segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Casos de aids entre jovens aumentam 21,5% em sete anos.

SP: casos de aids entre jovens aumentam 21,5% em sete anos 

Número se refere a pessoas de 15 a 24 anos. No mesmo período, total de notificações de novos casos no Estado de São Paulo caiu 20%

 

preservativo
Aids: doença causa quatro mortes por dia no Estado de São Paulo (Thinkstock/VEJA) 

 
Um levantamento da Secretaria de Estado da Saúde divulgado nesta segunda-feira revelou que o número de notificações de casos de aids entre os jovens paulistas de 15 a 24 anos aumentou 21,5% nos últimos sete anos. De acordo com dados do Boletim Epidemiológico do Centro de Referência e Treinamento (CRT) DST/Aids, órgão da secretaria, em 2007 foram notificados 594 novos casos em pessoas dessa faixa etária, enquanto em 2013 foram registrados 722 casos.
No mesmo período, aumentou também ligeiramente o número de notificações entre idosos. Em 2007, 319 casos foram registrados entre a população com 60 anos ou mais, ante 322 em 2013.
O número total de casos registrados no Estado, no entanto, caiu 20% durante esses sete anos. Em 2007 houve 8 482 novos registros de aids, enquanto em 2013 6 830 casos da doença foram registrados entre a população paulista. Segundo o balanço, em 2013, 1 547 pessoas morreram em decorrência da doença no Estado, o que significa quatro mortes por dia.
Houve redução das notificações entre os heterossexuais: o número caiu de 3 762 casos em 2007 para 2 578 em 2013. Entre os homens que fazem sexo com outros homens, o índice cresceu de 1 328 notificações em 2007 para 1 549 em 2013.


Mutirão 

Um mutirão de testes gratuitos para HIV será realizado a partir desta segunda-feira, quando se celebra o Dia Mundial de Luta Contra a Aids. A Campanha “Fique Sabendo” é uma ação promovida pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo com o apoio do Centro de Referência e Treinamento DST/Aids-SP e tem como objetivo incentivar o diagnóstico precoce da infecção pelo vírus do HIV.
Ao todo irão participar 3 300 unidades de saúde distribuídas em 549 municípios paulista. A estimativa é realizar até o dia 5 de dezembro aproximadamente 200 000 testes rápidos. Os resultados sairão em cerca de 30 minutos. 
“O convite para a realização do teste é destinado principalmente à população sexualmente ativa. Nosso objetivo é alertar os paulistas para a importância do exame e descobrirem se são ou não portadoras do vírus do HIV. O exame é rápido, indolor e o resultado sai em aproximadamente 30 minutos. Se o diagnóstico der positivo, é importante dar início ao acompanhamento médico imediatamente”, afirma Maria Clara Gianna, coordenadora do Programa Estadual DST/Aids-SP.


Campanha 

O Instituto de Infectologia Emílio Ribas, unidade da Secretaria de Estado da Saúde, lançou no dia 19 de novembro, a campanha virtual “Desafio da Camisinha”. 
Focada no público jovem, a campanha utiliza as redes sociais para chamar a atenção sobre a importância do uso do preservativo e pede para que a população faça selfies segurando um preservativo ou com mensagens de apoio à prevenção ao HIV. A iniciativa também prevê que, ao postar a foto, até cinco amigos sejam marcados em mídias como o Facebook e o Instagram, multiplicando a mensagem de prevenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário