terça-feira, 3 de junho de 2014

Barça cometeu crime na compra de Neymar, conclui juiz.

Barça cometeu crime na compra de Neymar, conclui juiz

Clube terá que pagar 9 milhões de euros por irregularidades na contratação do atacante, revela rádio espanhola. Sandro Rosell será intimado a depor

Sandro Rosell, presidente do Barcelona, com Neymar, na apresentação do jogador ao clube, em 2013
 
Sandro Rosell deixou a presidência do Barcelona em janeiro, após a revelação das primeiras irregularidades (Europa Press/Getty Images)

 
A Agência Tributária da Espanha concluiu nesta terça-feira que o Barcelona cometeu crime fiscal na contratação do brasileiro Neymar, em maio do ano passado. De acordo com informações da rádio espanhola Cadena SER, o juiz responsável pelo caso, Pablo Ruz, recebeu provas de que o clube catalão sonegou 9 milhões de euros (cerca de 27 milhões de reais) durante a negociação com o Santos. 

Ainda de acordo com a rádio, o Barcelona deverá responder em juízo à acusação. O ex-presidente do clube, Sandro Rosell, também será intimado a prestar depoimento. Em janeiro, Rosell renunciou à presidência do Barça após serem reveladas as primeiras irregularidades na negociação de Neymar.
Em fevereiro, o Barcelona pagou 13,5 milhões de euros (cerca de R$ 45 milhões) ao fisco espanhol por ter escondido esta quantia da negociação. A punição, no entanto, não livra o clube da nova acusação, pois o pagamento aconteceu como medida preventiva, antes de a investigação ter sido efetivamente iniciada.
Ainda no início deste ano, o novo presidente do Barça, Josep Maria Bartomeu, alterou o valor oficial da transferência do Neymar. Segundo ele, o preço do atacante subiu de 57, 1 milhões de euros (176 milhões de reais) para 86 milhões de euros (265, 6 milhões de reais), incluindo itens como bônus por assinatura, direitos de marketing e acordo de prioridade na compra de jogadores do Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário