terça-feira, 25 de novembro de 2014

PM detém menor e descobre vídeo de assassinato.

Polícia localiza corpo de jovem que aparece sendo executado em vídeo

Vítima de 18 anos estava como indigente no IML de Anápolis desde o crime.
Imagens achadas no celular de menor apreendido mostram execução.

 
Do G1

A Polícia Civil localizou nesta terça-feira (25) o corpo do jovem Marcos Vinícius Monteiro Caixeta, 18 anos, que aparece em um vídeo sendo executado em uma estrada de terra. A vítima estava no Instituto Médico Legal (IML) de Anápolis, a 55 km de Goiânia, como indigente desde o dia do crime. O suspeito de cometer o crime é um menor de 16 anos que guardava as imagens do crime no celular e foi apreendido ao fazer manobras arriscadas em uma motocicleta, em Goiânia. À polícia, o adolescente confessou o ato: “Eu que matei ele. O crime cobra caro. Enquanto uns matam, outros morrem”.
O reconhecimento da vítima foi feito pelo delegado Cleiton Manoel Dias, da Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai) e pelo menor apreendido. A identificação se baseou nos traços do rosto e nas roupas que estavam no corpo encontrado no IML, que eram as mesmas usadas pela vítima no momento do crime, cometido no último sábado (22).
O corpo foi encontrado em uma estrada de terra entre Leopoldo de Bulhões e Bonfinópolis por um morador da região que passava pelo local e acionou o IML. De acordo com a polícia, quando o assassinato foi noticiado, o instituto informou da existência de um corpo sem identificação e que tinha as mesmas características da vítima que aparecia no vídeo.
A polícia informou que, após esse reconhecimento feito pelo delegado e pelo menor suspeito de ser o autor do crime, a família será acionada para ir até o IML para também fazer o reconhecimento e retirar o corpo para conseguir enterrar a vítima.


Jovem foi morto a tiros em uma estrada de terra
 (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Jovem foi morto a tiros em uma estrada de terra próximo de Senador Canedo, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Crime

A polícia só descobriu a execução após apreender o jovem de 16 anos que fazia manobras arriscadas em uma motocicleta. No celular do adolescente havia um vídeo que mostrava todo o crime. Ele e outros dois homens são suspeitos de serem os autores do homicídio.
No vídeo, os suspeitos estão no carro com a vítima. O trio zomba do rapaz ao conduzi-lo até o local onde ocorre a execução: “Chegou sua hora. Olha a missão hoje”.
O jovem é assassinado em uma estrada de terra, próximo a Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia. Após atirar, o adolescente ainda pisa na cabeça da vítima. Outro criminoso se aproxima de Marcos e atira mais cinco vezes. O menor detido ainda diz: “Desgraçado, vai com Deus”.
Segundo a família de Marcos, o jovem estava desaparecido desde o dia do crime. Uma prima de Marcos, que não quis se identificar, contou que o rapaz é usuário de drogas. Ela diz que não imaginava que ele pudesse ser assassinado. “A gente quer justiça. Ele não merecia morrer desse jeito, mesmo sendo usuário”, diz a parente.
Militares acreditam que o motivo do crime é o fato de a vítima ter denunciado um criminoso para a polícia. A corporação faz buscas pelo outros dois jovens que aparecem nas imagens. O menor está apreendido na Delegacia de Apuração de Ato Infracionais (Depai). Além de dirigir sem Carteira Nacional de Habilitação, os policiais encontraram com o adolescente porção de crack e cocaína. O assassinato de Marcos será investigado pela Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário