terça-feira, 25 de março de 2014

Profissionais do programa 'Mais Médicos' chegam a Divinópolis, MG.

Profissionais do programa 'Mais Médicos' chegam a Divinópolis

Cidade recebeu seis médicos nesta terça-feira (25); eles atuarão nos PSFs.
Segundo secretário de Saúde foram solicitados 20 médicos para a cidade.

Anna Lúcia Silva Do G1 


Profissionais do "Mais médicos" e o secretário de
saúde Davi Maia (Foto: Anna Lúcia Silva/G1)
Médicos irão integrar quadro de atençãop primária em Divinópolis (Foto: Anna Lúcia Silva/G1) Seis profissionais do programa do Governo Federal "Mais Médicos", entre eles cinco cubanos e um brasileiro, chegaram a Divinópolis nesta terça-feira (25). Eles vão atender nos postos do Programa Saúde da Família (PSF). De acordo com o secretário municipal de Saúde, Davi Maia, a previsão é de que outros dois médicos cheguem à cidade ainda nesta semana. O secretário informou ainda, que foram solicitados 20 profissionais do programa.
Na apresentação dos médicos na Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), um dos priofissionais foi eleito a falar pelo grupo. Entre sorrisos, Sixto Vladimir Garcia, que é cubano e médico há 26 anos, começou com um pedido de desculpas pelo idioma que ainda não é fluente e em seguida ressaltou que estar no Brasil faz parte de um sonho. Ele comentou que os profissionais sabem bem as dificuldades que devem enfrentar em relação à saúde em Divinópolis e que, quanto a isso, estão todos preparados. "Temos bastante experiência para trabalhar. Vir para Divinópolis foi uma surpresa assim como também ficamos surpresos com o acolhimento da população”, afirmou.
Os médicos passarão por um treinamento e acompanhamento de profissionais da Universidade Federal de São João Del-Rei (UFSJ) nos próximos dias. A partir da semana que vem eles estarão aptos a atender nos PSF's da cidade e no Distrito de Santo Antônio dos Campos. "Eles receberão monitoramento de médicos da UFSJ que serão feitos por visitas mensais dando todo o suporte necessário", contou o diretor da UFSJ, Eduardo Silva.
Os seis médicos que fazem parte do programa tem, em média, 15 anos de profissão, e são especialistas em saúde da família. "Acreditamos que o foco para reorganização da saúde seja investir na Estratégia de Saúde da Família (ESF). Cerca de 85% dos problemas da saúde são tratados nas localidades. É  possível, com muito esforço, que até 95% sejam tratados sem a necessidade algo mais complexo. Esses profissionais irão reforçar um time que contará com  mais de 72 médicos só para a Atenção Primária no município", concluiu o secretário.

Médicos do programa "Mais médicos" (Foto: Anna Lúcia Silva/G1) 
Médicos do programa têm em média 15 anos de profissão  (Foto: Anna Lúcia Silva/G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário