sábado, 30 de agosto de 2014

BMW atinge poste na Av. Pedro II, em Belo Horizonte, MG, e fica destruída.

BMW atinge poste na Av. Pedro II, na Região Noroeste de Belo Horizonte

Motorista ficou ferido; poste foi derrubado e energia ficou comprometida.
Um Honda Fit também se envolveu no acidente, no bairro Carlos Prates.

 
Do G1
 
BMW derruba poste na Região Noroeste de Belo Horizonte (Foto: Reprodução/TV Globo) 
BMW derruba poste na Região Noroeste de Belo Horizonte (Foto: Reprodução/TV Globo)


Uma BMW atingiu e derrubou um poste na tarde deste sábado (30) na Avenida Pedro II, no bairro Carlos Prates, na Região Noroeste de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), o motorista teve ferimentos leves na batida, que envolveu também um Honda Fit.

Ainda segundo a corporação, a fiação do poste ficou exposta, e uma equipe da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) foi acionada. A empresa informou que a batida comprometeu a energia de parte da região.
Testemunhas relataram que o motorista da BMW dirigia em alta velocidade na faixa exclusiva do Move, nome dado ao BRT (sigla para Transporte Rápido por Ônibus em inglês).

Segundo as testemunhas, ele bateu no poste e, em seguida, atingiu o outro carro. O condutor da BMW foi protegido pelo air bag e sofreu apenas ferimentos leves. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O motorista do Honda não se feriu.

A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) informou que, por volta das 14h50, o trânsito era feito em uma faixa no sentido do Centro da capital.

Região do acidente com a BMW ficou sem energia, segundo a Cemig. (Foto: Reprodução/TV Globo) 
Região do acidente com a BMW ficou sem energia, segundo a Cemig. 
(Foto: Reprodução/TV Globo)

Padrasto suspeito de pôr agulhas em criança de 3 anos diz que foi acidente.

Padrasto suspeito de pôr agulhas em criança de 3 anos diz que foi acidente

Ronaldo Oliveira diz que ela estava sozinha no quarto e encontrou agulhas.
G1 entrou na casa em que a família vivia e o entrevistou com exclusividade.

 
Michelle Farias  
Do G1
 
Ronaldo Apolinário nega que tenha colocado as agulhas na enteada de três anos (Foto: Michelle Farias/G1)Ronaldo Apolinário nega que tenha colocado as
agulhas na enteada de três anos
(Foto: Michelle Farias/G1)

Após ser indiciado pela polícia por maus-tratos à enteada de apenas três anos, diagnosticada no início da semana com três agulhas dentro do corpo, Ronaldo Apolinário de Oliveira, 25, quebrou o silêncio. Em entevista exclusiva ao G1, na tarde da última sexta-feira (29), ele mostrou a casa onde vivia com a família, no Povoado Santo Antônio, no município de Atalaia, e negou as acusações. O padrasto da criança alega que tudo não passou de acidentes. A menina foi liberada do hospital e foi morar com a tia na cidade de Jacaré dos Homens, Sertão alagoano.
Segundo Oliveira, no momento em que a menina se feriu com as agulhas, ele escovava os dentes do lado de fora da casa, enquanto a mãe da menina, Quitéria dos Santos, tomava banho. Eles ouviram os gritos da criança e foram socorrê-la. "Foi um acidente, a menina encontrou as agulhas que estavam no quarto. Quando chegamos, vimos que ela estava com várias agulhas. Ela [a mãe da menina] retirou rapidamente as que estavam do lado de fora [do corpo], enquanto ela chorava. Sou inocente", afirma Oliveira.
O caso de maus-tratos à menina foi denunciado pelo Conselho Tutelar de Jacaré dos Homens, município do Sertão de Alagoas, onde ela passou a residir com a tia. De acordo com o conselheiro tutelar José Carlos Ferreira Barbosa, a tia da criança foi buscá-la na casa dos pais, em Atalaia, depois que soube que a menina vinha sendo maltratada e estava com marcas de agressão no rosto.

Exames revelam agulhas no corpo de criança de 3 anos em Jacaré dos Homens (Foto: Arquivo Pessoal/José Carlos Ferreira)Exames revelam agulhas no corpo de criança
(Foto: Arquivo Pessoal/José Carlos Ferreira)
 
À época, a jovem Quitéria dos Santos, mãe da criança, disse que suspeita que o padrasto da menina seja o responsável pelas agressões. Segundo ela, o companheiro não gostava da criança e costumava espancá-la com frequência. Ela contou ainda acreditar que padrasto fazia algum tipo de ritual macabro com a criança.
"Ele costumava colocar ela de castigo e batia muito. As agulhas eu nunca vi ele colocando. Mas vi ele acendendo velas pela casa e escutei o amigo dele dizendo que se fosse preta ou de outra cor era melhor", relatou em entrevista à TV Gazeta na última quarta-feira (27).
Questionado sobre o hematoma no rosto da menina, o padrasto diz que nunca ficou sozinho com ela. "Ela é muito danada e sempre tive medo de ficar a sós com ela. O olho dela está assim porque ela caiu, quem viu a queda foi a mãe dela. Quando eu vi, chamei um vizinho e levei a menina ao médico. Nunca bati na menina e não entendo porquê ela [mãe da menina] não diz isso para a polícia", defende-se.
Já sobre as velas citadas pela sua mulher, ele disse que desconhece o fato e que nunca comprou nenhuma vela. "Quero que ela prove o que está falando. Não sei o motivo de ela não estar falando a verdade, mas acredito que a tia, com quem ela foi morar, está fazendo a cabeça dela. Espero que ela volte para a nossa casa porque quero cuidar dela e do nosso filho que ela espera ", diz.
Oliveira abriu as portas da casa em que vivia com a família para o G1. De acordo com o suspeito, eles moravam na casa de um primo dele, mas estavam de mudança após o proprietário pedir o imóvel de volta. Ele conta que havia acertado com a companheira, antes do caso vir à tona, que iriam morar em uma casa que está sendo construída no terreno do pai dele na região.

Ronaldo mostra a casa em que vivia com a família (Foto: Michelle Farias/G1) 
Ronaldo mostra objetos reunidos para a mudança na casa em que vivia com a família 
(Foto: Michelle Farias/G1)
 
 
Vizinhos desconhecem perfil violento

A reportagem também entrevistou vizinhos do suspeito. Eles disseram que Ronaldo gostava de "farra" e de sair com os amigos, mas desconhecem que ele seja uma pessoa violenta. "Conheço ele desde pequeno e nunca ouvi que ele era violento e nem soube de nada. A única coisa que sei é que ele gosta muito de farra, mas ele é tranquilo", afirma o aposentado José Cícero da Silva.
A dona de casa Sônia Freire diz que só soube do caso das agulhas pela imprensa. "Nunca ouvi falar nada sobre ele, mas ninguém conhece ninguém. O que eu sei, é que ele gosta de beber com os amigos. Mais nada", afirma.
Oliveira conta ainda que, após a divulgação do caso na imprensa, ele foi ostilizado pelos vizinhos. "Todo mundo me olhou de cara feia. Mas eles sabem que eu sou inocente, nunca fiz mal a ninguém, principalmente a uma criança", reforça.
Investigação

A Polícia Civil de Atalaia entrou no caso após uma denúncia anônima feita ao Conselho Tutelar do município de Jacaré dos Homens, no Sertão do estado. A TV Gazeta acompanhou a visita dos conselheiros tutelares à casa de uma tia da criança, com quem ela foi morar após as supostas agressões. Perguntada pelos conselheiros quem a agrediu, a menina deu detalhes da agressão.
O delegado responsável concluiu o inquérito sobre o caso e indiciou Ronaldo Apolinário de Oliveira, 25, pelas agressões à enteada. De acordo com o agente Henrique Viana, o inquérito já foi encaminhado à Justiça com o pedido de prisão do suspeito.

Silo carregado com grãos de milho desaba em cima de caminhão no PR.

Silo carregado com grãos de milho desaba em cima de caminhão no PR

Desabamento ocorreu na manhã deste sábado (30), em Uraí, no norte.
Pelo menos 15 pessoas trabalhavam na hora do acidente, segundo PM.

 
Do G1 
 
Silo de grãos partiu ao meio e desabou quando funcionários trabalhavam em agropecuária (Foto: Arquivo pessoal/ Walter Oliva Lozano) 
Silo de grãos partiu ao meio e desabou quando funcionários trabalhavam em agropecuária 
(Foto: Arquivo pessoal/ Walter Oliva Lozano)
 
 
Um silo carregado com grãos de milho de uma empresa agropecuária de Uraí, no norte do Paraná, desabou na manhã deste sábado (30). Segundo a Polícia Militar (PM), pelo menos 15 pessoas trabalhavam no local  no momento do acidente. Funcionários da agropecuária ouviram um forte estalo e logo depois a estrutura metálica partiu ao meio. Uma das partes desabou em cima de um caminhão.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, um funcionário da agropecuária está desaparecido e a suspeita é que ele esteja soterrado. Os demais funcionários da empresa conseguiram correr e não se feriram.
O local está interditado desde às 9h30. Ainda conforme a PM, um outro silo possui uma rachadura e também corre risco de desabamento.

Equipes do Corpo de Bombeiros e Samu procuram um funcionário que está desaparecido (Foto: Arquivo pessoal/ Walter Oliva Lozano) 
Equipes do Corpo de Bombeiros e Samu procuram um funcionário que está desaparecido 
(Foto: Arquivo pessoal/ Walter Oliva Lozano)

Estado Islâmico vende mulheres yazidis a jihadistas na Síria.

Estado Islâmico vende mulheres yazidis a jihadistas na Síria

De cerca de 300 mulheres e meninas sequestradas no Iraque, pelo menos 27 foram negociadas na Síria por 1 000 dólares cada

FUGA - Milhares de yazidis percorrem dezenas de quilômetros a pé pelo deserto rumo à Síria, depois de escapar de uma montanha cercada por terroristas
FUGA - Milhares de yazidis percorrem dezenas de quilômetros a pé pelo deserto rumo à Síria, depois de escapar de uma montanha cercada por terroristas (Rodi Said/Reuters)


Dezenas de mulheres yazidis capturadas no Iraque pelos jihadistas do Estado Islâmico (EI) foram obrigadas a se converter ao Islã e vendidas para se casar à força na Síria com combatentes do grupo terrorista, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos. De acordo com a ONG, cada yazidi foi negociada por cerca de 1.000 dólares.

Segundo o Observatório, o EI dividiu entre seus combatentes cerca de 300 meninas e mulheres sequestradas no Iraque nas últimas semanas. "Dessas 300 mulheres, ao menos 27 foram vendidas" a membros do EI nas províncias de Aleppo, Raqa e Hasaka (nordeste), informa a ONG, que conta com uma rede de informantes civis, militares e médicas na Síria.
O OSDH não sabe se as demais mulheres capturadas também foram forçadas a se casar. Ainda de acordo com a ONG, representantes árabes e curdos da província de Hasaka tentaram há três semanas comprar a liberdade das mulheres, mas os jihadistas rejeitaram a oferta.

A guerra civil na Síria começou em 2011, quando o ditador Bashar Assad reprimiu violentamente manifestações contra o seu governo. Mais de 190 mil pessoas morreram desde o início do conflito. A crise no país se agravou nos últimos meses com o avanço dos jihadistas do Estado Islâmico. O grupo terrorista agora controla grande parte do território sírio, obrigando aqueles que não se submetem ao seu domínio a fugir.

Soldado

Militantes do Estado Islâmico decapitaram um soldado libanês, um dos 19 capturados por radicais sírios na tomada de uma cidade fronteiriça do Líbano por alguns dias neste mês. Em vídeo postado nas redes sociais, o soldado, reconhecido como Ali al-Sayyed, aparece vendado e com as mãos amarradas nas costas, contorcendo-se e chutando o solo de areia, enquanto um militante anuncia que ele será morto – após o que, com efeito, o soldado é decapitado.

(Com agências AFP, EFE e Reuters)

Avião de pequeno porte cai sobre casa em Curitiba e mata 2.

Avião cai e atinge casa em bairro de Curitiba, dizem bombeiros

Acidente aconteceu por volta das 13h30 deste sábado (30), no Bacacheri.
Informação dos bombeiros é de que duas pessoas morreram na queda.

 
Adriana Justi, Luciane Cordeiro e Thais Kaniak  
Do G1
 
Avião cai em cima casa em bairro de Curitiba, dizem bombeiros  (Foto: Thais Kaniak / G1 ) 
Avião cai em cima casa em bairro de Curitiba, dizem bombeiros 
(Foto: Thais Kaniak / G1 )


Um avião monomotor modelo Cessna 177 caiu e atingiu uma casa na Rua Nicarágua, em Curitiba, nas proximidades do Aeroporto do Bacacheri por volta das 13h30 deste sábado (30), segundo o Corpo de Bombeiros. A aeronave tinha acabado de decolar do aeroporto e seguia para Londrina, no norte do estado, segundo a Infraero. Após a queda, o avião explodiu.
O G1 publicou que três pessoas tinham morrido. A informação sobre a terceira morte foi passada pela assessoria de imprensa do Hospital Evangélico de Curitiba, que corrigiu a informação às 15h30.
Pelo menos quatro pessoas estavam a bordo – duas morreram na hora. Segundo os bombeiros, o piloto e o copiloto do avião morreram.
O Hospital Evangélico, para onde foi levado um dos ocupantes da aeronave, chegou a confirmar que ele havia morrido no hospital. Porém, depois, informou que a vítima foi reanimada e estava no centro cirúrgico. Este ocupante é sobrinho do deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PMDB), que confirmou ao G1 se tratar do sobrinho mais velho dele, de 51 anos de idade. De acordo com o deputado, a família também chegou a ser informada sobre a morte de Sílvio Roberto Romanelli.
O outro ocupante da aeronave ficou ferido e foi encaminhado para o Hospital do Trabalhador. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), responsável pelo hospital, o homem está em estado grave. Ele está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com múltiplas faturas na face, no quadril, na coluna e no tórax.

Elisabete do Rosário disse que estava nos fundos da casa quando ouviu o barulho da queda do avião (Foto: Thais Kaniak/ G1 Paraná)Elisabete do Rosário disse que estava nos fundos
da casa quando ouviu o barulho da queda do avião (Foto: Thais Kaniak/ G1 Paraná)
 
Na casa estavam duas mulheres e uma criança. Elas não se feriram.
"Acredito que ele tentou levantar, mas não deu certo. Ele bateu no poste e, acho que foi por isso que ele não entrou dentro de casa, não quebrou a parede. Logo depois ouvimos a explosão. Estávamos na cozinha e ouvimos o barulho. Pensei que tivesse sido um acidente com um carro, mas na hora que cheguei na sala vi uma parte da asa e só pensei em pegar a minha mãe e a minha filha para sairmos de casa. A hora que pegou fogo já tínhamos saído", disse uma das moradoras da casa Elisabete Pascoal do Rosário.
Em entrevista ao G1 por telefone, o dono da aeronave, Marcelo Montezuma, afirmou que o avião já tinha feito duas viagens neste sábado. Pela manhã, ele, a esposa e filha decolaram de Londrina para Maringá, que também fica no norte do Paraná, para participar de uma feira de aviação. Na feira, o piloto e o sobrinho do deputado emprestaram o monomotor. “O piloto e o Silvio pediram a aeronave porque precisavam levar dois atletas para um campeonato de sinuca em Curitiba. Assim que deixassem os atletas, retornariam para Londrina com outras duas pessoas”, disse Montezuma.
O proprietário da aeronave ainda afirmou que o piloto era um profissional experiente com muitas horas de voo, e que o avião tinha passado por manutenção há pouco mais de 20 dias. “O avião não tinha nenhum problema mecânico ou técnico, estava tudo certo. Inclusive na hora que eles decolaram a condição climática era favorável. Não sei o que pode ter acontecido”, pontua Marcelo Montezuma.

avião cai em curitiba (Foto: Reginaldo Luciano Frez / Arquivo Pessoal) 
Avião em Maringá antes de voar para Curitiba 
(Foto: Reginaldo Luciano Frez / Arquivo Pessoal)
 
 
O comerciante Reginaldo Luciano Frez, de 41 anos, fez a viagem de Maringá a Curitiba no avião, conforme contou ao G1. Ele era amigo do piloto e pegou uma carona no voo, já que precisava ir à capital paranaense para participar de um campeonato de sinuca. “Ele [o piloto] era meu amigo. Como ele estava vindo para Curitiba e sabia que eu viria para cá, perguntou se eu queria vir junto. Foi uma viagem tranquila. O avião decolou normalmente. O pouso foi tranquilo também”, afirmou Frez. Ele não embarcou na aeronave para voltar ao norte do estado porque a carona era apenas para a ida.
O Centro Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos no Paraná vai investigar as causas do acidente.


Avião tinha decolado no aeroporto do Bachacheri (Foto: Rodrigo Pinto/ ÓTV - RPCTV) 
Avião tinha decolado no aeroporto do Bachacheri (Foto: Rodrigo Pinto/ ÓTV - RPCTV)
 
 
Aeronave pegou fogo após cair em cima de casa (Foto: Caroline Mafra/ RPC TV) 
Aeronave pegou fogo após cair em cima de casa (Foto: Caroline Mafra/ RPC TV)

Pai e filho são detidos com animais em Oliveira, MG.

Pássaros da fauna silvestre
são apreendidos em Oliveira

Pai e filho foram encontrados com animais.
As aves passaram por avaliação e foram libertadas.

 
Do G1 
 
Pássaros Oliveira MG Apreendidos (Foto: PMMA/Divulgação)Pássaros estavam com anilhas violadas
(Foto: PMMA/Divulgação)
 
Dois homens, pai e filho, foram presos na sexta-feira (29), em Oliveira, após serem encontrados com pássaros da fauna silvestre. De acordo com a Polícia Militar de Meio Ambiente (PMMA), os animais apresentavam violação de anilhas. Durante a fiscalização, foram encontrados seis trinca-ferros e um tico-tico mantidos em gaiolas.
Ainda de acordo com a polícia, o pai é registrado no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Os pássaros passaram por inspeção sanitária e foram considerados com boas condições para soltura. As anilhas foram retiradas e os animais libertados. Os suspeitos foram presos em flagrante e encaminhados para a delegacia.

Homem é morto a tiros em Divinópolis, MG.

Homem é morto a tiros em Divinópolis

Vítima trocou tiros com o suspeito, mas foi atingida por disparo.
De acordo com a PM, crime teria sido motivado por acerto de contas.

 
Do G1 
 
Revólver encontrado em Divinópolis MG Homicídio (Foto: PM/Divulgação)Vítima trocou tiros com o suspeito do crime
(Foto: PM/Divulgação)
 
Um homem de 29 anos foi morto na manhã deste sábado (30), no Bairro Catalão, em Divinópolis. De acordo com a Polícia Militar (PM), o rapaz era dono de um lava-jato e trocou tiros com o suspeito. A vítima ainda tentou se esconder na garagem de um prédio, mas foi atingida por um dos disparos e morreu no local.
Segundo a PM, a suspeita de é que o crime tenha sido motivado por acerto de contas. Ainda de acordo com a polícia, o homem morto já tem passagens por diversos crimes.
"Ele foi ameaçado recentemente e já é conhecido no meio policial. Ele levou aproximadamente sete tiros e no local foi deixada uma arma calibre 357, com oito cartuchos", afirma sargento Silvano Lopes.
O suspeito pelo crime fugiu em um véiculo preto, que foi visto por testemunhas perto de Marilândia. A informação da polícia é de que o carro foi queimado para eliminar provas. Ninguém foi preso até a publicação desta matéria.

Datafolha: Marina empata com Dilma e agora é favorita.

Datafolha: Marina empata com Dilma e agora é favorita

Candidata do PSB à Presidência da República venceria a petista Dilma Rousseff com vantagem de 10 pontos porcentuais no segundo turno

Dilma Rousseff, Marina Silva e Aécio Neves
NOVO CENÁRIO – Dilma Rousseff, Marina Silva e Aécio Neves 
  (Reuters/EFE//Estadão Conteúdo)


Não foi uma sexta-feira 13, mas os números não foram nada bons para o PT e para a presidente-candidata Dilma Rousseff. Pela manhã, a divulgação do encolhimento da economia, colocando o país em recessão técnica, foi um golpe duro para a campanha petista administrar. Na Bahia, a saída de Dilma foi recorrer a uma nova versão da "marolinha" lulista e dizer que o desempenho pífio da economia é momentâneo. Mas, à noite, o cenário piorou com a divulgação da pesquisa Datafolha pela TV Globo. Pela primeira vez numa corrida presidencial desde que chegou ao poder, o PT não é mais apontado como favorito. Segundo o instituto, nos últimos onze dias, a candidata do PSB, Marina Silva, ganhou 13 pontos porcentuais e empatou com Dilma na liderança da disputa, ambas com 34% das intenções de votos. Pior: Marina venceria Dilma em um eventual segundo turno por dez pontos de diferença – 50% a 40%. Na sondagem anterior, a diferença entre elas era de quatro pontos.
O candidato do PSDB, Aécio Neves, caiu cinco pontos e agora marca 15%. Pastor Everaldo, do PSC, tem 2% das intenções de voto, um ponto a menos do que na rodada anterior. Outros 7% dos entrevistados afirmaram que pretendem votar em branco ou nulo e 7% não souberam responder. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.
O instituto ouviu 2.874 eleitores em 178 municípíos brasileiros nesta quinta e sexta-feira. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00438/2014.


Nova pesquisa Datafolha sobre a corrida presidencial
Nova pesquisa Datafolha sobre a corrida presidencial

Alto consumo de sal pode agravar sintomas da esclerose múltipla.

Alto consumo de sal pode agravar sintomas da esclerose múltipla, diz estudo

Pacientes que consumiam maior quantidade de sal tiveram mais surtos da doença do que aqueles que ingeriam menores quantidades

sal
Esclerose múltipla desencadeia sintomas sensitivos, motores e psicológicos 
  (Thinkstock/VEJA)


Um novo estudo constatou que uma dieta rica em sal pode agravar os sintomas da esclerose múltipla. A descoberta foi publicada nesta quinta-feira no periódico Journal of Neurology, Neurosurgery & Psychiatry.


CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Sodium intake is associated with increased disease activity in multiple sclerosis

Onde foi divulgada: Journal of Neurology, Neurosurgery & Psychiatry

Quem fez: Mauricio Farez, Marcela Fiol, María Gaitán, Francisco Quintana e Jorge Correale

Instituição: Instituto de Pesquisas Neurológicas Raúl Carrea, na Argentina, e Faculdade de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos

Resultado: Pacientes de esclerose múltipla que ingerem 2 gramas de sal ou mais por dia podem sofrer mais surtos da doença e ver a esclerose progredir de forma mais acentuada do que os que consomem sal em menores quantidades
 
 
A esclerose múltipla é uma doença autoimune, de causa desconhecida e incurável. Ela danifica ou destrói a mielina, uma substância que envolve e protege as fibras nervosas do cérebro, da medula espinal e do nervo óptico. Essas lesões desencadeiam sintomas sensitivos, motores e psicológicos.
Pesquisas anteriores apontaram que o sal pode alterar a resposta autoimune, mas não concluíram se seu consumo afeta o desenvolvimento da esclerose múltipla. No presente estudo, os pesquisadores analisaram amostras de sangue e de urina de 70 pessoas com esclerose múltipla.

Em três ocasiões ao longo de nove meses, os autores mediram os níveis de sal, creatinina e vitamina D dos pacientes. A saúde neurológica dos participantes foi monitorada ao longo de dois anos. Para comparação, o teor de sal na urina também foi mensurado em um segundo grupo com 52 pessoas também com a doença.

Nos dois grupos, o consumo médio de sódio foi de 4 gramas por dia, mas variou de menos de 2 gramas (baixo), 2 a 4,8 gramas (médio) e acima de 4,8 gramas (alto). 


Conclusão  

Depois de excluir fatores como tabagismo, idade, gênero, tempo de diagnóstico da doença, peso, tratamento e taxa de vitamina D nos pacientes, os pesquisadores observaram uma relação entre consumo de sal e piora nos sintomas da esclerose múltipla. As pessoas com consumo moderado a alto tinham três surtos a mais do que aquelas com consumo baixo.

Ao comparar a evolução da doença por meio de exames de imagem, os pesquisadores constataram novamente a relação entre o sal e as lesões. Os participantes que consumiam maior quantidade tinham quase 3,5 vezes mais probabilidade de apresentar sinais de progressão da enfermidade. Resultados semelhantes foram obtidos no grupo de comparação.

"Como esse é um estudo de observação, não podemos tirar conclusões definitivas de causa e efeito. Os altos níveis de sal na urina podem ser consequência da maior atividade da doença, não o contrário", dizem os autores. "Mais estudos são necessários para confirmar se o baixo consumo de sal pode reduzir os sintomas da esclerose múltipla e sua progressão."

PlayStation é usado para ver pornografia.

Android e PlayStation são os mais usados para ver pornografia online

Pesquisa do site 'Pornhub' mostra como usuários assistem a filmes.
Atriz Lisa Ann é a mais procurada nos sistemas Windows e MacOS.

 
Do G1
 
Lisa Ann é a atriz mais buscada em todo o mundo, afirma pesquisa do site 'Pornhub' (Foto: Divulgação/Brazzers)Lisa Ann é a atriz mais buscada em todo o mundo, afirma pesquisa do site 'Pornhub'
(Foto: Divulgação/Brazzers)


Smartphones com sistema Android e os videogames PlayStation são os mais usados para assistir a filmes pornográficos online, de acordo com pesquisa do site de entretenimento adulto "Pornhub", um dos sites do gênero mais populares do mundo. O sistema Windows é o mais usado no PC para acesso ao conteúdo pornô e os usuários do Blackberry são os que mais tempo passam assistindo a filmes no celular.
Dentre os termos pesquisados, a atriz Lisa Ann é mais buscada nos sistemas Windows (PC), MacOS, Android (smartphones e tablets), iOS (smartphones e tablets) e Blackberry. Apenas no Windows Phone ela aparece na segunda colocação. Já no Linux ela aparece em quarto lugar, com a atriz Sunny Leone na liderança.
Celulares Android correspondem por 48,34% dos acessos ao site, seguido pelo iOS, com 40,60%. Aparelhos com o sistema Windows Phone são 2,30% do tráfego de conteúdo adulto e o Blackberry, 1,81%. Curiosamente, usuários do Windows Phone são os que mais visitam páginas ao acessar o "Pornhub", com média de mais de dez páginas por visita. Já quem usa Blackberry passa mais tempo assistindo aos vídeos, com média de quase 12 minutos.
Nos videogames, a plataforma PlayStation (PS3 e PS4) é a mais popular, concentrando 45,8% dos acessos. O Xbox (Xbox 360 e Xbox One) tem 41,4% do tráfego; o Wii tem 6,4%, o portátil PlayStation Vita tem 4,5% e o Nintendo 3DS tem 1,4%. No videogame de bolso da Sony os usuários acessam mais vídeos pornô, com média de 9,92 páginas visualizadas por visita. E é no Xbox que os usuários passam mais tempo assistindo aos vídeos, com média de 11 minutos e 34 segundos. O Wii aparece na segunda colocação neste quesito, com 10 minutos de média de visualizações.
Entre os PCs, por conta de estar na maioria dos PCs em todo o mundo, o Windows é responsável por 85,5% dos acessos aos vídeos pornô, enquanto apenas 10,9% corresponde a computadores com sistema MacOS. Quase 2% usa o sistema Linux. Dentre as versões do sistema operacional da Microsoft, a Windows 7 é a mais usada, com 62,43% enquanto 14,36% usam o Windows 8, o mais recente. O antigo Windows 2000 ainda é usado e corresponde por 0,06% do tráfego do "Pornhub".
Na área de tablets, o sistema iOS, do iPad, é o mais popular no acesso de conteúdo erótico com 77,38% do tráfego, seguido pelo Android (21,5%), Windows (0,38%) e Blackberry (0,60%).

O mistério por trás do desmaio de 200 meninas na Colômbia.

O mistério por trás do desmaio de 200 meninas na Colômbia

Centenas de adolescentes foram internadas com os mesmos sintomas em hospitais colombianos; ministro da Saúde diz que o problema 'não é clínico'.

 
Da BBC

 
Mais de 200 meninas sofrem com os sintomas, mas o mistério da causa deles ainda não foi desvendado (Foto: El Heraldo/ BBC) 
Mais de 200 meninas sofrem com os sintomas, mas o mistério da causa deles ainda não foi desvendado (Foto: El Heraldo/ BBC)


Nos últimos 12 dias, os médicos de El Carmen de Bolívar, uma cidade no norte da Colômbia, já atenderam pelo menos 200 meninas com sintomas muito parecidos: desmaios, tonturas, dor de cabeça, dormência e formigamento em várias partes do corpo. A razão para essas reações ainda é um mistério.
Elas não foram as primeiras a darem entrada no Hospital Nuestra Señora del Carmen com quadro similar. De acordo com o prefeito de El Carmen de Bolívar, Francisco Veja, foram registrados um total de 276 casos como esse desde o meio do ano. Todos com adolescentes, sendo a maioria deles estudantes do Colégio Espírito Santo.
O próprio Ministro da Saúde da Colômbia, Alejandro Gaviria, citou na última quinta-feira "246 meninas que apareceram com sintomas bizarros".
Diante desse quadro, aumentaram as especulações sobre as causas que estariam levando as jovens a desmaiarem. Na falta de um diagnóstico preciso, multiplicam-se as teorias que correm no boca a boca entre os colombianos.
Para acabar com as especulações, especialmente as que ligam os casos a uma possível reação adversa à vacina contra o Vírus do Papiloma Humano (HPV), o ministro da Saúde convocou uma coletiva de imprensa e revelou a hipótese "que parece mais provável no momento" – e que é, inclusive, "apoiada por especialistas". Segundo Gaviria, os sintomas seriam uma ‘resposta psicogênica em massa’.


'Medo coletivo'

"A resposta psicogênica em massa é uma espécie de sugestão de medo coletivo que se contagia de um lado para o outro e termina apresentando um fenômeno estranho", explicou o ministro aos jornalistas.
"Os sintomas aparecem, mas quando os médicos vão examinar clinicamente as meninas, não encontram nenhum tipo de doença."
O ministro citou casos similares ao redor do mundo, um deles que aconteceu no Taiwan, após uma campanha de vacinação em massa para prevenir a gripe suína (N1H1), e outro na Austrália, mas sem dar datas, nem mais detalhes de como aconteceram.
No entanto, Gaviria insistiu que as meninas estão, sim, doentes.
"Não é que essas meninas não estejam doentes, elas estão. Não estamos subestimando o problema. O problema tem que ser levado a sério e seguiremos acompanhando e apoiando a comunidade, mas isso não parece ser um problema de uma doença clínica."
Alejandro Gaviria ainda acrescentou que o Ministério da Saúde colombiano quer trabalhar nesta semana com a Associação Colombiana de Psiquiatria, que se mostrou disposta a se deslocar até El Carmen de Bolívar para estudar os casos.
O ministro novamente reiterou que o motivo para os sintomas nas garotas não aparenta ser clínico e que nada tem a ver com a vacina contra o vírus do HPV. "Não há nenhuma evidência que possa haver uma relação entre as duas coisas", acrescentou ele, insistindo que tem o apoio da Organização Mundial da Saúde, da Organização Pan-Americana da Saúde "e de todas as associações científicas."


Mistério continua

As explicações do ministro não convenceram a todos. "A coletiva de imprensa dele abalou os ânimos de vários pais das garotas", explicou Vicente Arcieri, jornalista da sucursal do El Heraldo em Cartagena das Índias.
Uma hora depois da coletiva de imprensa, várias pessoas protestaram por cinco horas em Troncal de Occidente - a estrada que liga o interior do país com a costa - pela postura das autoridades com o caso.
O jornalista Vicente Arcieri está acompanhando bem de perto o caso e esteve no Hospital Nuestra Señora del Carmen na última quinta. Segundo ele, somente nesse dia, 10 meninas deram entrada no hospital com os sintomas já conhecidos – desmaios, tonturas, dormência e formigamento em várias partes do corpo.
Foram esses os casos mais recentes de um fenômeno que tem preocupado cidadãos e autoridades colombianas há meses. Dez das primeiras pacientes que deram entrada no Hospital Nuestra Señora del Carmen estão sendo tratadas em Bogotá, no Hospital Infantil Universitário de San José.
Uma delas é a filha de María Romero. Foi a primeira das que apresentaram os sintomas em El Carmen de Bolívar, no dia 21 de março. Elas recorreram primeiro ao centro de saúde da região e tiveram que voltar para lá pela mesma razão em 23 de abril.
"Desde então não tivemos descanso", contou Romero à BBC por telefone.
No hospital de Bogotá, disseram que o resultado de um teste feito com a filha de Romero apontou que ela teve intoxicação por chumbo, assim como outra menina do grupo.
O chefe de toxicologia do hospital, Camilo Uribe, explicou na quarta-feira ao diário colombiano El Tiempo que não havia características claras ou específicas que indicassem o que as outras pacientes poderiam ter. E acrescentou que os próximos exames estariam focados em endocrinologia, imunologia e psiquiatria.
As autoridades informaram que o diagnóstico sairá em uma semana. Uma resposta que poderá acabar com o mistério e acalmar os ânimos na Colômbia.

Torcedora perde emprego após xingar goleiro.

Torcedora é afastada do trabalho no RS após ofensas racistas a jogador

Jovem foi flagrada chamando goleiro Aranha de "macaco" na Arena.
Ofensa ocorreu durante o jogo entre Grêmio e Santos, pela Copa do Brasil.

 
Do G1 
 
Racismo Arena do Grêmio - NÃO USAR (Foto: Reprodução/ESPN) 
Torcedora foi flagrada chamando goleiro Aranha de 'macaco' (Foto: Reprodução/ESPN)
 
A torcedora gremista flagrada pelas câmeras de transmissão de TV chamando o goleiro Aranha de "macaco" durante a partida entre Grêmio e Santos na noite de quinta-feira (29), em Porto Alegre, foi afastada do trabalho no Centro Médico e Odontológico da Brigada Militar. Ela era funcionária de uma empresa terceirizada e prestava serviços de auxiliar de odontologia na clínica da polícia militar gaúcha.
Segundo a assessoria de imprensa da corporação, a torcedora foi identificada ainda na noite de quinta-feira (28). O pedido de afastamento partiu da própria direção do centro médico. De acordo com a Brigada Militar, tanto a clínica quanto o comando da corporação repudiam qualquer ato de violência de qualquer tipo de discriminação. 
Nesta sexta-feira (29), o goleiro Aranha registrou um Boletim de Ocorrência (BO) em uma delegacia de Porto Alegre. Segundo o delegado Herbert Ferreira, responsável pela 4ª DP, a Polícia Civil foi até o hotel onde a delegação santista está hospedada e fez o convite para o depoimento, que foi aceito pelo jogador.
O ato de racismo partiu da arquibancada posicionada atrás da meta defendida pelo goleiro, e levou o camisa 1 do Santos a paralisar a partida, aos 42 do segundo tempo, para reclamar ao árbitro Wilton Pereira Sampaio. Apesar da denúncia, o árbitro não relatou o episódio na súmula do jogo. O canal ESPN flagrou a torcedora gritando "macaco" em direção ao goleiro, atitude que gerou grande revolta nas redes sociais.
Logo após o episódio na Arena do Grêmio, imagens da torcedora ofendendo o goleiro santista começaram a circular pela internet. Criticada pelos seus atos, a torcedora excluiu os perfis que mantinha em sites como Facebook e Instagram.
A Polícia Civil gaúcha anunciou nesta sexta-feira (29) que também vai investigar o caso no âmbito criminal. Segundo o chefe da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, Guilherme Wondracek, uma carta precatória será enviada para Santos, em São Paulo, para que o goleiro Aranha possa fazer a representação criminal denunciando o crime de injúria racial.
"O crime será investigado no âmbito criminal pelo delegado titular da 4ª DP, que cobre a área do estádio. Ele reunirá algumas provas, como as imagens da televisão, e vai pedir ao Grêmio que envie imagens do estádio, para que se possa identificar todos os possíveis autores", afirmou Wondracek ao G1.

Facebook testa nova busca que encontra posts antigos.

Facebook testa nova busca em celulares e tablets

Recurso permite que usuários encontrem posts antigos publicados no site

Logo do Facebook
Logo do Facebook (Karen Bleier/AFP/VEJA) 

 
O Facebook está testando um reforço de sua ferramenta de busca interna, o que permitirá aos usuários de plataformas móveis (smartphones e tablets) encontrar antigas publicações dos amigos, partindo de palavras-chave.
"Testamos melhorias na busca em celulares e tablets", anunciou uma porta-voz do grupo. "Nesse teste, podemos usar palavras-chave para buscar publicações no Facebook", acrescentou o executivo.
A função permitirá encontrar antigos posts publicados na rede. Os resultados da busca respeitarão os critérios de confidencialidade da publicação na época, impedindo o acesso, portanto, a conteúdos originalmente não autorizados pelos donos das páginas.
No início de 2013, o Facebook apresentou a ferramenta "Graph Search". Diferentemente de uma ferramenta tradicional de busca como o Google Search, o "Graph Search" vasculha apenas a rede social, e não toda a internet.
Na época, o Facebook anunciou que o âmbito da busca aumentaria de forma progressiva até atingir seus quase 1,3 bilhão de usuários. A rede social usa a ferramenta de busca da Microsoft, Bing, para varrer seu conteúdo interno.

(Com agência France-Presse)

Nova espécie de serpente é descoberta em Minas Gerais.

Nova espécie de serpente é descoberta em Minas Gerais

A cobra é endêmica da Serra do Espinhaço, na Região Central do estado.
Ela foi encontrada por acaso, embaixo de rochas e cupinzeiros.

 
Thais Pimentel  
Do G1
 
Nova espécie de serpente é encontrada em Minas Gerais. (Foto: Mauro Teixeira Jr) 
Nova espécie de serpente é encontrada em Minas Gerais. (Foto: Mauro Teixeira Jr)


Uma pequena cobra de cor avermelhada, estrias escuras, cauda curta e com cerca de 30 centímetros é a nova sensação entre os biólogos do Brasil e do Mundo. Ela foi descoberta no Parque Nacional da Serra do Cipó - localizada na Serra do Espinhaço - a 100 km de Belo Horizonte, por pesquisadores do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da Universidade de São Paulo (USP) e do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Repteis e Anfíbios do Instituto Chico Mendes (RAN-ICMBio).
"A pesquisa começou em 2009, com o objetivo de encontrar uma determinada espécie de lagarto que não era vista há mais de 30 anos. Ela era comum na Serra do Cipó. Mas aí, nós nos deparamos com esta nova serpente. Nós a levamos para o laboratório e constatamos que se tratava, realmente, de uma descoberta. Já encontramos sete indivíduos no Parque Nacional da Serra do Cipó", conta o analista ambiental do Instituto Chico Mendes, o biólogo e coordenador da expedição Hugo Bonfim.
Batizada de Atractus spinalis, em referência a espinha dorsal dos vertebrados e por ter sido encontrada na Serra do Espinhaço, a nova espécie de serpente é endêmica do cerrado e não oferece risco para o homem. "Nós conseguimos manuseá-la sem luvas. Não é nenhum pouco agressiva", revela Hugo.
Até o momento, os estudos do grau de ameaça de extinção não foram concluídos. Segundo o pesquisador, a espécie vai entrar na lista de animais que fazem parte do Plano Nacional de Conservação de Répteis e Anfíbios Ameaçados de Extinção na Serra do Espinhaço,  elaborado pelo RAN-ICMBio.


Sobre o lagarto

O tal réptil que motivou a expedição em 2009 foi encontrado com sucesso, mas a cerca de 100 km de distância de seu habitat original. "Nós localizamos o lagarto na região do Pico do Itambé, também na Serra do Espinhaço", disse Hugo. Pelo menos dois indivíduos foram registrados pelos pesquisadores. A espécie ainda continua ameaçada de extinção.

Homem é detido após abusar de criança de 10 anos em praça de Cláudio, MG.

Homem é detido após abusar de criança em praça de Cláudio

Suspeito passou mão na barriga e seios de menina de 10 anos.
Mãe da criança se apresentou na delegacia como namorada do suspeito.

 
Do G1 


Um homem de 38 anos foi detido na tarde desta sexta-feira (29), em Cláudio, após abusar sexualmente de uma criança de 10 anos. De acordo com a Polícia Militar (PM), ele é suspeito de acariciar as partes íntimas da menina. O Conselho Tutelar da cidade também foi acionado.
Os dois estavam na Praça Levy Vitoi de Freitas quando testemunhas observaram que o homem passou a mão na barriga da menina, nos seios e a beijou próximo da boca. Na delegacia, a mãe da criança se identificou como namorada do suspeito.
Segundo a PM, a conselheira tutelar que acompanhava o caso informou que a mulher tem problemas mentais. A criança foi levada até a Santa Casa de Misericórdia de Cláudio onde passou por exames, que não constataram lesões.
O G1 ligou para o celular de plantão do Conselho Tutelar, porém a conselheira informou que não poderia informar para onde a criança foi levada por questões de segurança. Até o fechamento desta reportagem, o homem permanecia na delegacia.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Lojas Americanas podem chegar à drogaria.

Lojas Americanas podem chegar à drogaria

Há alguns anos as Lojas Americanas namoram, de longe, o mercado de drogarias.
Agora, já podem pensar em noivado.
americanasNa semana passada, ao julgar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 4954), o Supremo Tribunal Federal declarou constitucional uma lei do Acre que permite a venda de produtos de conveniência em farmácias. A decisão foi comemorada pelas drogarias, que poderão faturar mais vendendo desde chocolates até pilhas.
Mas ao acabar com anos de liminares e insegurança jurídica sobre o tema, a decisão do Supremo também abre caminho para as Americanas pensarem em uma aquisição no setor, ou em adaptar suas lojas para incluir a venda de medicamentos.
“Da mesma forma que [as Lojas Americanas] compraram a Blockbuster e botaram a locadora no fundo da loja, por que não ter um balcão e vender genéricos para atrair mais tráfego,” diz um gestor.
Colocar o balcão de medicamentos dentro de uma Americanas não é tarefa simples. “A Americanas teria que se enquadrar na regulamentação de farmácias, incluindo ter um farmacêutico durante todo o horário de funcionamento, o que pode chegar a cinco por loja. Isto pode custar tanto ou até mais que um gerente da Americanas, e a gente sabe que a cultura da empresa é de custo zero,” diz um executivo do setor.
Outras complexidades vão desde a logística — o transporte de medicamentos exige caminhões refrigerados — até detalhes comezinhos, como o fato de várias Lojas Americanas terem carpete, o que é proibido em farmácias. Além disso, no negócio de farmácia, grande parte dos medicamentos são de baixo giro mas importantes para viabilizar a venda, e o cliente frequentemente deixa de finalizar a compra quando falta um item da lista.
Como essa estratégia “Drogabuster” seria de difícil execução, talvez faça mais sentido a controladora da Americanas partir para a aquisição de uma rede de drogarias.
Aí surge outra complexidade: cada farmácia (cada loja) tem uma licença para operar, vinculada ao CNPJ de sua controladora. Se o CNPJ da rede muda — como resultado de uma aquisição — todas as licenças individuais se tornam inválidas, e as Americanas teriam que recomeçar todo o processo. Uma prova desta complexidade é o avanço tímido das redes de supermercados na estratégia de abrir farmácias dentro de suas lojas.
Uma forma de contornar esse problema seria a Americanas pensar numa “incorporação reversa”, ou seja, em vez da Americanas comprar uma rede de drogarias, a operação seria estruturada de forma que a drogaria incorporasse a Americanas, mantendo assim todas as licenças válidas.
Se decidir fazer uma aquisição, a Americanas pode enfrentar concorrência, já que o mercado de drogarias no Brasil tem atraído a atenção de redes internacionais.
Outro varejista nacional, que até então nunca havia pisado numa farmácia, resolveu investir no negócio: a Ultrapar, dona dos postos Ipiranga, no ano passado pagou 1 bilhão de reais pela rede Extrafarma.
Por Geraldo Samor

Estava na cara: criadora recua e diz que Hello Kitty é gata.

Estava na cara: criadora recua e diz que Hello Kitty é gata

Representante da Sanrio afirma que a personagem é uma 'versão antropomórfica' do animal de estimação. Assim como os personagens da Disney são 'humanos', embora sejam patos, ratos ou cachorros

A personagem Hello Kitty, criada pela marca Sanrio
 
A personagem Hello Kitty, criada pela marca Sanrio (Divulgação/Sanrio/VEJA) 

 
A humanidade pode voltar a respirar aliviada. Hello Kitty é, sim, uma gata — estava na cara. Nesta semana, para a estupefação geral, uma antropóloga da Universidade do Havaí que estuda o fenômeno da personagem, Christine R. Yano, havia arrancado essa certeza dos fãs. Christine disse que, segundo a Sanrio, empresa especializada em licenciamento de personagens que criou a Hello Kitty em 1974, ela não era uma gatinha, e sim uma garotinha britânica do signo de escorpião.
A bombástica revelação, publicada no jornal americano Los Angeles Times, levou o blog Kotaku a entrar em contato com a Sanrio para tirar a história a limpo. A empresa então disse que a personagem é uma gata, mas "antropomorfizada", isto é, com características humanas. Assim como o Pato Donald é um "homem" e também um pato. “Hello Kitty foi feita nos moldes de uma gata. Seria um exagero dizer que ela não é uma gata. Hello Kitty é a personificação de um gato”, disse um representante da Sanrio ao blog.

A complexa identidade de Hello Kitty parece ter confundido a cabeça da sua especialista -- ou tudo não passou de uma espécie de telefone sem fio entre a Sanrio e a antropóloga. A confusão teria acontecido depois de a empresa explicar a Christine que Hello Kitty é uma gata com características humanas. Como se a Disney avisasse que Mickey Mouse é um rato que anda e fala como um homem. “Hello Kitty é uma caricatura. É uma garotinha, uma amiga. Mas não uma gata. Ela anda e senta como um ser bípede”, dizia o recado da marca à pesquisadora.
Outra razão para o desentendimento é a cultura japonesa. No site oficial de Hello Kitty, ela é apresentada como uma “menina alegre”. No Japão, é comum que gatos sejam chamados de “meninas” ou “meninos” pelos donos, que consideram o animal de estimação como um membro da família. 

O choque da "revelação" de que Hello Kitty seria uma garota foi tão grande que a Peanuts, empresa que detém a marca e os personagens do Snoopy, se apressou a garantir que o personagem é, sim, um cachorro. A informação foi postada nesta quinta, no Twitter da companhia.

Estudante comemora autorização para usar remédio à base de maconha.

Estudante comemora autorização para usar remédio à base de maconha

Pela 1ª vez Anvisa, vai liberar importação de remédio com 45% de THC.
Uso é para única paciente que sofre dores crônicas e já tentou até morfina.

 
Flávia Cristini  
Do G1
 


“Já faço uso de maconha há muito tempo e acho que salvou minha vida. Recebo com muita alegria esta decisão, porque sei que isso vai abrir porta para muita gente”, comemora a estudante Juliana de Paolinelli, de 35 anos, que obteve da Justiça a primeira autorização para importar um remédio com maior concentração de tetraidrocanabinol, o THC, de uso e comercialização proibidos no país. A substância, que gera os efeitos cognitivos e psicológicos conhecidos como “barato” da planta, é usada para fins terapêuticos no exterior.
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi notificada da decisão na tarde de quarta-feira (27) e tem cinco dias corridos para providenciar a permissão. Embora caiba recurso, o órgão informou que vai cumprir e, com isso, liberar pela primeira vez a entrada deste medicamento no Brasil. Um outro pedido para o mesmo remédio foi recebido em julho deste ano diretamente pela Anvisa, sem demanda judicial, mas o paciente não apresentou os documentos necessários.


Savitex, da Bayer (Foto: Divulgação/Bayer)
O remédio que Juliana poderá usar é um spray
bucal  com 45% de THC 
(Foto: Divulgação/Bayer)
 
 
“Não posso perder tempo. É um remédio, a gente quer simplesmente viver um pouco melhor”, disse Juliana sobre a decisão de procurar a Justiça. Moradora de Belo Horizonte, ela tem duas filhas e tenta levar uma vida normal, apesar das dores intensas decorrentes de um problema de coluna. Para se locomover, faz uso de bengala, coletes ortopédidos, em algumas ocasiões, e de uma cadeira de rodas.
Pedidos de importação de medicamentos à base de canabidiol, o CBD, outro componente da maconha, já vêm sendo autorizados no Brasil. De acordo com a Anvisa, até o momento, já foram autorizados 50 dos 72 pedidos para remédios com até 1% de THC  e maior concentração de CBD. No caso de Juliana, a medicação solicitada tem em torno de 45% de THC, conforme a Anvisa. Os componentes teriam aplicações em tipos distintos de tratamento.

Juliana de Paolinelli conseguiu na Justiça o direito de importar o remédio Sativex, a base de THC (Foto: Humberto Trajano / G1)Juliana de Paolinelli conseguiu na Justiça o direito de importar o remédio Sativex, 
à base de THC
(Foto: Humberto Trajano / G1)
 
 
Em abril deste ano, o juiz Bruno César Bandeira Apolinário, da 3ª Vara Federal de Brasília, liberou que os pais da menina Anny, de 5 anos, importem o medicamento canabidiol (CBD), que tem substâncias derivadas da maconha e é proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no Brasil. A decisão judicial impede a agência de barrar a importação do produto, que é legalizado nos Estados Unidos. A reportagem foi exibida no Fantástico.
Além de forte medicação, inclusive o uso prolongado de morfina, Juliana fez duas cirurgias e, depois da segunda, surgiram os espasmos generalizados e nos membros inferiores.
Diariamente, são ao menos seis crises por dia. Eram espasmos fortíssimos, de o meu joelho bater na boca"
estudante Juliana de Paolinelli
“Diariamente, são ao menos seis crises. Eram espasmos fortíssimos, de o meu joelho bater na boca. Eu precisava ser levada para o hospital amarrada", conta. Segundo a paciente, a doença foi descoberta no último grau, em 1997, e não tem uma explicação clara para as causas. Ela afirma que, com o uso dos componentes da maconha, é possível ter o controle da dor causada pela compressão e esmagamento na coluna. Num vídeo publicado na internet, ela mostra um pouco de sua rotina.
De acordo com a estudante, o uso da planta ainda gera muito preconceito e a sensação de ilegalidade, por isso a importância da liberação do remédio. A partir da decisão, faz cotações para dar início ao processo de importação e teme o custo alto.
A importação do medicamento é pelo período inicial de 12 meses e especificamente para o caso de Juliana. O relatório médico considerado pelo juiz Valmir Nunes Conrado, da 13ª Vara Federal de Belo Horizonte, afirma que foram tentadas todas as medicações pertinentes disponíveis no país e que nenhuma teria sido capaz de controlar o quadro clínico da paciente.
(...) Era a única alternativa terapêutica para permitir uma qualidade de vida melhor"
juiz Valmir Nunes Conrado, com base em laudo médico
“Foi considerado basicamente o laudo médico, que retratava um caso de patologias graves, como problemas sérios na coluna e uma síndrome que causa dores e espasmos em razão da compressão da coluna. Este dava conta que era a única alternativa terapêutica para permitir uma qualidade de vida melhor. A morfina, por exemplo, já estava causando dependência química”, afirmou o juiz.
Segundo o magistrado, o cumprimento deve ser imediato, ainda que a Anvisa decida questionar a decisão. O caso ainda será julgado no tribunal, em segunda instância, mas não há prazo. Enquanto isso, o tratamento já pode ser iniciado.

O médico Leandro Ramires, que tem um filho em tratamento com óleo à base de canabidiol, explica a diferença do uso das substâncias CBD e THC, os componentes mais conhecidos da maconha.
“O CBD é excelente para quem tem convulsões cerebrais, pois estabiliza o sistema nervoso e impede que descargas de nervos transmissores aconteçam. Já o THC bloqueia o impulso nervoso responsável pela dor, por isso diminui as contraturas como as da Juliana, que tem compressão da medula nervosa. O tetraidrocanabinol também potencializa o efeito de analgésicos comuns”, disse. Segundo o médico, a morfina, por exemplo, causa mais dependência química e psíquica que o THC.


Pedido excepcional de importação

A Anvisa informou que criou mecanismos para que as pessoas possam importar medicamentos sem registro no Brasil, evitando a necessidade de demandas judiciais. O procedimento pode ser feito por meio de um "pedido excepcional de importação" para uso pessoal.
Para isso, é necessário que o paciente envie uma solicitação, contendo prescrição médica detalhada com assinatura e carimbo do médico, laudo médico descrevendo o caso e justificando a utilização do medicamento não registrado no Brasil e termo de responsabilidade assinado pelo médico e paciente ou responsável legal. De acordo com a assessoria da Anvisa, os pedidos levam em média uma semana para apreciação e autorização.


Juliana Paolinelli hoje em dia precisa usar um vaporizador (à esquerda) abastecido com maconha em forma líquida. Antes, ela chegou a usar uma bomba de morfina (à direita) dentro do corpo   (Foto: Humberto Trajano / G1) 
Juliana de Paolinelli, hoje, usa um vaporizador (à esquerda) abastecido com maconha em forma líquida; antes, ela chegou a usar uma bomba de morfina (à direita) dentro do corpo 
(Foto: Humberto Trajano / G1)

Rua segue interditada para teste do projeto em Formiga, MG.

Rua segue interditada para teste do projeto em Formiga, MG

Proposta é que a Rua Pio XII seja transformada em um calçadão.
Trânsito de veículos no local fica interditado até este sábado (30).

 
Do G1
 
Rua Pio XII Formiga MG  (Foto: Prefeitura de Formiga/Divulgação)Rua recebeu arborização e objetos 
para simular calçadão 
(Foto: Prefeitura de Formiga/Divulgação)


A Rua Pio XII, no Centro de Formiga, continua interditada para o trânsito de veículos até este sábado (30). A interdição começou na quarta-feira (27), para o teste do projeto “Shopping a Céu Aberto”, idealizado pela Associação Comercial, Industrial de Serviços e Agronegócios de Formiga (Acif), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Unifor, Sicoob Centro-Oeste e a Prefeitura.
O projeto é resultado de um estudo dos alunos de arquitetura e urbanismo da Unifor, sob supervisão da professora Marianna Mattos. Ele foi apresentando em março deste ano e propõe a criação de um calçadão na Rua Pio XII. A ideia é que proibindo o trânsito de veículos, possibilite maior circulação da população no local.
O teste foi aplicado nesta semana para que os moradores possam ter uma percepção de como funcionará o projeto. Ainda seguindo a proposta do projeto urbanístico e arquitetônico, a rua também passaria por novos mobiliários urbanos, arborização, instalação de bancos e um espaço de grande circulação de pedestres.
“A aplicação desse novo espaço poderá promover encontro entre a comunidade, melhorar o acesso dos consumidores às lojas, realização de eventos públicos como forma de promoção do comércio, além de ser um espaço agradável para o descanso dos funcionários em horários de almoço, favorecendo uma maior produtividade e a humanização do espaço urbano”, explicou a professora.
Esse teste foi uma das etapas para saber a viabilização do projeto para definir se ele poderá ser implementado na cidade.

Mulheres da 'Cidade de beldades' de MG negam campanha para atrair maridos.

'Cidade de beldades' desmente boato internacional de 'campanha por homens'

Reportagens na imprensa estrangeira descreveram Noiva do Cordeiro, MG, como paraíso de "garotas de extrema beleza em busca maridos".

 
Da BBC
 
Mail Online: 'Cidade no Brasil composta inteiramente por mulheres fez apelo por solteiros'.  (Foto: Mail Online / Via BBC)Mail Online: 'Cidade no Brasil composta
inteiramente por mulheres fez apelo por solteiros'.
(Foto: Mail Online / Via BBC)

O pequeno distrito de Noiva do Cordeiro, a 100 km de Belo Horizonte, andou causando frisson na imprensa estrangeira - mas as reportagens não falavam sobre a criação de gado ou a produção artesanal de roupas pela cooperativa local.
Em pelo menos três jornais britânicos, sites de notícias em inglês, além de veículos turcos, tailandeses, norte-americanos, italianos e indianos, o vilarejo foi descrito como terra natal de "600 mulheres exóticas e solteiras", todas entre "20 e 25 anos", que teriam criado uma campanha para atrair homens e reverter a escassez masculina na região.

Metro: 'Alerta a todos os solteiros: esta cidade é inteiramente composta por mulheres extremamente atrativas' - e elas estão em busca de homens. (Foto: Metro / Via BBC)Metro: 'Alerta a todos os solteiros: esta cidade é
inteiramente composta por mulheres extremamente atrativas' - e elas estão em busca de homens.
(Foto: Metro / Via BBC)

Manchetes como "Habitat de Beldades em Busca de Homens" e "Lugar Exclusivamente Ocupado por Garotas de Extrema Beleza Quer Atrair Maridos" causaram entre alguns leitores estrangeiros - a ponto de chegar ao topo da lista de mais lidas do jornal britânico The Telegraph.
Não seria difícil adivinhar que a história não fosse bem essa.
A população de Noiva do Cordeiro, segundo os moradores, não é composta por "600 solteiras", mas por aproximadamente 300 pessoas, homens e mulheres, em proporção similar.
Elas não têm "entre 20 e 25 anos" - são crianças, adolescentes, mães e idosas.
Principalmente: não há campanha alguma em busca de maridos.

 Mirror: 'Cidade cuja população é inteiramente de
mulheres bonitas e jovens faz apelo por homens
solteiros'. (Foto: Mirror / Via BBC)
Mirror: 'Cidade cuja população é inteiramente de mulheres bonitas e jovens faz apelo por homens solteiros'. (Foto: Mirror / Via BBC)Contexto

Quem desmente é Rosalee Fernandes, de 49 anos, moradora do local desde a infância. Ela é uma das "entrevistadas" que aparecem em jornais como os britânicos Daily Mail e o Metro, e em websites como o Huffington Post.
"Com certeza não tem campanha nenhuma. Não dei entrevista. Colocar a gente nessa situação é um absurdo."
Noiva do Cordeiro fica numa área rural na região metropolitana de Belo Horizonte. "O que acontece é que os nossos maridos trabalham em BH durante a semana. Mas ninguém aqui está desesperada, não, senhor, somos trabalhadoras", diz.
Na capital, os homens costumam trabalhar como operários em fábricas.


Pelo Facebook, mulheres da comunidade divulgam fotos de eventos como coral e festas de 'halloween' (Foto: Facebook Noiva do Cordeiro / Via BBC) 
Pelo Facebook, mulheres da comunidade divulgam fotos de eventos como coral e festas de 'halloween' (Foto: Facebook Noiva do Cordeiro / Via BBC)
 
 
A BBC Brasil conversou com outras duas moradoras da cidade para matar a charada. As frases incluídas nas reportagens parecem ter sido deliberadamente copiadas, fora de contexto, de uma matéria da revista Marie Claire publicada em 2009.
No texto, que mostra como a cooperativa local criada pelas mulheres se tornou exemplo de organização entre as moradoras, uma das entrevistadas diz que há poucos homens solteiros e que boa parte deles são parentes.
O que não significa que haja uma "campanha em busca de maridos".
"A internet aqui é do governo e caiu há uns dias. A gente está sem acesso a nada e não faz ideia do que está saindo sobre nós", disse Rosalee.
As fotos das falsas reportagens, que mostram as mulheres em poses e trajes provocantes, foram tiradas numa festa à fantasia e publicadas na página da associação local no Facebook.


Respeito

O vilarejo é composto por pessoas de origem humilde, na maioria sem ensino médio completo, que se organizam numa cooperativa onde tudo é decidido coletivamente.
Diariamente, elas trabalham na lavoura ou na produção de peças de artesanato, como tapetes, colchas e lingeries, e produtos rurais, derivados do leite e da pecuária.
Na ausência de homens nos dias úteis, a associação local foi o caminho encontrado pelas mulheres para se ajudar mutuamente e enfrentar o preconceito dos vilarejos do entorno.
É que, no passado, moradores das cidades vizinhas chegaram a taxar as moradoras como prostitutas - pelo simples fato de estarem desacompanhadas.
Juntas, elas dizem ter conseguido complementar a renda familiar por meio do trabalho coletivo, além de se ocupar nos períodos de ausência dos maridos.
Principalmente, dizem, acham que conseguiram impor respeito.
"Por favor, vocês precisam nos ajudar a desmentir esse boato, moço", pede Rosalee. "Isso aqui é terra de gente digna."