em uma ação coletiva promovida pelo Ministério Público Federal contra a União, o colegiado derrubou uma norma interna do Exército que, desde 2005, exigia altura mínima e 20 dentes naturais na boca para candidatos, além de impedir o acesso de portadores de doenças autoimunes, imunodepressoras ou sexualmente transmissíveis, como HIV e sífilis. Os exames também não podem ser exigidos para militares na ativa.
A altura mínima exigida era 1,60m, para homens, e 1,55m, para mulheres.
Conforme o desembargador Souza Prudente, relator do caso, a União e o Exército já foram notificados de que a decisão tem eficácia imediata e vale para concursos em andamento. Em caso de descumprimento, o Comandante do Exército terá de pagar multa diária de R$ 5 mil, sem prejuízo de sanções criminais cabíveis.
A decisão, unânime, é da 5ª turma do TRF da 1ª Região e ocorreu em 11 de março, mas só foi divulgada agora. Ainda cabe recurso. O G1 questionou o Exército e a Advocacia-Geral da União sobre o cumprimento da decisão e, até a publicação desta reportagem, não obteve retorno. O Exército afirmou que provavelmente só se manifestaria na terça-feira (28).
"Como se trata de uma ação coletiva promovida pelo MPF, é uma sentença mandamental de âmbito nacional. Ela não condena, ela ordena. Ela determina que não se aplique mais a portaria [do Exército}", explica o desembargador Antonio de Souza Prudente.
O Exército é uma instituição respeitada pelos relevantes serviços à Nação, como a guerra contra a dengue. Sua estrutura tem condições de empregar soldados sem discriminação"
Souza Prudente,
desembargador
 
 
Exclusão de candidatos

O processo chegou ao TRF após uma apelação do Ministério Público questionando a portaria do Exército que disciplina as exigências de inspeção de saúde para candidatos à matrícula nos estabelecimento de ensino e organizações militares.
Ao analisar a questão, a corte entendeu que "a mera exclusão sumária de candidatos em processos seletivos para os quadros do Exército em razão da limitação de altura, higidez da saúde bucal e de serem portadores de doenças autoimune, imunodepressora ou sexualmente transmissível, constitui conduta discriminatória e irrazoável, incompatível com o ordenamento jurídico vidente".
Para os magistrados, tais enfermidades não conduzem à incapacidade para o trabalho. "O Exército é uma instituição respeitada pelos relevantes serviços à Nação, como a guerra contra a dengue. Sua estrutura tem condições de empregar soldados sem discriminação", defende o desembargador Souza Prudente.
Os critérios de seleção da portaria não podem ser exigidos mais pelo Exército independente do momento do concurso. A Constituição prevê que somente uma lei pode disciplinar critérios de ingresso em cargos e funções públicas e inexiste lei sobre o tema, diz o magistrado.
A decisão vale apenas para o Exército, mas "serve de paradigma e de advertêcia às outras Forças Armadas" [Marinha e Aeronáutica], afirma o desembargador.

PM de Oliveira, MG, prende homem e apreende mídias piratas e remédios.

PM de Oliveira prende homem e apreende mídias piratas e remédios

Cumprimento de mandado ocorreu no Bairro Maria Amélia.
Local era alvo de diversas denúncias.

 
Do G1

Apreensão Oliveira (Foto: Polícia Militar/Divulgação)Apreensão Oliveira (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

A Polícia Militar de Oliveira, divulgou neste domingo (26), uma apreensão feita na última sexta-feira (24) de cumprimento de mandado de busca e apreensão no Bairro Maria Amélia. Um homem de 36 anos foi preso em flagrante.
Segundo a ocorrência, o local era alvo de diversas denúncias de produção e guarda de CD's e DVD's piratas, além de veículos de origem ilícita e medicamentos ilegais.
Segundo a ocorrência, após buscas no interior do imóvel foram localizados 785 DVD’s piratas de músicas, 84 DVD’s de jogos, 253 capas duras para acondicionar CD’s/DVD’s,  241 DVD-R virgem;  74 CD-R virgem. Também foram apreendidos centenas de capas de plásticos transparentes utilizadas para acondicionar mídias de CD’s e DVD’s, além de uma impressora, quatro frascos de tinta para a impressora e oito reservatórios de tintas. 
No local também havia um gabinete de computador contendo oito drives de CDs/DVDs e um equipamento para gravação e quatro cartelas de medicamentos.
O homem detido e os materiais apreendidos foram levados para a Delegacia de Plantão em Campo Belo.

Mulher passa por cirurgia após engolir lâmina de barbear.

Mulher passa por cirurgia após engolir lâmina de barbear em Valença, RJ

Patrícia Alves de Souza, de 35 anos, está sem comer desde terça-feira.
Marido colocou objeto em uma garrafa pet para fazer descarte correto.

 
Do G1 

Mulher bebe água e acaba ingerindo lâmina de barbear em Valença, RJ (Foto: Wagner Alves de Macedo/Arquivo Pessoal)Operação para retirada da lâmina aconteceu no
sábado (Foto: Wagner Macedo/Arquivo Pessoal)
A mulher que engoliu metade de uma lâmina de barbear em Valença, no Sul do Rio de Janeiro, foi operada na noite de sábado (27). O procedimento para retirada do objeto do estômago de Patrícia Alves de Souza, de 35 anos, aconteceu no Hospital Escola Luiz Gioseffi Jannuzzi, na mesma cidade.
"A princípio, parece que foi tudo bem, conseguiram retirar a lâmina. Ela está na UTI [Unidade de Terapia Intensiva], mas só por procedimento padrão, pós-operatório", explicou o marido, Wagner Alves de Macedo.
Segundo a família, o episódio aconteceu na segunda-feira (20). O marido queria fazer o descarte correto do material e colocou a lâmina dentro de uma garrafa pet. Uma das filhas do casal não viu o objeto e encheu a garrafa com água. Patrícia acabou bebendo a água e ingerindo a lâmina.
Ela estava internada desde a última terça-feira (21), sem ingerir nenhum tipo de alimento ou líquido, para que o objeto não se deslocasse. Foram sete tentativas de transferência para hospitais que são referência nesse tipo de atendimento, mas todos haviam dado resposta negativa, alegando não ter vaga ou material necessário.
Patrícia esteve a base de soro, e se alimentará desta forma por, pelo menos, mais dois dias. "Foi um caso inusitado assustador pra família. Ela sentia a lâmina dentro dela, mas reclamava pouco de dor. O pior, pra ela, está sendo a dieta zero", contou Wagner, que informou que a esposa ainda não tem previsão de alta.

Brasileiro 'rejeita três últimos pedidos' na Indonésia.

Brasileiro 'rejeita três últimos pedidos' na Indonésia

Rodrigo Gularte recebeu visita na prisão e disse acreditar que execução não será realizada; pena poderá ser cumprida na terça-feira.

 
Da BBC Brasil em Londres


Segundo imprensa local, execução de Gularte poderia ocorrer ainda neste mês (Foto: AFP) 
Gularte foi preso em 2004 e condenado à morte no ano seguinte por tráfico de drogas 
(Foto: AFP)

O paranaense Rodrigo Muxfeldt Gularte, que deverá ser executado na Indonésia, rejeitou neste domingo fazer seus três últimos pedidos e expressou confiança de que a sentença não será cumprida, disse seu advogado.
Gularte, de 42 anos, foi notificado no sábado de que será executado por fuzilamento. Nenhuma data para a sentença foi anunciada, mas ela poderá ser realizada já na terça-feira após o fim do aviso de 72h previsto pela lei indonésia.
Preso em 2004 ao tentar entrar na Indonésia com 6kg de cocaína em pranchas de surfe, Gularte foi condenado à morte em 2005.
A defesa ainda tenta convencer autoridades a reverter sua pena, após o brasileiro ter sido diagnosticado com esquizofrenia, e entrará com um novo recurso na segunda-feira.
Gularte recebeu visita da prima, Angelita Muxfeldt, na prisão de Nusakambangan, a cerca de 400km de Jacarta, onde ele é mantido e as sentenças deverão ser cumpridas. Ele poderá ser visitado todos os dias até a data da execução.
O encontro foi "difícil", no qual ele se negou a realizar os três últimos pedidos a que tem direito, disse à BBC Brasil o advogado Ricky Gunawan, que também esteve na reunião.
"Ele rejeitou, rindo. E disse: 'Isso é alguma coisa como Aladdin? Não preciso disso'", disse ele, que assumiu o caso em março.
Gularte poderá ser o segundo brasileiro a ser executado na Indonésia. Em janeiro, o carioca Marco Archer Cardoso Moreira foi fuzilado após ser condenado à morte por tráfico de drogas.


'Pena de morte abolida'

Gularte foi diagnosticado com esquizofrenia por dois relatórios no ano passado. Em março, uma equipe médica reavaliou o brasileiro à pedido da Procuradoria Geral indonésia, mas o resultado deste laudo não foi divulgado, apesar de repetidos pedidos da defesa e do governo brasileiro.
Familiares e conhecidos relataram em entrevistas recentes à BBC Brasil que Gularte passa seus dias na prisão conversando com paredes e ouvindo vozes de satélites. Dizem que ele se recusa a tirar um boné, que usa virado para trás, alegando ser sua proteção.
No encontro deste domingo, Gunawan disse que o brasileiro alterou momentos de lucidez com discursos "delirantes", no qual disse acreditar que sua execução não será realizada.
"Quando falamos da execução, ele disse que houve uma conferência internacional de procuradores ontem e hoje, que a pena de morte foi abolida e que ele não será executado".
"Disse, por exemplo, que a água em Cilacap e em todos os lugares é intoxicada e que a gente devia ter cuidado".
Um representante da embaixada brasileira e um pastor também participaram da visita, disse Gunawan.
"O pastor tentou dizer que ele precisava estar preparado, mas era difícil para ele (Gularte) entender a situação".
No sábado, Gularte teria reagido com "surpresa" e "delírio" ao ser notificado de sua execução, disse à BBC Brasil um diplomata brasileiro que acompanhou o anúncio.


Novo recurso

O advogado de Gularte tentará um novo recurso na segunda-feira para reverter a execução. Na semana passada, a defesa havia pedido para que a prima que está na Indonésia ficasse com a guarda do brasileiro, devido ao seu estado mental.
A família alega que ele sofre de distúrbios mentais há anos. Segundo o advogado, a lei indonésia proíbe que réus com doenças mentais sejam condenados à morte e o recurso deverá apontar o "longo histórico de problemas mentais" de Gularte.
"Não há nenhuma prova de que ele estava bem quando ele cometeu o crime. Temos fortes evidências de que ele tem problemas mentais desde 1982".
Além de Gularte, oito condenados também foram notificados - sete estrangeiros e um indonésio.
Entre eles estão os australianos Andrew Chan e Myuram Sukumaran, considerados os líderes do grupo de traficantes "Os Nove de Bali", além de cidadãos das Filipinas e Nigéria.
A Indonésia está sob forte pressão internacional para que reveja as execuções, e o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, reforçou pedido para que as condenações sejam revistas.
"O secretário-geral pede ao presidente Joko Widodo que considere urgentemente declarar uma moratório na pena capital na Indonésia, tem em vista sua abolição", disse um porta-voz de Ban.
Widodo, que assumiu em 2014, negou clemência a condenados por tráfico, dizendo que o país está em situação de "emergência" devido às drogas. Em janeiro, seis presos foram executados, inclusive Marco Archer.
Brasil e Noruega convocaram seus embaixadores na Indonésia em protesto e, em fevereiro, a presidente Dilma Rousseff recusou temporariamente as credenciais do novo representante indonésio no Brasil em meio ao impasse com Jacarta diante da iminente execução de Gularte.
Grupos de direitos humanos também têm pressionado a Indonésia para cancelar a aplicação das penas.
Mais de 130 presos estão no corredor da morte, 57 por tráfico de drogas, segundo a agência Associated Press.

Número de mortos passa de 3 mil após terremoto no Nepal.

Número de mortos passa de 3 mil após terremoto no Nepal

Pelo menos 6.500 pessoas ficaram feridas, segundo o governo nepalês.
Dezenas de milhares de pessoas ficaram sem comida, água ou abrigo.

 
Do G1

Um homem senta-se sobre os escombros de sua casa danificada após o terremoto de sábado, em Bhaktapur (Foto: REUTERS/Adnan Abidi) 
Um homem senta-se sobre os escombros de sua casa danificada após o terremoto de sábado, em Bhaktapur (Foto: REUTERS/Adnan Abidi)

O número de mortos após o terremoto no Nepal passava de 3,7 mil por volta das 6h desta segunda-feira (27), segundo balanço das autoridades locais divulgado pela Associated Press. Agências e governos internacionais corriam no domingo (26) para enviar equipes de busca e resgate, médicos e remédios ao país. Dezenas de milhares de pessoas ficaram sem comida, água ou abrigo.
O terremoto de 7,8 graus, o mais violento dos últimos 80 anos no país, provocou vários tremores secundários e diversos deslizamentos no monte Everest, onde 18 pessoas morreram no início da temporada de alpinismo.
O balanço pode ser ainda mais grave no Nepal, onde as agências humanitárias ainda têm dificuldades para avaliar o alcance da devastação e as necessidades da população.
Quase um milhão de crianças precisam de ajuda urgente, segundo o Unicef.
Equipes enviadas por Índia, Paquistão, Estados Unidos, China e Israel já estavam no Nepal para ajudar, disseram as Nações Unidas, escavando toneladas de escombros em busca de milhares de pessoas ainda desaparecidas.
Outras equipes internacionais de busca chegaram ou devem chegar à capital Katmandu, com unidades do Japão, EUA e Inglaterra equipadas com cães farejadores e equipamentos pesados para retirada de escombros.
As autoridades que coordenam as tarefas de socorro no Nepal se reuniram nesta segunda-feira para tentar reabrir os mercados e distribuir pacotes de ajuda aos desabrigados pelo terremoto no país asiático, informou a imprensa local.
O Comitê de Coordenação de Resgate em Desastres Naturais, reunido na sede do governo nepalês em Katmandu, pediu aos chefes de distrito que trabalhem para abrir as lojas nas zonas afetadas".
O objetivo é facilitar a provisão se produtos à população em geral.


