segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Em racionamento desde 2013, novo reservatório é construído em Oliveira, MG.

Em racionamento desde 2013, novo reservatório é construído em Oliveira

Estrutura terá capacidade para armazenar um milhão de litros de água.
Saae informou que reservatório não suprirá falta de água na cidade.

 
Anna Lúcia Silva 
Do G1 
 
Reservatório deve ser finalizado até outubro (Foto: Saae/Divulgação)Reservatório deve ser finalizado até outubro
(Foto: Saae/Divulgação)
 
 
O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Oliveira iniciou a construção de um reservatório com capacidade de um milhão de litros de água. Segundo o diretor do órgão, Edmilson Abucaper, a nova estrutura não suprirá a falta de água do município que está em racionamento desde o início de 2013. “Se não tiver água para encher esse reservatório, de fato o problema com a água continua”, disse.
Atualmente o município conta com 15 reservatórios, cada um com capacidade de até 100 mil litros. Ainda segundo o diretor, a construção do reservatório já está em fase final. "Ele atenderá 14 bairros da cidade. Após a conclusão das obras, o Saae passará a operar com um 1,7 milhão litros para distribuição, ou seja, um aumento de aproximadamente 143%. Apesar de já estar em fase final ele só estará apto a receber água daqui a cinco meses", contou.


Racionamento

Desde janeiro de 2013 a cidade enfrente problemas com a falta de água. Por isso, o município adotou o racionamento com a liberação de água para os bairros de 12 em 12 horas. “Quando a situação está mais crítica chegamos a fazer a liberação de oito em oito horas, mas houve situações isoladas em que a cidade ficou um dia inteiro sem água. Por isso é fundamental que a população continue colaborando com a economia”, orientou o diretor.


Nova captação

No início deste ano o município iniciou um estudo de captação de água do Rio Jacaré que corta a cidade. Edmilson contou que espera que o projeto seja iniciado nos próximos meses. “A nossa expectativa é que na primeira etapa aumente 50 litros por segundo da captação atual que é de 60 litros por segundo, o que vai suprir a necessidade de consumo do município, que gasta em média 90 litros de água por segundo. Essa nova captação elevará para 110 litros por segundo em ocasiões críticas”, ressaltou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário