quarta-feira, 19 de março de 2014

'A verdade dói', diz jovem que chamou PM de 'lerda' na web em Oliveira, MG.

'A verdade dói', diz jovem que chamou PM de 'lerda' na web em MG

PM de Oliveira fez boletim de ocorrência e caso será investigado.
Vice-presidente da OAB diz que é preciso respeitar liberdade de expressão.

Marina Alves Do G1 

O G1 conversou na manhã desta terça-feira (18), com o jovem de 29 anos que chamou, no Facebook, a Polícia Militar (PM) de Oliveira de “lerda” e “especialista em agredir e multar veículos” . Segundo o jovem, que prefere não ter a identidade revelada, o comentário teria incomodados os militares pois “a verdade dói”. Para o vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Divinópolis, é preciso respeitar a liberdade de expressão. Já um advogado criminalista, que também comentou o caso, informou que em tese seria difamação, mas também pode se tratar de um desabafo.

desfocado processo difamação ofensa Facebook Polícia Militar PM Oliveira MG (Foto: Reprodução/Facebook) 
Internauta fez comentário em foto da Polícia Militar e pode ser processado 
(Foto: Reprodução/Facebook)
 
 
Para a reportagem o jovem afirmou que usou da liberdade de expressão para escrever o comentário. “Achei tudo isso muito estranho. Ao invés de correr atrás de criminoso na rua eles estão perseguindo pessoas no Facebook. Apenas fiz o uso da minha liberdade de expressão. O comentário doeu neles porque a verdade dói”, justificou.
Ainda de acordo com o jovem, ele não foi intimado pela Polícia Civil até o momento e, caso seja notificado, não pretende procurar um advogado.
Para o advogado criminalista Daniel Cortez, na teoria o caso pode ser tratado como difamação. “Em tese sim, pois ele estaria atingindo a reputação da PM, mas isso depende de quem está julgando o caso, pois isso também pode ser considerado como um desabafo por parte dele. Ele não estava citando com intenção um caso isolado, mas expondo a imagem que ele tem dessa instituição, que nesse caso é negativa”, explicou.
Segundo o vice-presidente da OAB em Divinópolis, Carlos Alberto Faustino, o Facebook abre espaço para o debate com comentários positivos e negativos. “A foto foi disponibilizada onde existe um espaço para fazer comentários e expor opiniões. Esse jovem tem o direito de escrever o seu ponto de vista sobre a PM, desde que não ofenda diretamente a instituição com ofensas que venham a imputá-la a alguma conduta criminosa. No meu ponto de vista, tem que ser respeitado o direito pleno de liberdade de expressão”, argumentou.


Comentário no Facebook

Nessa segunda-feira (17), a Polícia Militar registrou um boletim de ocorrência contra o jovem alegando difamação, após um comentário publicado em uma foto no Facebook, que informava sobre a apresentação de um projeto da Polícia Militar, no dia 14 de março. “Esse projeto não vai funcionar porque a PM em Oliveira é lerda. A qualquer hora os bandidos vão roubar a viatura deles durante a luz do dia e eles nem vão perceber. Mas para agredir trabalhador e multar veículos eles são especialistas”, escreveu o jovem.
O boletim foi encaminhado até a Delegacia da Polícia Civil, que já abriu um inquérito e continua em busca da localização do jovem. “Estamos apurando essas ofensas e agora buscamos o endereço do envolvido para que ele receba a intimação, já que ele foi identificado apenas na internet”, explicou o delegado de Carmo da Mata, Douglas Camarano de Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário