quarta-feira, 23 de julho de 2014

Adolescente faz menina refém em escola e é morto por PM em MG.

Adolescente faz menina refém em escola e é morto por PM em MG

Rapaz invadiu unidade de ensino em Ituiutaba com um facão.
Aluna contou que conheceu rapaz pela internet, diz diretor da escola.

 
Alex Rocha e Brenda Coelho Do G1 

 
Adolescente invadiu escola, causou confusão e
acabou sendo morto (Foto: Marcelo Honorato/ G1)
Escola Municipal Machado de Assis Ituiutaba  (Foto: Marcelo Honorato/ G1) Um adolescente de 17 anos foi morto pela polícia após invadir a Escola Municipal Machado de Assis em Ituiutaba e fazer uma aluna refém na tarde desta terça-feira (22). Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Militar, o rapaz estava bastante exaltado e chegou a ferir um polícial militar e a garota, o que resultou na reação da polícia em disparar contra ele.
O policial Michel Leandro Abraão participou da ação e contou como tudo aconteceu. "Deslocamos um grande efetivo para o local e seguimos todos os protocolos na ocorrência. Iniciamos uma longa negociação, mas o rapaz não cedia, ameaçava a menina com um facão afiado. Quando se percebeu que ele ia realmente cortar o pescoço dela, os policiais se aproximaram do rapaz, seguraram o facão e um PM até cortou a mão. Para salvar a vida da menina foi necessário efetuar disparo de arma de fogo", justificou o policial.
Segundo o diretor da escola, Mário Calil Sobrinho, a estudante feita refém conheceu o adolescente pela internet. "Ele mora em Capinópolis, segundo informações que temos. Os dois portões da escola não ficam abertos, então não foi falta de segurança. Ele chegou e empurrou a moça que toma conta da entrada e foi até o pátio durante o recreio. Lá ele localizou a menina, colocando um facão no pescoço e feriu o dedo dela. Conversei com ela, que estava muito nervosa, e ela me disse que conheceu ele pela internet”, afirmou.
A subsecretária municipal de Educação, Alciene Franco, afirmou que no momento do ocorrido havia cerca de mil alunos na instituição e que o local foi interditado.
Sobre o apoio da polícia, ela disse que existe a Patrulha Escolar. “O município conta com este trabalho que dá suporte às escolas, porém é realizado nos horários de entrada e saída dos alunos. Mas na escola mesmo, temos o porteiro”, explicou.

Por meio de nota da Prefeitura, a Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer informou que a escola conta com um portão que fica trancado durante o período de aula, bem como com um porteiro que fica no local em tempo integral, contudo, o jovem pulou o muro em local não vigiado, mas que a direção da escola também avaliará essa situação.
A secretária da pasta, Lázara Maria Souza, está em viagem para Belo Horizonte e retorna nesta quarta-feira (23).


Policial

O comandante da Polícia Militar, major Fialho, afirmou que o militar que efetuou disparo aguarda resposta da Justiça Militar sobre a penalidade aplicada. Ainda segundo ele, o adolescente havia informado a familiares que mataria a estudante. “Ele (o adolescente) tinha falado com a mãe que mataria a menina ou se mataria. A tia dele que mora em Ituiutaba também confirmou isso para nós da Polícia Militar. Diante da ação, o militar agiu em legítima defesa de terceiros. Isso é um crime militar, já que ele estava em serviço. Está sendo feito o laudo de prisão em flagrante e encaminharemos para a Justiça Militar que definirá se ele vai responder em liberdade ou não. Mas a princípio ele está detido e teremos uma resposta nesta quarta-feira”, afirmou.


Nota de pesar

A Prefeitura de Ituiutaba emitiu uma nota de pesar lamentando o ocorrido na Escola Municipal Machado de Assis. O comunicado informa que as aulas serão suspensas nesta quarta-feira, a fim de contribuir para a apuração dos fatos.
A nota ainda diz que "a direção da escola aguarda as informações oficiais por parte da polícia para expedir ainda nesta quarta-feira uma 'nota oficial' quanto ao fato ocorrido".

Escola Municipal Machado de Assis Ituiutaba  (Foto: Marcelo Honorato/ G1) 
A escola foi interditada após o ocorrido (Foto: Marcelo Honorato/ G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário