segunda-feira, 14 de julho de 2014

Após raio em mãe, bebê tem 'cabelo elétrico'.

Bebê que nasceu depois de mãe ser atingida por raio tem 'cabelo elétrico'

Menina de 1 ano ainda teve danos neurológicos por causa do acidente.
Raio atingiu pai e mãe do bebê, que foram hospitalizados e se recuperaram.

Do G1

 
Kendra Villanueva e a filha Kimberly Gordon; garota
nasceu após mãe ser atingida por raio (Foto:
Reprodução/Facebook/Kendra Villanueva)
Kendra Villanueva e a filha Kimberly Gordon; garota nasceu após mãe ser atingida por raio (Foto: Reprodução/Facebook/Kendra Villanueva) A menina Kimberly Gordon nasceu em 4 de julho do ano passado, depois que sua mãe foi atingida por um raio na cidade de Albuquerque, nos Estados Unidos. Kendra Villanueva foi levada às pressas para o hospital, onde foi submetida a uma cesárea de emergência, de acordo com a "ABC News". Mãe e filha sobreviveram. Um ano depois do acidente, Kimberly sofre com danos neurológicos e seus cabelos arrepiados parecem estar sob o efeito da eletricidade estática.
De acordo com o corpo de bombeiros da cidade de Albuquerque, Kendra Villanueva e o namorado Ian Gordon foram encontrados desorientados, deitados no chão ao lado de uma árvore durante uma tempestade. O casal foi levado ao hospital, onde Kendra, grávida de 38 semanas, passou por uma cesárea.
Devido ao raio que os atingiu, Gordon teve o tímpano perfurado e Kendra teve um ferimento em uma das mãos. O casal teve alta dois dias depois, mas Kimberly permaneceu sob supervisão médica por mais tempo. "Os primeiros seis meses foram um pouco difíceis, ela tinha muita dificuldade de dormir", disse Gordon ao canal "KOAT 7".
Segundo informações do veículo, hoje a criança ainda não consegue se sentar sozinha e também tem problemas de digestão. "É difícil ver que ela não consegue comer como deveria, apenas através do tubo (de alimentação). Mas, apesar disso, estou feliz que ela tenha sobrevivido a tudo isso", disse a mãe ao canal.
Outro possível efeito colateral do acidente é o fato de a garota ter cabelos permanentemente arrepiados, como se ainda estivessem sob o efeito da eletricidade estática. Devido à raridade do caso, os médicos ainda não sabem dizer como Kimberly deverá se desenvolver e nem conseguem explicar o cabelo "elétrico" da garota.

Menina Kimberly Gordon, hoje com um ano, nasceu depois de mãe ser atingida por um raio (Foto: Reprodução/Facebook/Kendra Villanueva) 
Menina Kimberly Gordon, hoje com um ano, tem cabelos permanentemente arrepiados 
(Foto: Reprodução/Facebook/Kendra Villanueva)

Nenhum comentário:

Postar um comentário