domingo, 26 de outubro de 2014

Radialista espancado em Formiga, MG, é transferido para Belo Horizonte.

Radialista espancado em Formiga é transferido para Belo Horizonte

Sebastião Carlos de Menezes foi agredido durante a madrugada.
Ele estava inconsciente e foi levado para Hospital João XXIII.

 
Do G1 
 
Pedaço de pau e pedra com manchas de sangue foram encontrados (Foto: Vagner Tolendado/TV Integração)Pedaço de pau e pedra foram achadas no local
(Foto: Vagner Tolendado/TV Integração)

O radialista da cidade de Formiga, Sebastião Carlos de Menezes, de 54 anos, foi encontrado desacordado em uma rua do Bairro Industrial na madrugada deste sábado. Segundo a Polícia Militar (PM), o radialista estava caído na calçada e com vários ferimentos. Ele seguia para o trabalho quando o crime ocorreu.
No local do crime, foi encontrada uma pedra com marcas de sangue e um pedaço de madeira. A Polícia Militar acredita que tenha sido usada no crime. De acordo com o sargento Wallison Ramos, a ação ocorreu durante a madrugada. "Devido ao horário do fato, por cerca de 4h da manhã, não houve testemunha que pudesse ajudar na investigação. A vítima está inconsciente e sem condições de passar qualquer dado que possa ajudar no andamento da investigação", esclareceu.
O radialista foi socorrido em um hospital da cidade, mas devido à gravidade dos ferimentos, foi transferido para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, onde passou por uma cirurgia. Até o fechamento desta reportagem, o estado de saúde dele não havia sido divulgado.
 

Sem entender

A família do radialista ainda tenta entender o motivo da agressão. "Ele se dá bem com todo mundo, principalmente o pessoal da roça, pois o programa que ele apresenta na rádio é para o povo da roça", disse a irmã Maria Aparecida de Oliveira. Ainda segundo Maria, mesmo que a causa tenha sido algum problema pessoal do irmão, nada justifica a violenta agressão.
A sobrinha dele, Ana Paula de Oliveira, ficou sabendo do caso por meio da rádio onde ele trabalha. "Foi anunciado na rádio que meu tio sofreu um grave acidente e foi mandado para o hospital. Achamos esquisito, porque não havia vestígio de acidente. Só então descobrimos que ele poderia ter sido espancado", relatou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário