segunda-feira, 19 de maio de 2014

PRF suspeita que ônibus que caiu em ribanceira estava em alta velocidade em Luz, MG.

PRF suspeita que ônibus que caiu em ribanceira estava em alta velocidade

Também chovia na hora do acidente; causas serão investigadas.
Nove morreram e 45 ficaram feridos neste domingo (18) em Luz, MG.

Anna Lúcia Silva Do G1 

Acidente deixou nove mortos e 45 feridos
(Foto: Reprodução/TV Integração)
Acidente deixou nove mortos em Luz (Foto: Reprodução/TV Integração) Excesso de velocidade e chuva podem ter causado o acidente com o ônibus de turismo que deixou nove mortos e 45 feridos, no início da noite deste domingo (19) na BR-262 em Luz. As suspeitas são da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que disse ainda que as causas serão apuradas pela perícia. "O acidente ocorreu provavelmente por conta da pista molhada e um possível excesso de velocidade", afirmou o inspetor da PRF, Arley Elias Menezes.
O ônibus caiu em uma ribanceira e no veículo estavam 52 passageiros, o motorista e um condutor auxiliar. No mesmo local do acidente, um caminhão desgovernado bateu na viatura do Corpo de Bombeiros que prestava socorro às vítimas, às margens da BR-262, e também caiu na ribanceira. O motorista foi socorrido com ferimentos leves. A rodovia ficou interditada nos dois sentidos por quase cinco horas devido aos dois acidentes.
Ainda segundo a PRF, o condutor do ônibus que seguia de Caldas Novas (GO) para Belo Horizonte perdeu o controle da direção, capotou às margens da rodovia e caiu em uma ribanceira de aproximadamente 15 metros.
Os feridos foram encaminhados para hospitais da região. A maioria deles foi para o Hospital Senhora  Aparecida em Luz. O aposentado João Dias teve ferimentos leves, mas perdeu a esposa com quem era casado há mais de 60 anos. "Paramos no restaurante, tomamos lanche, paradas normais. Depois disso andamos 20 minutos e logo senti o ônibus dançar na pista e balançar muito e vi que ia tombar”, contou.

Ônibus caiu em uma ribancenra de cerca de 15
metros  (Foto: Reprodução/TV Integração)
Ônibus caiu em uma ribancenra de aproximadamente 15 metros em Luz (Foto: Reprodução/TV Integração) O Corpo de Bombeiros de Nova Serrana também esteve no local e socorreu vítimas presas às ferragens. Sete morreram no local e dois não resistiram ao resgate. "Foi um trabalho muito complexo que exigiu vários militares e viaturas. No total foram conduzidas 47 vítimas para os hospitais. Só os bombeiros transportaram cerca de dez", disse o major do Corpo de Bombeiros, Manoel dos Reis.
Representantes da empresa Transjapa, responsável pelo ônibus, estiveram no local e apresentaram para a polícia toda a documentação do veículo, que está em dia e apto a fazer excursões. Na manhã desta segunda-feira (19), o advogado da empresa Jader Gomes disse ao G1 que está prestando todo auxílio necessário às vítimas.
“Já disponibilizamos serviço funerário, transporte para aqueles que tiveram condições de retornar para Belo Horizonte, hotelaria para parentes de feridos e qualquer outro apoio daremos mesmo após a perícia. Entendemos que foi uma fatalidade e sobre o uso do cinto de segurança, a empresa disponibiliza o item e estimula o uso, mas não há como sabermos se os passageiros estavam usando. Isso será apontado na perícia”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário