segunda-feira, 2 de março de 2015

Morre menino de 5 anos espancado pela mãe em SP.

Morre menino de 5 anos espancado pela mãe em SP; família doará órgãos

Adriano Ramos estava internado na Santa Casa de Franca desde quinta-feira.
Criança teve morte cerebral na sexta; informação foi confirmada no domingo.

 
Do G1

Adriano Henrique Jardim Ramos, 5 anos (Foto: Reprodução/EPTV) 
Adriano Henrique Jardim Ramos, 5 anos, morreu após ser espancado pela mãe, em Cristais Paulista (Foto: Reprodução/EPTV)
 
 
Morreu na Santa Casa de Franca (SP) o menino Adriano Henrique Jardim Ramos, de 5 anos, espancado pela mãe na última quinta-feira (26) em uma casa na zona rural de Cristais Paulista (SP). A informação foi confirmada pela avó da criança neste domingo (1º). Adriano teve morte cerebral na noite de sexta-feira (27), mas o hospital só se pronunciou oficialmente à imprensa também neste domingo. O corpo do menino será velado em Campinas (SP), cidade onde o pai da criança mora atualmente. Segundo a avó, a família decidiu pela doação dos órgãos do garoto.
Segundo Jane Aparecida Jardim, de 27 anos, a agressão ocorreu porque o filho teria defecado na cama e nas roupas que vestia. Ela foi presa em flagrante no dia da agressão e levada para a Cadeia Pública Feminina de Franca. A suspeita, no entanto, foi transferida para a Penitenciária Feminina de Tremembé (SP) na noite de sexta, após sofrer ameaças de morte na unidade em Franca. Ele foi indiciada por tentativa de homicídio qualificado e por motivo fútil.
Adriano foi internado na Santa Casa de Franca na tarde de quinta-feira. Segundo a unidade, ele deu entrada no hospital com traumatismo craniano e foi encaminhado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave. Os médicos constataram que a criança sofreu lesões no abdome, braços, costas, rosto, pescoço e joelhos. Uma lesão na nuca, segundo os profissionais, causou o traumatismo craniano.

Menino de 5 anos tem marcas de agressão por
todo o corpo (Foto: Reprodução/EPTV)
Menino de 5 anos tem marcas de agressão por todo o corpo (Foto: Reprodução/EPTV)Doação dos órgãos

A família foi informada sobre a morte cerebral da criança ainda na sexta-feira e, segundo a avó Maria José Jardim, os familiares decidiram pela doação dos órgãos de Adriano no sábado. Na manhã deste domingo, uma equipe de médicos realizava o procedimento de retirada dos tecidos para a liberação do corpo. 
Uma entrevista coletiva foi marcada para esta tarde, pela Polícia Civil, para prestar mais esclarecimentos sobre o caso. 


O caso

Jane Aparecida Jardim foi presa na tarde de quinta-feira suspeita de espancar o filho de 5 anos, Adriano Henrique Jardim Ramos. A agressão ocorreu porque a mãe teria se irritado com o menino, que segundo ela defecou na roupa que vestia e na cama. Em depoimento, a mulher confessou que agrediu o menino com um cinto na manhã de quinta-feira e que depois pegou o garoto pelo pescoço e braços e o jogou na cama, quando a criança bateu a cabeça na lateral do móvel.
Ainda de acordo com o depoimento da mãe, o menino não chegou a desmaiar e se levantou. “Essa criança foi tomar banho, almoçou, foi dormir e não acordou mais”, disse o delegado Djalma Donizette Batista. “A mãe pediu socorro para uma vizinha da fazenda e vieram até Cristais Paulista”.
A criança foi levada para o Pronto-Socorro da cidade e foi transferida para a Santa Casa de Franca. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, o menino deu entrada na unidade com traumatismo craniano e foi internado na UTI em estado grave. Após a internação, o hospital comunicou a delegacia de Franca, para investigar o caso.

Após ser empurrada pela mãe, menino bateu a cabeça na cama (Foto: Sérgio Oliveira/EPTV) 
Após ser empurrada pela mãe, menino bateu a cabeça na cama (Foto: Sérgio Oliveira/EPTV)

Nenhum comentário:

Postar um comentário