quinta-feira, 27 de março de 2014

Servidores em greve se reúnem em frente à Prefeitura de Divinópolis, MG.

Servidores em greve se reúnem em frente à Prefeitura de Divinópolis

Eles são contra o aumento de 5,56% e reclamam da falta de diálogo.
Assembleia nesta quinta-feira (27) definirá se paralisação continua.

Do G1 

Grupo se reuniu na manhã desta quinta-feira (27)
(Foto: Reprodução/TV Integração)
manifestação protesto servidores municipais Prefeitura Divinópolis MG (Foto: Reprodução/TV Integração)Conforme anunciado nesta quarta-feira (26), os servidores municipais pararam as atividades e foram com faixas e cartazes para a porta da Prefeitura de Divinópolis na manhã dessa quinta-feira (27). Eles protestam contra a falta de diálogo entre o Sindicato dos Trabalhadores Municipais (Sintram) e administração municipal durante as reivindicações da categoria. Outra reclamação é sobre o reajuste salarial de 5,56% anunciado pela Prefeitura nesta quarta. Ainda nessa quinta, uma assembleia será realizada, às 16h, para definir se a paralisação continua. A produção do MGTV entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura que ficou de enviar uma nota sobre a manifestação.
De acordo com a diretora do Sintram, Ivanete Ferreira, uma lista de reivindicações foi encaminhada ao Executivo no final de 2012. "Voltamos a insistir no diálogo no ano passado e por manobras da Prefeitura não chegamos a nenhum resultado prático", disse.
Segundo o presidente do Sintram, João Madeira, outra reivindicação foi o reajuste do vale-alimentação, que permanece o mesmo valor há sete anos e teria sido negado pelo Executivo. "Isso não é um reajuste proposto pelo prefeito, mas sim uma conquista que o servidor teve em 2008 quando conseguimos o acúmulo da perda do poder de compra ao longo de 12 meses", comentou João.
Centenas de servidores de diversas áreas pediram a realização de um concurso público e a redução do número de funcionários contratados. "O recrutamento por fora do concurso público favorece o 'apadrinhamento', políticos e a entrada de empresas que são alheias à qualidade do serviço prestado", argumentou a diretora do Sindicato dos Trabalhadores da Educação Municipal de Divinópolis (Sintemmd), Maria Aparecida de Oliveira.
A categoria quer ainda que uma auditoria seja realizada no Instituto de Previdência do Município (IPM). "Queremos essa auditoria neutra para que seja passado ao servidor os dados reais de como está a nossa previdência", explicou João Madeira.

manifestação protesto servidores municipais Prefeitura Divinópolis MG (Foto: Reprodução/TV Integração) 
Manifestantes se concentraram em frente ao prédio da Prefeitura de Divinópolis
(Foto: Reprodução/TV Integração)
 
 
Decreto autoriza reajuste salarial

Durante uma entrevista coletiva, o prefeito de Divinópolis Vladimir Azevedo (PSDB) assinou um decreto autorizando o reajuste salarial dos servidores municipais em 5,56%, a partir de abril. O Sintram questionou esse reajuste e reivindicou outras medidas.
“Tentamos oito negociações. Nesse sentido a assessoria da Prefeitura não apresentou nenhuma mesa direta de negociações e nem o gabinete”, disse a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação Municipal do Município de Divinópolis (Sintemmd), Cida Oliveira.
De acordo com a Prefeitura, o aumento significa um impacto de R$ 600 mil por mês na folha de pagamento. "Há um descompasso muito grande. Não se consegue com a receita acompanhar o índice de crescimento da folha”, informou o secretário de Administração, Beto Machado. A assembleia será realizada no Sindicato dos Metalúrgicos, que fica na Rua Pernambuco, nº 534, no Centro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário