quinta-feira, 24 de abril de 2014

Criança com leucemia pode morrer se não for transferida de Divinópolis, MG.

Criança com leucemia pode morrer se não for transferida de Divinópolis

Laudo médico apontou estado de saúde de menina de cinco anos.
Família espera transferência para Barretos, pois cidade não há tratamento.

Anna Lúcia Silva Do G1

Criança está interada em Divinópolis agurdando
transporte (Foto: Reprodução/TV Integração)
Criança está interada em Divinópolis agurdando transporte (Foto: Reprodução/TV Integração) Uma menina de cinco anos, internada há três dias com leucemia, corre risco de morte conforme apontou relatório médico feito na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto em Divinópolis. De acordo com mãe Maysa Rafaela Chagas, a criança está internada para controlar a febre desde a última terça-feira (22), data em que os sintomas começaram a aparecer. De acordo a Secretaria de Saúde do município, Divinópolis não há atendimento oncológico para crianças.
Segundo a família, a única vaga encontrada para iniciar com urgência uma quimioterapia foi em Barretos (SP). Porém, a criança não tem condições físicas para viajar de carro ou de ônibus. Por isso é necessário transporte aéreo. A Prefeitura tentou na manhã desta quinta-feira (24) o transporte junto à Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) que em nota disse que está tomando as devidas providências.
Segundo Maysa, a criança começou a apresentar sintomas na segunda-feira (21), com dor no corpo e febre de mais 39 graus. "Nunca imaginei que era leucemia, fiquei transtornada quando li o relatório. Ela nunca apresentou ter nada tão grave, só mesmo dor de garganta, febre, mas o que é comum em crianças", disse.

Relatório médico aponta risco de morte  (Foto: Reprodução/TV Integração) 
Relatório médico aponta risco de morte (Foto: Reprodução/TV Integração)
 
 
A criança fez exames de sangue logo quando chegou à UPA e foi constatada, no primeiro momento, leucemia mas ainda não foi informado qual tipo da doença. No relatório ainda consta que a menina precisa iniciar com urgência uma quimioterapia. "Ela está com manchas roxas no corpo e está fraca. O sistema imunológico está muito fraco de acordo com o médico", contou a mãe, que destacou que em Barretos a filha fará os exames para descobrir o grau e qual o tipo de leucemia ela tem.
"Em seguida ela começará o tratamento e ficará internada. Estamos aguardando a transferência o mais rápido possível porque minha filha não pode esperar", finalizou.
A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, por meio da Superintendência Regional de Saúde de Divinópolis, informou através de nota que a paciente já foi cadastrada no SUS Fácil, central de leitos do Estado de Minas Gerais. Também disse que providências para o transporte da paciente para Barretos já estão sendo tomadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário