sábado, 27 de dezembro de 2014

Idoso queimado durante tentativa de assalto morre em São Francisco de Paula, MG.

Idoso queimado durante tentativa de assalto morre em hospital de MG

Vítima ficou internada por cinco dias e não resistiu aos ferimentos.
Suspeitos atearam fogo durante crime em São Francisco de Paula.

Anna Lúcia Silva 
Do G1 

O idoso José Teixeira dos Santos, de 80 anos, que teve o corpo queimado durante uma tentativa de assalto em São Francisco de Paula, morreu nesta sexta-feira (26) após ficar cinco dias internado no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. Ele morava no povoado de Lavras, zona rural da cidade e estava sozinho em casa quando foi surpreendido por dois homens armados, que invadiram a residência a procura de dinheiro.
Segundo a polícia, o idoso estava deitado na cama, quando a casa foi arrombada. Numa ação rápida, os bandidos procuraram objetos de valor e dinheiro pela casa. Quando perceberam que não havia nada no local, eles se irritaram. A polícia contou que à reportagem que um dos envolvidos segurou a vítima pelo braço, enquanto outro jogou álcool no chão da casa e ateou fogo. Os autores empurraram o idoso nas chamas e fugiram, sem levar nada.
"É impressionante a que ponto chega a selvageria humana. Era um idoso sem nenhuma chance de reação, que não oferecia nenhum risco a esses monstros. Já que não encontraram nada porque não o deixaram em paz? A atrocidade do ser humano nos assusta e revolta. Que a justiça seja feita, se não for na terra, ela será feita por Deus", disse uma testemunha que não quis ser identificada.
Ainda segundo informações da polícia, após a ação dos criminosos, a vítima foi socorrida por um vizinho, que percebeu a movimentação e ouviu barulhos. "O vizinho ouviu tudo e foi até a casa correndo e o ajudou a sair das chamas. Em seguida ele foi conduziu para São Francisco de Paula e depois levado ao Pronto Atendimento Municipal (PAM) de Oliveira, por uma viatura da Polícia Militar", contou o sargento Sebastião Rocha.
José Teixeira teve queimaduras nos braços, no peito, rosto. Ele permaneceu em observação até conseguir uma vaga no Hospital João XXIII em Belo Horizonte. Ao dar entrada na unidade, ele passou pelo setor de urgência e dois dias depois foi levado para uma ala de queimaduras. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu.
"Ele estava bastante debilitado por conta da idade e sendo assim fica mais difícil e doloroso o processo de recomposição da pele. Talvez se essa covardia tivesse ocorrido com uma pessoa mais nova as chances de recuperação seriam maiores", disse o médico Paulo Antônio Cardoso.
A Polícia Militar acrescentou que já existem algumas suspeitas e que todo o caso foi repassado para a Polícia Civil, que agora investiga o caso. Desde o início da manhã desta sexta-feira, investigadores civis estão na cidade apurando o caso.
A reportagem do G1 solicitou à Prefeitura de São Francisco de Paula informações sobre a falta de ambulância para transporte de pacientes até a cidade de Oliveira e aguarda posicionamento do órgão, a respeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário