domingo, 22 de fevereiro de 2015

Empresário passa 42 dias com mão dentro da barriga após cirurgia na BA.

Empresário passa 42 dias com mão dentro da barriga após cirurgia na BA

Considerada inédita, procedimento evitou que antebraço fosse amputado.
Paciente sofreu acidente de trabalho que perdeu pele e parte de 5 dedos.

 
Do G1 
com informações da TV Santa Cruz

 

Um homem que perdeu toda a pele da mão após um acidente de trabalho, além de parte dos cinco dedos, passou por uma cirurgia considerada inédita no hospital público da cidade de Eunápolis, na região sul da Bahia. Para não precisar amputar o antebraço, o médico optou por costurar a mão do paciente debaixo da pele da barriga, onde ela ficou por 42 dias até que fosse reconstituída. Os movimentos e a pele da mão foram recuperados.
O microempresário foi vítima de um acidente de trabalho há seis anos, ao tentar tirar pedras que impediam o funcionamento de uma máquina de moer argila. "Quando eu estava tentando tirar a pedra dentro do cilindro, o rapaz não viu, ligou essa máquina e ela me puxou", lembra Ângelo Roldi.
Para os médicos que atenderam o paciente naquele dia, o que aconteceu com a mão dele foi um "desenluvamento", ou seja, a pele da mão saiu como se fosse uma luva. Nesses casos, a indicação é a amputação do antebraço, mas a equipe decidiu colocar a mão de Ângelo debaixo da pele da barriga.
O procedimento foi realizado pelo cirurgião ortopedista Hugo Serrano com o objetivo de evitar infecções, além de recuperar a irrigação sanguínea e da pele. "Eu tinha uma experiência com a cobertura de pequenas lesões, utilizando outras áreas do corpo, e veio na minha cabeça. A área que tem mais espaço de pele é o abdômen. Vamos utilizar o abdômen", explica o médico.
Depois de passar por mais de seis horas no centro cirúrgico e 42 dias com a mão por debaixo da pele da barriga, Ângelo recuperou os movimentos, a sensibilidade e responde a todos os tipos de estímulos. Segundo o médico, não existem registros de realização de um procedimento semelhante como este no mundo. "Inclusive depois de terminada a cirurgia, entrei em contato com meus professores de Belo Horizonte, especialistas em mão, eles pesquisaram e me deram como resposta que não tinham também nenhum registro desse tipo de cirurgia tão amplo, tão grande, cobrir a mão inteira", afirma o especialista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário