quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Polícia afirma que as 3 estudantes britânicas sumidas já estão na Síria.

Meninas desaparecidas já entraram na Síria, confirma polícia britânica

Segundo autoridades, elas atravessaram fronteira síria há 4 ou 5 dias.
As três adolescentes fugiram de suas casas em Londres em 17 de fevereiro.

 
Do G1 

Imagens da polícia de Londres mostram as adolescentes Kadiza Sultana, de 17 anos, Shamima Begum e Amira Abase, ambas de 15, passando pelo controle de segurança no aeroporto de Gatwick antes de pegar um voo para a Síria no dia 17 de fevereiro (Foto: Metropolitan Police/AP) 
Imagens da polícia de Londres mostram as adolescentes Kadiza Sultana, de 17 anos, Shamima Begum e Amira Abase, ambas de 15, passando pelo controle de segurança no aeroporto de Gatwick antes de pegar um voo para a Síria no dia 17 de fevereiro 
(Foto: Metropolitan Police/AP)


A polícia britânica confirmou que as três estudantes de Londres que viajaram à Turquia já entraram na Síria. Acredita-se que as jovens estão indo se juntar ao grupo terrorista Estado Islâmico.
As amigas Amira Abase, de 15 anos, Shamima Begum, também de 15, e Kadiza Sultana, de 16, viajaram para Istambul a partir de Londres em 17 de fevereiro.
Segundo a Globo News, elas atravessaram a fronteira da Turquia para a Síria há quatro ou cinco dias, de acordo com autoridades.
As meninas teriam cruzado a fronteira com a ajuda de atravessadores locais. As autoridades turcas também estão ajudando nas buscas das adolescentes.
A situação das meninas provocou preocupação generalizada na Grã-Bretanha. O primeiro-ministro britânico, David Cameron, pediu às empresas de mídia social que façam mais para lidar com o extremismo online, dizendo que as meninas pareciam ter sido radicalizadas dentro "de seus quartos".
Ele também disse que as companhias aéreas precisam de novos sistemas para evitar que crianças viajem desacompanhadas.
As três são amigas de uma quarta adolescente da mesma escola que a polícia acredita que já esteja na Síria, após viajar à Turquia em dezembro.
No dia 17 de fevereiro, as adolescentes disseram aos pais que iriam ficar um dia fora e viajaram para Istambul.
O número de jovens europeus que estão aderindo à luta do Estado Islâmico preocupa as autoridades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário