terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Uniforme ensanguentado de Malala é exibido em prévia da festa do Nobel.

Uniforme ensanguentado de Malala é exibido em prévia da festa do Nobel

Paquistanesa de 17 anos vai receber Nobel da Paz nesta quarta em Oslo.
Ela ganhou notoriedade ao sofrer ataque de talibãs quando ia para escola.

 
Do G1

Uniforme que Malala usava quando foi atacada por talibãs é exibido na prévia do Nobel, em Oslo (Foto: Suzanne Plunkett/Reuters) 
Uniforme que Malala usava quando foi atacada por talibãs é exibido na prévia do Nobel, em Oslo (Foto: Suzanne Plunkett/Reuters)

O uniforme escolar usado pela paquistanesa Malala Yousafzai a quando sofreu um ataque do grupo radical islâmico Talibã, há dois anos, foi exibido nesta quarta-feira (9) na prévia da cerimônia oficial de entrega do Prêmio Nobel, em Oslo, na Noruega (veja foto do uniforme em detalhes ao final desta reportagem). Segundo os organizadores do prêmio, esta é a primeira vez que o uniforme é mostrado ao público.

Mulher observa uniforme manchado de sangue de Malala exposto na festa do Nobel (Foto: Suzanne Plunkett/Reuters)Mulher observa uniforme manchado de sangue de Malala (Foto: Suzanne Plunkett/Reuters)

A jovem ganhou por sua luta pelo direito da criança à educação o Nobel da Paz junto com o ativista indiano Kailash Satyarthi, que lutou durante 35 anos para libertar milhares de crianças do trabalho escravo.
"Meu uniforme escolar é muito importante para mim", afirmou Malala Yousafzai.
"O dia em que fui atacada eu estava usando este uniforme. Eu estava lutando pelo meu direito de ir à escola ", disse ela.

Malala Yousafzai chegou a Oslo acompanhada de outras ativistas pelos direitos da criança (Foto: Suzanne Plunkett/Reuters) 
Malala Yousafzai chegou a Oslo acompanhada de outras ativistas pelos direitos da criança 
(Foto: Suzanne Plunkett/Reuters)

Malala foi para a Noruega com cinco outras ativistas adolescentes do Paquistão, Síria e Nigéria, incluindo Shazia Ramzan, 16 anos, e Kainat Riaz, 17, que também foram feridas no ataque que atingiu a jovem. Também viajou a nigeriana Amina Yusuf, de 17 anos, ativista no país onde o grupo terrorista Boko Haram sequestrado mais de 200 estudantes durante uma operação em abril.

Malala Yousafzai e o indiano Kailash Satyarthi vão receber o Prêmio Nobel da Paz nesta quarta-feira (Foto: Suzanne Plunkett/Reuters) 
Malala Yousafzai e o indiano Kailash Satyarthi vão receber o Prêmio Nobel da Paz nesta quarta-feira (Foto: Suzanne Plunkett/Reuters)


"Ainda que eu vou receber este Prêmio Nobel, eu sei que não sou uma voz solitária", disse Malala em um comunicado nesta segunda-feira (8). "Essas meninas corajosas não são apenas minhas amigas, eles são agora as minhas irmãs em nossa campanha para a educação para todas as crianças."

Organizadores do Prêmio Nobel exibem o uniforme escolar de Malala manchado de sangue (Foto: Divulgação/Nobel Prize) 
Organizadores do Prêmio Nobel exibem o uniforme escolar de Malala manchado de sangue 
(Foto: Divulgação/Nobel Prize)

Nenhum comentário:

Postar um comentário