sábado, 15 de novembro de 2014

Trânsito é interditado neste domingo para a Parada LGBT de Divinópolis, MG.

Trânsito é interditado neste domingo para a Parada LGBT de Divinópolis

Interdição será em algumas vias do Bairro Padre Libério, diz Settrans.
Programação deste ano ocorre até o dia 3 de dezembro.

 
Do G1 

Parada LGBT chega à 11ª edição em  Divinópolis com shows e seminários (Foto: Divulgação/ Grupo LGBT)Parada LGBT tem shows e seminários
(Foto: Grupo LGBT/Divulgação)

A 11ª edição da Parada LGBT de Divinópolis, que começou na sexta-feira (14), termina neste domingo (16). Para o evento de amanhã haverá interdição de algumas vias do Bairro Padre Libério, segundo a Secretaria de Trânsito e Transportes (Settrans). A expectativa dos organizadores é de que cerca de 10 mil pessoas participem da parada, que este ano tem como tema “Sempre contra o preconceito, identidade é direito”.

Os trechos que serão interditados são: a Rua Pitangui, entre a Avenida JK e Rua das Nações; a Rua Centralina, entre as ruas João Esteves e Rio Abaixo, no horário de 6h as 23h e a Rua Pitangui, entre as Ruas Eliza Pinto do Amaral e Maria Eufrásia e entorno do Mercado Distrital, no horário de 17h às 23h. A Settrans pede para que os condutores de veículos que utilizem outras vias como alternativa de deslocamento evitando possíveis transtornos.


Tema

Segundo o presidente do movimento LGBT, José Marcelo Davi, a escolha do tema parte de demandas e, neste ano, é trabalhada a dificuldade das transexuais em busca da própria identidade. "Nós queremos fortalecer os laços entre a comunidade e as trans e impulsioná-las para que elas busquem os direitos. As trans continuam sofrendo com problemas de documentação, problemas para ingressarem no mercado de trabalho e nós estamos buscando esses direitos. Essa nossa afirmação da parada reforça ainda mais a luta delas”, explicou.

Atrações

A programação começou na sexta-feira (14) com a festa Babalu. Neste sábado (15), ocorrem festas paralelas particulares na cidade e, no domingo (16), a partir das 12h o público conta com as apresentações da banda Tequila, Liah Bey da banda Lex Luthor, Paola Pfiffer, Nichary Awycher de Belo Horizonte, Taylla Vogan Mansuetto de Itaúna, além dos Dj’s Daniel Fan e André Blazzy. O evento ainda terá a presença dos performances Carlinhos Brasil e Vandera Jones, e a participação de Bruna Bethleyn e Taíssa Werneck (Miss Minas Gerais Gay 2014).
Além da festa, premiações e seminários estão previstos para o dia 24 de novembro, no Teatro Usina Gravatá. Segundo os organizadores, 15 importantes personalidades responsáveis por trabalhos e serviços à comunidade LGBT serão homenageados a partir das 20h. O jornalista Augusto Fidélis será um dos premiados.
No dia 1º de dezembro a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), o Centro de Aconselhamento e Testagem (CTA) e o Movimento Gay de Divinópolis promovem o seminário “DSTs e Aids” na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Já no dia 3 de dezembro o seminário “A família homoafetiva”, realizado por Adan Pitter e Faculdade Pitágoras Divinópolis, encerra a programação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário