segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Adolescente indiana é queimada viva após assédio.

Adolescente indiana é queimada viva após assédio, diz polícia

 

Indiana utiliza banheiro doado por organização beneficente no estado de Haryana, em 29 de agosto de 2014
AFP/AFP/Arquivos - Indiana utiliza banheiro doado por organização beneficente no estado de Haryana, em 29 de agosto de 2014


Uma adolescente indiana morreu depois de ter sido queimada viva durante um ataque realizado por quatro homens quando ela saiu de casa para ir fazer suas necessidades, declarou a polícia nesta segunda-feira.
A família da jovem, que teria 17 anos, disse à polícia que ela foi atacada na noite de sábado, quando saiu de casa porque sua residência no estado de Uttar Pradesh - como muitas na Índia - não tem banheiro.
A menina era da casta mais baixa da Índia, dalit. Ela já havia sido assediada anteriormente pelos criminosos, que eram membros de sua aldeia, por usar um telefone celular, o que eles consideravam imoral, disse um policial.
A menina argumentou contra a ordem dos homens de parar de usar o telefone, declarou sua família à polícia.
"O pai da menina acusou (um homem chamado) Mukesh e outros três de matar sua filha ateando fogo em seu corpo quando ela saiu para atender ao chamado da natureza", disse o superintendente da polícia local, Akhilesh Chaurasiya.
A menina foi levada ao hospital, mas morreu no domingo dos ferimentos sofridos no ataque na vila de Auraiya, a 160 km de Lucknow, capital do estado.
Chaurasiya disse à AFP que quatro homens, que também pertencem à casta dalit, foram acusados do crime. O líder do grupo fugiu da aldeia, declarou.
Os homens exercem uma grande influência nas aldeias rurais e pobres da Índia, onde mulheres solteiras são encorajadas a seguir regras rígidas em uma tentativa de proteger sua modéstia.
O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, declarou no mês passado que a Índia deve se esforçar para garantir que cada família tenha um banheiro no interior de sua casa nos próximos quatro anos.
Quase metade da população da Índia precisa sair de casa para se aliviar, de acordo com especialistas, o que deixa as mulheres particularmente expostas não só a doenças, mas também a assédios e agressões.
Mulheres nas áreas rurais são obrigadas a esperar que escureça completamente antes de sair para os campos para se aliviar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário