domingo, 23 de março de 2014

Adolescente morta em assalto no trabalho é enterrada em Itaúna, MG.

Adolescente morta em assalto no trabalho é enterrada em Itaúna

Gabriela entregou dinheiro aos ladrões, mas mesmo assim foi baleada.
Enterro ocorreu neste sábado (22), um dia após crime.

Do G1 

Gabriela levou um tiro mesmo depois de entregar
dinheiro (Foto: Reprodução/TV Integração)
adolescente Gabriela Oliveira morta tiro supermercado assalto Itaúna MG (Foto: Reprodução/TV Integração) O corpo da adolescente Gabriela Oliveira de 16 anos, morta após ser baleada durante assalto em um supermercado em Itaúna, foi enterrado na tarde deste sábado (22), no Cemitério Central. Os dois suspeitos ainda não foram localizados pela polícia. Segundo o delegado Wesley Amaral de Castro, a Polícia Civil investiga se a dupla participou de outros assaltos na cidade no mesmo dia do homicídio, nesta sexta-feira (21).
A vítima, que era operadora de caixa do supermercado, não reagiu ao assalto, mas mesmo assim foi baleada. No enterro, dor e revolta por parte dos amigos e familiares da adolescente que foi atingida por um disparo. “Ela era uma menina extremamente alegre, satisfeita com a vida, inclusive estava muito feliz com o emprego”, contou o pai da adolescente, Marcelo Nogueira Oliveira.
Pelas imagens do circuito interno do supermercado, a Polícia Civil investiga se o disparo que atingiu a adolescente foi acidental. “Analisando as imagens, o suspeito não tinha conhecimento para manusear a arma. Ele entrou no supermercado com o cano do revólver puxado e com o dedo no gatilho. Ao fazer um movimento para pegar o dinheiro, ele disparou”, informou o delegado Wesley.
A polícia também investiga se a bala que matou a adolescente atravessou o corpo da vítima e atingiu o outro suspeito que estava perto dela. “Não houve ferimento aparentemente. O movimento dele de levar a mão ao corpo parece ter sido pelo susto do disparo”, acrescentou o delegado.


supermercado adolescente morta assalto Itaúna MG faixa (Foto: Thiago Carvalho/G1)Uma faixa foi colocada no supermercado onde a
vítima trabalhava (Foto: Thiago Carvalho/G1)
 
 
De acordo com o dono do supermercado, que não quis ser identificado, nos últimos oito anos o lugar foi assaltado 22 vezes. A adolescente trabalhava no local há cerca de três meses e nunca havia presenciado um assalto. “É muito triste. Dá uma sensação de impotência porque várias vezes chamamos a polícia, eles faziam rastreamento e não encontravam os assaltantes. Não temos segurança nenhuma”, disse.


Assalto ao supermercado

As câmeras do circuito interno registraram quando os suspeitos chegaram ao supermercado armados. Eles abordaram a adolescente, que não reagiu e entregou o dinheiro. Apesar disso, a arma que estava na mão de um dos suspeitos disparou. Com o tiro, a adolescente caiu e os suspeitos fugiram. A vítima chegou a ser socorrida e encaminhada ao hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário