domingo, 16 de março de 2014

Resultado parcial revela que 95% dos crimeios querem se unir à Rússia.

Resultado parcial revela que 95% dos crimeios querem se unir à Rússia

50% das urnas foram apuradas e resultado deve sair até esta segunda.
Estados Unidos e União Europeia não reconhecem referendo.

Do G1, com agências internacionais
 
 
Povo da Crimeia se juntou para acompanhar a apuração dos votos  (Foto: Dimitar Dilkoff/AFP) 
Povo da Crimeia se juntou em praça da cidade de Simferopol para comemorar e acompanhar a
apuração dos votos do referendo realizado neste domingo (Foto: Dilmitar Dilkoff/AFP)

 
O resultado parcial da apuração dos votos sobre o referendo na Crimeia revelam que 95,5% dos votos apoiaram a união da República Autônoma da Crimeia à Rússia, de acordo com a agência de notícias Associated Press. Metade das urnas já foi apurada.

Pouco antes, logo após o encerramento da votação às 20 horas locais (15 horas de Brasília), uma pesquisa de boca de urna apontava que 93% da população do território optaram pela anexação da região com a Rússia. O levantamento foi feito pelo Instituto de Pesquisa Política e Sociológica da República da Crimeia e foi divulgado pelos meios de comunicação russos.
 
Entenda a crise na Crimeia (Foto: Arte/G1) A anexação, no entanto, promete não ser fácil. Os Estados Unidos voltaram a rejeitar neste domingo o referendo e criticaram as ações "perigosas e desestabilizadoras" de Moscou na crise.

"Esse referendo é contrário à Constituição da Ucrânia, e a comunidade internacional não reconhecerá os resultados desta votação realizada sob ameaças de violência e intimidação por parte da intervenção militar russa", declarou o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney.


A votação

Os cidadãos de origem étnica russa formam 58% da população da região da Crimeia. As minorias ucraniana e tártara decidiram boicotar a votação. O número total de pessoas aptas a votar era de 1,5 milhão. Após o fechamento dos colégios, a comissão eleitoral informou que a participação foi superior a 80%. Na cidade de Sebastopol, onde a frota russa do Mar Negro tem sua base, e com um estatuto especial, o número chegou a 85%.

Agências de notícia russas chegaram a anunciar que o resultado seria mais de 90% dos votos a favor da anexação.

Milhares de manifestantes partidários da Rússia fizeram atos por toda a Ucrânia. Na cidade de Donetsk, no leste do país, um desses grupos invadiu o prédio da

Promotoria e o das forças de segurança para exigir a libertação de um ativista que havia sido preso na semana anterior.

Em Simferopol, capital da Crimeia, uma multidão favorável à anexação aguarda na praça principal pelos primeiros resultados das urnas.

Na cédula de votação os eleitores foram questionados se desejam que a Crimeia volte a fazer parte da Rússia. Uma segunda questão questionava se a Ucrânia deveria retornar ao status que tinha na Constituição de 1992, quando, mesmo dentro do território ucraniano, tinha mais autonomia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário