segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

'Situação está tensa em Sidney', diz divinopolitana sobre sequestro na Austrália.

'Situação está tensa em Sidney', diz mineira sobre sequestro na Austrália

Dentista de Divinópolis passa férias na região onde crime ocorreu.
'As pessoas confiaram na polícia e deu certo', relatou a turista.

 
Do G1

Divinopolitana fez foto perto da Sydney Opera House pouco antes do sequestro (Foto: TV Integração/Reprodução)Divinopolitana fez foto perto da Opera House antes do sequestro (Foto: TV Integração/Reprodução)

Na tarde desta segunda-feira (15), a dentista Keila Faria, que mora em Divinópolis e passa férias em Sidney, na Austrália, falou à TV Integração sobre o sequestro que demorou 16 horas e chamou atenção do mundo todo. Um sequestrador de origem iraniana mantinha várias pessoas trancadas. Três pessoas morreram durante a invasão, dois reféns e o próprio sequestrador.
O preparo da polícia chamou a atenção da turista mineira. "Não se falava outra coisa, porque Sidney é uma cidade muito segura. As pessoas não estão acostumadas com isso, mas confiaram na polícia e deu certo", disse.
Keila também falou sobre a tensão que envolveu a todos na cidade, mas que foi contida. "A situação está tensa o dia inteiro aqui em Sidney. Na hora do ocorrido, estávamos eu e meu filho a cinco minutos da Martin Place, onde tudo aconteceu. Aí a polícia já foi chegando e pedindo para as pessoas voltarem para casa porque estava tendo uma ameaça de terrorismo. A cidade ficou bem assustada no momento, mas depois que passou um tempo, acalmou", lembrou.


Leia a íntegra da entrevista:

"A situação está tensa o dia inteiro aqui em Sidney. Na hora do ocorrido, estávamos eu e meu filho a cinco minutos da Martin Place, onde tudo aconteceu. Aí a polícia já foi chegando e pedindo para as pessoas voltarem para casa porque estava tendo uma ameaça de terrorismo. A cidade ficou bem assustada no momento, mas depois que passou um tempo, acalmou. Aqui a polícia é muito preparada. Então, veio pessoal de resgate, preparado. Estavam em frente a um centro comercial da cidade, onde há muitos prédios, muitos investidores. Os pontos turísticos aqui em Sidney ficam todos fechados. Esses que vocês estão vendo na foto eu consegui fazer, porque foi bem no início, quando a cidade não estava tão tumultuada. Pode reparar que, ao fundo, a Sidney Opera House está toda vazia. Coisa rara de acontecer, inusitada. Não se falava outra coisa, porque Sidney é uma cidade muito segura. As pessoas não estão acostumadas com isso, mas confiaram na polícia e deu certo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário