quarta-feira, 18 de março de 2015

Consumo de refrigerante diet aumenta a gordura abdominal.

Consumo de refrigerante diet aumenta a gordura abdominal

Segundo estudo, ao longo de dez anos, a circunferência abdominal de idosos que consumiam a bebida diariamente mais do que dobrou, em comparação às medidas daqueles que não tomavam refrigerante diet

Obesidade: Entre 2006 e 2009, quatro milhões de brasileiros atingiram o estágio da obersidade mórbida, segundo o Ministério da Saúde
 
O acúmulo de gordura abdominal pode elevar o risco de desenvolvimento de síndromes metabólicas, como diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares
(Creatas Images/ThinkStock/VEJA)

O consumo frequente de refrigerante diet está diretamente associado ao aumento da circunferência abdominal em adultos com 65 anos ou mais. A descoberta eleva a preocupação sobre o consumo crônico de refrigerante, que pode elevar o risco de síndromes metabólicas e doenças cardiovasculares, já alto em pessoas dessa faixa etária.
Pesquisadores americanos analisaram dados de 749 adultos com mais de 65 anos, que foram acompanhados por uma década. Ao longo deste período, a circunferência abdominal dos que bebiam refrigerante diet diariamente cresceu duas vezes mais do que daqueles que não ingeriam a bebida: 2,11 centímetros, ante 0,77 centímetro. Já entre consumidores ocasionais de refrigerante diet o crescimento foi de 1,83 centímetro.
Surpreendentemente, não foram encontradas evidências significativas entre o consumo de refrigerante "normal" e a expansão da gordura abdominal.
O dado é preocupante porque a gordura localizada no abdômen, chamada viceral, está associada ao aumento de doenças cardiovasculares, inflamações e diabetes tipo 2. A pesquisa foi publicada na terça-feira no periódico Journal of the American Geriatrics Society.

Os autores recomendam que adultos que consomem refrigerante diet diariamente tentem diminuir e, de preferência, cessar seu consumo. 


Obesidade no mundo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que no ano passado 1,9 bilhão de adultos estavam com sobrepeso, isto é, índice de massa corporal (IMC) igual ou maior que 25. Destes, 600 milhões estavam obesos (IMC igual ou maior que 30).

Nenhum comentário:

Postar um comentário