segunda-feira, 19 de maio de 2014

Facebook suspende conta por foto de beijo gay.

Facebook suspende conta de italiana por foto de duas mulheres se beijando

Segundo usuária, foto foi em manifestação a favor dos direitos dos gays.
Após repercussão, rede social liberou acesso à conta novamente.

Do G1
 
Imagem publicada por italiana no Facebook fez sua
conta ser suspensa (Foto: Arquivo Pessoal/Carlotta
Trevisan/Facebook)
Imagem publicada por italiana no Facebook fez sua conta ser suspensa (Foto: Arquivo Pessoal/Carlotta Trevisan/Facebook) Uma italiana teve sua conta do Facebook suspensa após ter publicado uma foto de duas mulheres se beijando, segundo ela, em manifestação a favor dos direitos dos homossexuais. Carlotta Trevisan, uma mãe de 28 anos, soube que sua conta foi bloqueada porque ela infringiu regras de uso da rede social de mais de 1 bilhão de usuários, mostrando imagens de "nudez e pornografia", de acordo com a mensagem enviada pelo Facebook.
A mulher publicou a imagem por conta do Dia Internacional Contra a homofobia e Transfobia, comemorado no sábado (17). Após alguns dias, contudo, ela recuperou sua conta e colocou a imagem "proibida" como sua foto de perfil.
A rede social, contudo, parece ter menos problemas com fotos e vídeos com violência explícita, já que este tipo de conteúdo, segundo a própria rede social, "não viola os padrões de comunidade do Facebook" ao ser denunciado pelos usuários que discordam com o compartilhamento destes materiais. Desse modo é comum encontrar vídeos de execuções com armas de fogo ou de decapitações compartilhados por usuários que dizem fazer isso para "condenar as ações".
Em 2013, um vídeo com uma mulher sendo decapitada foi compartilhado por usuários e o Facebook não o retirou imediatamente por considerar que ele não violava os termos do site porque quem estava compartilhando o fazia para condenar o ato. Após polêmica, o vídeo foi retirado do ar. Outros que apareceram na rede social ou foram mantidos mesmo com denúncias ou foram retirados do ar após usuários o denunciarem.
Já mães que publicaram fotos amamentando ou imagens a favor dos direitos dos homossexuais, com pessoas do mesmo sexo se beijando, não são aceitas pela rede social, que bloqueia a conta de quem publica este tipo de conteúdo.
No caso de Carlotta, foram denúncias contra a imagem que possivelmente fizeram sua conta do Facebook ser suspensa. Ela contou ao jornal "La Stampa" que um usuário disse que a imagem era "nojenta" e outro disse que "precisava proteger seus filhos pequenos". O Facebook entrou em contato com a italiana pedindo para retirar a imagem do ar. Ao recusar, a rede social ameaçou dizendo que suspenderia sua conta.
Carlotta disse ao jornal que a imagem que ela publicou é de um banco de imagens e que ela é popularmente usada para representar a união homossexual. "Qual o dano que essa foto pode trazer, especialmente quando há muitas outras como esta que podem ser encontradas no Google? Como uma imagem pode provocar algo como isto? Quando vejo pessoas do mesmo sexo se beijando eu só vejo amor, nada mais".
Ela contou ao "La Stampa" que tem medo que outras mulheres mais jovens sofram preconceito por apoiar as causas homossexuais.
Procurado pelo jornal, o Facebook não quis comentar o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário