domingo, 2 de novembro de 2014

Estudante de Divinópolis, MG, vence concurso nacional de redação.

Estudante de Divinópolis vence concurso nacional de redação

Tema trabalhado foi 'Eletricidade com segurança'.
Vitor Alberto de Carvalho foi premiado com tablet, livro, troféu e certificado.


 
Do G1

vitor carvalho leitura divinópolis (Foto: Reprodução/Tv Integração)Vitor Carvalho foi premiado em concurso nacional (Foto: Reprodução/Tv Integração)
 
 
Com o tema "Eletricidade com segurança", o estudante de Divinópolis, Vitor Alberto de Carvalho, de 12 anos, aluno da Escola Municipal Otávio Olímpio de Oliveira, conquistou o 1º lugar no 3º Concurso Nacional Abracopel de Desenho e Redação. Vitor participou da categoria redação e foi premiado com um tablet, um livro, troféu e certificado.
Para que pudessem participar da terceira edição do concurso, os alunos na faixa etária de seis a 15 anos, de ambos os sexos, deveriam estar matriculados regularmente em escolas públicas. Divididos em duas categorias- desenho e redação - o concurso ofertou a cada vencedor das modalidades, um tablet, um livro, troféu e certificado. Mil alunos de 54 escolas, de cinco estados foram inscritos no concurso.
Pela segunda vez, a escola Otávio Olímpio de Oliveira participa do concurso. Ao todo, 57 alunos do 7º e 8º ano da escola estiveram envolvidos no projeto. "É a segunda vez que participo com meus alunos deste concurso. Na edição anterior fomos classificados em terceiro lugar e este ano conseguimos o primeiro lugar na categoria redação", comemorou a professora de língua portuguesa, Elizete Vilela de Faria.
Várias atividades foram desenvolvidas com alunos sobre o tema. "Em sala de aula, lemos, refletimos e interpretamos textos informativos sobre o uso de energia elétrica com segurança. Além de debatermos sobre o tema, os alunos foram orientados a conversar com a família e observar situações em que o uso de energia elétrica poderia apresentar riscos. Posteriormente, os alunos produziram em sala de aula um texto sobre o tema proposto", explicou Elizete.
De acordo com o regulamento, o gênero e tipologia textual eram livres, possibilitando à escola produzir poemas, dissertações e textos argumentativos sobre o uso de energia elétrica com segurança. Orientado pela professora, Vitor redigiu a redação intitulada "Energia: um perigo desconhecido". "As produções foram lidas e comentadas pelo grupo. Também houve um processo de reescrita dos textos para eliminar desvios discursivos e normativos. Dentre os textos produzidos, foram selecionados dez para representar a escola no concurso", pontuou.
Para a professora, foi gratificante um dos textos produzidos em sala de aula ter sido escolhido. "Parabéns ao Vitor e a todos os alunos que participaram desse trabalho. É importante salientar que todos os alunos ganharam durante o processo, pois além de terem a oportunidade de falarem sobre um assunto sério e importante, que faz parte da realidade de todos nós, exercitaram a produção de textos, entre outros processos que envolvem aprendizagem da língua portuguesa. O projeto também contribuiu na formação de bons cidadãos", ressaltou Elizete.


Incentivo

A supervisora pedagógica, Maria Regina Carregal de Souza, destaca que a professora continuamente incentiva a participação dos alunos em concursos, visando o aprimoramento da língua. A escola já participou de outros concursos. "Em 2013, a escola participou das olimpíadas de língua portuguesa. A professora foi a orientadora dos alunos, sendo que um deles foi o vencedor do concurso a nível nacional, como melhor redação do Brasil. Isso reflete o excelente trabalho desenvolvido com nossos alunos", enfatizou.
O projeto busca incentivar a participação de crianças, adolescentes e professores no desenvolvimento dos conceitos de segurança no uso de eletricidade, de forma a plantar valiosas sementes de mudanças de cultura para o futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário