domingo, 9 de novembro de 2014

Após errar cidade em inscrição do Enem, jovem percorre 648 km para fazer a prova.

Após errar cidade em inscrição do Enem, jovem percorre 648 km no AC

Aladson mora em Rio Branco e teve que ir para Cruzeiro do Sul fazer a prova.
'Meu padrasto me inscreveu e errou o lugar da prova', disse o jovem.

 
Vanísia Nery  
Do G1

SÁBADO (8) – CRUZEIRO DO SUL (AC) – o estudante Aladson Conceição da Silva, de 20 anos, vai fazer o Enem para tentar uma vaga em engenharia elétrica (Foto: Vanísia Nery/G1) 
Estudante errou o município em que ia fazer a prova e teve que percorrer mais de 640 Km no Acre (Foto: Vanísia Nery/G1)


O jovem Aladson Conceição da Silva, de 20 anos, natural de Cruzeiro do Sul reside na capital do Acre, Rio Branco, desde o ano passado. Ele conta que teve que percorrer mais de 648 quilômetros até a cidade natal, para fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste sábado (8), por ter marcado errado o município de realização da prova, no momento da inscrição. Mesmo com o erro, o jovem conseguiu chegar a tempo para fazer a prova no primeiro dia do exame.
Aladson saiu de Rio Branco de ônibus na quinta-feira (6) em uma viagem que durou ao menos 7h. Ele contou que o padrasto foi quem o inscreveu no exame, mas acabou errando a escolha do local de realização da prova.
“Tive que vir de lá para cá de ônibus somente para fazer a prova. Foi meu padrasto que me inscreveu. Ele errou o lugar da prova, no lugar de colocar Rio Branco ele colocou para fazer aqui em Cruzeiro. Então tive que vir, pois não podia deixar essa oportunidade passar”, relatou o jovem.
O rapaz vai fazer o Enem com o objetivo de cursar engenharia elétrica na Universidade Federal do Acre (Ufac). Ele disse que estuda um curso técnico de eletricista de baixa e alta tensão, e como se identificou com a área, pretende seguir carreira nesse ramo. “Faço esse curso em Rio Branco. Como gostei do conteúdo, quero concorrer ao curso de engenharia elétrica. É uma ótima profissão”, disse.
Além do curso de eletricista, o jovem também estudava em Rio Branco durante os últimos seis meses em um curso preparatório para o Enem, e acredita que as horas de estudo terão um retorno futuro.
“Eu estudava durante à noite um curso pré-enem, eram mais de três horas de estudo todas as noites. Acredito que minha dedicação terá um efeito positivo e vou conseguir alcançar uma boa nota para me inscrever no curso de engenharia elétrica", finalizou.
Assim como nos anos anteriores, o Enem ocorre em dois dias seguidos. No sábado, dia 8 de novembro, os participantes farão as provas de ciências humanas e ciências da natureza, das 10 às 14h30 (13h às 17h30 horário de Brasília). A exceção nesse dia é para os candidatos sabatistas, aqueles que por questões religiosas guardam o sábado. Para eles, o exame começará apenas às 19h (23h horário de Brasília).
No domingo, dia 9 de novembro, serão aplicadas as provas de linguagens e códigos, matemática e redação. Nessa data, o tempo do exame será mais longo, entre às 10h e às 15h30 (13h às 18h30 horário de Brasília).
Ainda no primeiro dia de prova, a partir das 12h (14h no horário de Brasília), o candidato poderá deixar o local de prova sem o caderno de questões e a partir das 14h (17h horário de Brasília) com o caderno de provas. Já no segundo dia, o candidato poderá deixar o local de prova a partir de 12h (15h horário de Brasília) sem o caderno de questões e às 15h (18h horário de Brasília) com o caderno de questões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário