segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Correios irão processar Aécio por suposta ofensa à imagem da empresa.

Correios irão processar Aécio por suposta ofensa à imagem da empresa

Tucano disse que estatal deixou de entregar material de campanha em MG.
Para presidente dos Correios, denúncia é "descabida" e denigre imagem.

 
Do G1
 
 
Os Correios anunciaram que vão ingressar nesta segunda-feira (6) com uma ação judicial contra o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, em razão de acusações do tucano de que a estatal teria beneficiado a campanha da presidenciável do PT, Dilma Rousseff. A presidente da República e o senador do PSDB irão se enfrentar no segundo turno das eleições, no próximo dia 26.
O G1 procurou a assessoria da campanha de Aécio, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.
O PSDB acusa os Correios de ter deixado de entregar correspondências da campanha tucana em municípios mineiros. Na última quinta-feira (2), a coligação Muda Brasil, liderada por Aécio, entrou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com uma ação para que sejam investigadas essas denúncias.

No mesmo dia, o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro, convocou uma entrevista coletiva para negar o uso político da empresa em favor da presidenciável petista. Segundo ele, as denúncias eram "descabidas" e "inverídicas" e denegriam a imagem da estatal.
Em nota no seu site, a empresa afirma que não houve qualquer irregularidade e que, "apesar de todos os esforços da empresa de esclarecer ao cliente específico e à sociedade em geral", Aécio tem "insistido" em atribuir aos Correios a prática de crime eleitoral, o que, segundo a estatal, "não é verdade".
Os Correios justificam a decisão de recorrer à Justiça contra o candidato do PSDB como uma maneira de "preservar a sua boa reputação no mercado, perante seus clientes e a sociedade brasileira". A empresa também alega que a ação judicial pode reparar os danos a sua imagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário