segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Sonda da Nasa chega a Marte após 10 meses de viagem.

Sonda da Nasa chega a Marte após 10 meses de viagem

Agência espacial anunciou chegada da sonda na noite deste domingo (21).
Maven foi lançada em novembro de 2013 de Cabo Canaveral, na Flórida.

 
Do G1
 
Concepção artística mostra a sonda Marven já na órbita do planeta Marte (Foto: Divulgação/Nasa) 
Concepção artística mostra a sonda Maven já na órbita do planeta Marte 
(Foto: Divulgação/Nasa)
 
A sonda americana Maven chegou esta noite à órbita de Marte, após uma longa viagem de dez meses, de acordo com a agência espacial americana, a Nasa. A missão tem o objetivo de descobrir o que levou o planeta a perder grande parte de sua atmosfera no passado.
A Maven (Mars Atmosphere and Volatile Evolution) partiu da Terra em novembro do ano passado e viajou 711 milhões de quilômetros, ao custo de US$ 671 milhões, entrou na órbita de Marte aproximadamente às 23h25 deste domingo (21), no horário de Brasília.
Uma vez na órbita provisória, começará um período de cinco semanas para a calibragem dos instrumentos da Maven. Em seguida, a sonda entrará em uma órbita elíptica definitiva de quatro horas e meia, que lhe permitirá realizar observações de todas as latitudes e camadas da atmosfera superior de Marte, com altitude variável de 150 km a 6.000 km.
A Missão Maven tratará de responder de onde veio toda a água que havia em Marte em um passado distante, assim como o dióxido de carbono (CO2). São questões importantes para se compreender a história do planeta, de seu clima e da possibilidade de vida.
Maven conta com oito instrumentos, entre eles um espectrômetro de massas para determinar as estruturas moleculares dos gases atmosféricos, e um sensor SWEA (Solar Wind Electron Analyzer), que analisará o vento solar. A sonda de 2,45 toneladas foi lançada em novembro de 2013 de Cabo Cañaveral, Flórida.

Sonda Maven, que fará missão em Marte, é lançada de Cabo Canaveral, na Flórida (Foto: Michael Berrigan/Reuters) 
Sonda Maven decolou em 18 de novembro de 2013 de Cabo Canaveral, na Flórida 
(Foto: Michael Berrigan/Reuters)

Nenhum comentário:

Postar um comentário