terça-feira, 25 de novembro de 2014

Mulheres se preocupam mais com a saúde bucal.

Mulheres se preocupam mais com a saúde bucal

A presença feminina em maior número nos consultórios se dá porque a mulher é mais receptiva a novos tratamentos 
A presença feminina em maior número nos consultórios se dá porque a mulher é …
 
 
Segundo um levantamento feito pelo Centro de Cirurgia Oral (CCO), as mulheres se interessam mais do que os homens quando o assunto é cuidado bucal. Uma das possíveis causas, é que vergonha e medo de dor ainda mantêm os homens longe do consultório.

Para Henrique Taniguchi, especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pela USP e sócio da CCO, o fato de as mulheres procurarem mais tratamentos odontológicos não quer dizer que elas possuam mais problemas bucais. “A presença feminina em maior número nos nossos consultórios se dá porque a mulher é mais receptiva a novos tratamentos e existe na sociedade a ideia de que elas aguentam mais as possíveis dores que eles podem causar. Os homens apresentam mais desconfiança com o novo e receio a dor”, explica.

O especialista ainda diz que de 4.087 extrações de sisos realizadas entre pessoas de 15 a 24 anos, de janeiro de 2007 a março de 2014, 58% foram em mulheres. Esse número aumenta ainda mais nas faixas etárias mais altas, em relação aos implantes dentários e/ou extrações, as mulheres entre 40 a 85 anos representam 61% do total (4.539 procedimentos).

Outro fator determinante é a vaidade feminina.  “A mulher não tem vergonha de procurar mil opções para ficar mais bonita e com a auto-estima elevada. Ela faz o tratamento, conta para todo mundo e indica para as amigas. O homem ainda tem muita vergonha de procurar tratamentos estéticos. Eles só procuram o dentista quando estão com dor”, diz o especialista.

Henrique também aponta o fato de que além de se preocuparem mais com elas mesmas, as mulheres também cuidam indiretamente de seus maridos, "são elas as mais incomodadas com o ronco e com a saúde de seus parceiros", diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário