segunda-feira, 14 de julho de 2014

Após vexame no final da Copa, Felipão não é mais técnico da Seleção.

Após vexame no final da Copa, Felipão não é mais técnico da Seleção

Yahoo Brasil
Felipão faz careta durante a disputa pelo terceiro lugar na Copa do Mundo, entre Brasil e Holanda, em Brasília, que terminou com a derrota dos brasileiros por 3 a 0 no dia 12 de julho de 2014

Felipão faz careta durante a disputa pelo terceiro lugar na Copa do Mundo, entre Brasil e Holanda, em Brasília, que terminou com a derrota dos brasileiros por 3 a 0 no dia 12 de julho de 2014
Luiz Felipe Scolari não é mais técnico da Seleção. Após o atropelamento da Alemanha por 7 a 1, nas semifinais, e a derrota na disputa do terceiro lugar para a Holanda por 3 a 0, o treinador perdeu o comando e está fora.
Felipão assumiu o Brasil no ano passado, um pouco antes da Copa das Confederações, e conquistou o título em cima da Espanha, vencendo por 3 a 0 no Maracanã. Foram 29 jogos no comando da Seleção, com 19 vitórias, seis empates e quatro derrotas. Na Copa do Mundo deste ano, foram sete jogos, com duas derrotas, três vitórias e dois empates.


Felipão afirmou que esta terça foi o pior dia da sua vida (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)
Felipão afirmou que esta terça foi o pior dia da sua vida (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)


Apósa partida contra a Holanda, no estádio Mané Garrinha, em Brasília, Felipão entregou o cargo como estava combinado com a cúpula da CBF. Porém, a entidade não tinha dado uma resposta. Na noite deste domingo (13), a decisão de Luiz Felipe Scolari foi aceita e ele não dirige mais a Seleção. Carlos Alberto Parreira, Murtosa e todos os integrantes da comissão técnica também foram demitidos.

A CBF ainda não oficializa a queda do treinador, mas o anúncio será feito na manhã desta segunda-feira (14). Agora, o Brasil busca novos rumos e um treinador para iniciar a preparação em busca da sexta estrela no Mundial da Rússia de 2018.


Aclamado no início, criticado no final

Felipão chegou na Seleção poucos meses depois da derrota brasileira para o México na decisão da Olimpíada de Londres, em 2012. Em novembro, com Mano Menezes já minado, Scolari aceitou o cargo e trouxe Parreira. A dupla campeã era o grande trunfo de José Maria Marín. A vitória na Copa das Confederações colocou o Brasil como grande favorito para a

A Copa do Mundo começou. A Seleção virou contra a Croácia e venceu por 3 a 1. Em seguida, o país empatou com o México em 0 a 0, com grande atuação do goleiro rival Ochoa. O Brasil finalizou a primeira fase contra Camarões e venceu por 4 a 1. Com isto, garantiu a primeira posição do Grupo A.

Nas oitavas de final, no Mineirão, o Brasil sofreu para bater o Chile, nos pênaltis. Nas quartas de final, em atuação melhor, o time venceu a Colômbia por 2 a 1, mas perdeu Neymar com uma lesão na terceira vértebra lombar.

Sem Neymar e em clima de luto, a Seleção, novamente no Mineirão, foi goleada por 7 a 1 pela Alemanha, no que o técnico classificou como uma pane inexplicável. Em seguida, na disputa pelo terceiro lugar, no sábado, foi novamente derrotada, agora pela Holanda, por 3 a 0.

Nenhum comentário:

Postar um comentário