Ao menos 6.500 feridos

Pelo menos 6.500 pessoas ficaram feridas, segundo o governo nepalês, e o tratamento delas e de outros sobreviventes retirados dos escombros de edifícios destruídos continua uma tarefa bastante desafiadora.
"A prioridade continua sendo salvar vidas e buscar e resgatar sobreviventes", afirma relatório da equipe local das Nações Unidas no Nepal.

Guia sherpa ferido em avalanche do monte Everest é levado em ônibus para Katmandu neste domingo para receber atendimento (Foto:  AP Photo/Bikram Rai) 
Guia sherpa ferido em avalanche do monte Everest é levado em ônibus para Katmandu neste domingo para receber atendimento (Foto: AP Photo/Bikram Rai)

O tremor destruiu edifícios, monumentos, estradas e outras infraestruturas, afirmaram membros de equipes de socorro, acrescentando que mais de 60 terremotos secundários, incluindo um sismo de magnitude 6,7, já foram sentidos.
Segundo a agência EFE, pacotes com remédios e equipamentos sanitários foram entregues neste domingo pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a hospitais no Nepal. Os artigos sanitários servirão para atender 40 mil pessoas durante três meses, indicou a Organização de sua sede em Genebra.
Além disso, a OMS desembolsou US$ 175 mil como uma primeira doação de emergência para que se atendam as necessidades de saúde mais urgentes dos afetados pelo terremoto, que deixou pelo menos 2.300 mortos e mais de 6.000 feridos.


Hospitais estão lotados

No vale de Katmandu, hospitais estão lotados e estão ficando sem espaço para corpos, afirmaram socorristas, acrescentando que os centros médicos estão ficando sem suprimentos de emergência. Alguns deles estão tendo que tratar os feridos nas ruas.
Neste domingo, doentes e feridos deitavam-se em uma empoeirada rodovia fora do Kathmandu Medical College, enquanto funcionários do hospital carregavam pacientes para fora do prédio em macas e sacos.
Os médicos montaram uma sala de operações dentro de uma tenda para onde levavam os mais críticos, após um tremor particularmente grande forçar as pessoas a correrem aterrorizadas para as ruas.

Feridos foram socorridos pela população no Nepal (Foto: Marcelo Gama / Acervo pessoal) 
Feridos foram socorridos pela população no Nepal neste sábado (25) 
(Foto: Marcelo Gama / Acervo pessoal)

No lado externo do Centro Nacional de Trauma em Katmandu, pacientes em cadeiras de rodas que estavam em tratamento antes do terremoto juntaram-se a centenas de feridos com membros fraturados e sujos de sangue, deitados dentro de barracas feitas com lençóis do hospital.


940 mil crianças atingidas

O Fundo para Crianças das Nações Unidas (Unicef) estima que pelo menos 940 mil crianças foram gravemente atingidas na região que inclui os distritos de Dhading, Gorkha, Rasuwa, Sindhupalchowk e Kathmandu.
Enquanto isso, campos de desabrigados deverão estar prontos nos próximos dias.
"Centenas de milhares de pessoas estão dormindo ao relento pois estão muito assustadas para voltarem para suas casas por causa de todos os tremores secundários", disse Zubin Zaman, gerente da agência humanitária Oxfam, na Índia.
"Está frio, escuro e agora está chovendo. Eles não têm proteção ou abrigo. Precisamos agir rapidamente."

sábado, 25 de abril de 2015

Formiga, MG, recebe exposição 'Mãe, universo de amor'.

Formiga recebe exposição 'Mãe, universo de amor'

Exposição é a 1ª fotográfica do espaço Centro Cultural Casa do Engenho.
População pode participar enviando fotos.

 
Do G1

Exposição será realizada pelo Centro Cultural Casa do Engenheiro (Foto: Prefeitura de Formiga/Divulgação)Exposição será realizada pelo Centro Cultural
Casa do Engenheiro (Foto: Prefeitura de Formiga/ Divulgação)

A cidade de Formiga recebe no dia 8 de maio  a primeira Exposição Fotográfica do Centro Cultural Casa do Engenho.
A exposição é aberta para participantes e terá como tema “Mãe, universo de amor”. Qualquer pessoa pode se inscrever até o dia 7 de maio.
Para participar, cada pessoa deverá enviar no mínimo duas fotos e no máximo dez no tamanho 15x20, preto e branco ou colorida.

As fotos devem ser enviadas reveladas para o Museu Municipal Francisco Fonseca, na Rua Governador Benedito Valadares, sem número. O CEP é 35570-000.
As fotos serão expostas nas bibliotecas, departamentos de cultura e em locais de exposição na cidade. Os visitantes ainda irão escolher as dez melhores fotos. As mais votadas serão divulgadas nas redes sociais e serão enviadas à imprensa.

MP vê 'teor sexual' em músicas de cantora de 8 anos e abre investigação.

Ministério Público abre inquérito sobre 'sexualização' de MC Melody

Exposição de funkeira de 8 anos é um dos alvos da investigação, que suspeita de 'violação ao direito ao respeito e à dignidade de crianças'.

 
Ricardo Senra  
Da BBC Brasil em Londres

Funkeira-mirim MC Melody ganhou o centro de nova polêmica sobre sexualização de crianças no funk (Foto: Reprodução/YouTube) 
Funkeira-mirim MC Melody ganhou o centro de nova polêmica sobre sexualização de crianças no funk (Foto: Reprodução/YouTube)

O Ministério Público de São Paulo abriu nesta quinta-feira um inquérito para investigação sobre "forte conteúdo erótico e de apelos sexuais" em músicas e coreografias de crianças e adolescentes músicos.
A cantora de funk conhecida como MC Melody, de oito anos, é um dos alvos da investigação, que suspeita de "violação ao direito ao respeito e à dignidade de crianças/adolescentes". O caso está sendo investigado pela Promotoria de Justiça de Defesa dos Interesses Difusos e Coletivos da Infância e da Juventude da Capital.
Segundo uma das representações publicadas no inquérito, Mc Melody "canta músicas obscenas, com alto teor sexual e faz poses extremamente sensuais, bem como trabalha como vocalista musical em carreira solo, dirigida por seu genitor".
Além dela, músicas e videoclipes de outros funkeiros-mirins como MCs Princesa e Plebéia, MC 2K, Mc Bin Laden, Mc Brinquedo e Mc Pikachu também são alvo da investigação do Ministério Público paulista.
A promotoria chama atenção para o "impacto nocivo no desenvolvimento do público infantil e de adolescentes, tanto de quem se exibe quanto daqueles que o acessam".


Petição

O inquérito, aberto pelo promotor Eduardo Dias de Souza Ferreira, é resultado de denúncias e representações encaminhadas pela Ouvidoria do Ministério Público e por cidadãos que pedem avaliação legal sobre a exposição dos funkeiros mirins.

Ministério Público abre inquérito sobre 'sexualização' de MC Melody (Foto: Ministério Público de SP) 
Ministério Público abre inquérito sobre 'sexualização' de MC Melody 
(Foto: Ministério Público de SP)

O caso da MC Melody, que chegou a ser o assunto mais procurado por brasileiros no Google nesta quinta-feira (com mais de 50 mil buscas), gerou uma petição no site Avaaz que pede "intervenção e investigação de tutela" ao Conselho Tutelar de São Paulo.
O abaixo assinado alcançou mais de 23 mil assinaturas em quatro dias. A menina já chegou a ter seu perfil retirado do Facebook após denúncias de internautas sobre "sexualização" - ela aparece em fotos com roupas curtas e decotadas, dançando em bailes funks e em vídeos caseiros.
No YouTube, dezenas de publicações feitas por anônimos criticam a exposição da menina - cujos vídeos acumulam centenas de milhares de visualizações no portal.
O pai de MC Melody - o também funkeiro MC Betinho - também é citado pelo inquérito do Ministério Público, que afirma ser "dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do Poder Público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária”, conforme dispõe o artigo 4º do Estatuto da Criança e do Adolescente".
A reportagem tentou contato com MC Betinho por telefone, mas não obteve sucesso. Em entrevistas anteriores, o pai de MC Melody se defende argumentando que existiria uma “perseguição ao funk” e que “não obriga sua filha a fazer nada”.
"Ela canta e dança assim porque gosta", disse MC Betinho. "Entendemos quem não gostou ou ficou ofendido e estamos mudando a nossa postura por isso."