sábado, 30 de novembro de 2013

Virgem do leilão rebate críticas e compara virgindade a passagem bíblica.

Virgem do leilão, Catarina Migliorini rebate críticas e compara virgindade com passagem bíblica: ‘Vale mais do que o rubi’

Catarina Migliorini faz leilão para perder a virgindade
 
Catarina Migliorini faz leilão para perder a virgindade Foto: Reprodução

Ela está de volta e mais virgem do que nunca, garante a catarinense Ingrid Migliorini, que ganhou fama mundial como Catarina, a brasileira que lelilou sua virgindade pela internet no documentário "Virgins wanted", cobrando a baguetela de R$ 1,5 milhão. Como a experiência não deu certo, a estudante de 21 anos decidiu fazer um novo leilão, desta vez no Brasil, e criou o próprio site (Virgins Wanted2).
A atitude voltou a causar polêmica, mas quem disse que Catarina liga para isso? Em entrevista à Retratos da Vida, a jovem rebate as críticas, revela que posaria nua novamente e compara sua virgindade a uma passagem bíblica. "Na bíblia diz que a "virgindade vale mais do que o rubi" e o que eu achei interessante é que ambos são vermelhos, ou seja: a pedra por si só e o sangue que escorre de uma virgem", diz. Confira a seguir!


Por quê você decidiu leiloar a sua virgindade novamente?
Na verdade, não aconteceu o leilão quando anunciado da primeira vez e, então, eu decidi fazer meu próprio site e ver no que vai dar.


É verdade que sua mãe não gostou muito dessa ideia?
Minha mãe conversa comigo pacientemente como sempre fez sobre o que ela acha das coisas ou das minhas ideias, eu ouço tudo o que ela fala mas, a decisão final sobre o que me diz respeito, é minha.


Muitas pessoas te criticaram, dizendo que você quer aparecer com essa atitude...
Eu não estou pedindo a aprovação dessas pessoas para decidir o que eu devo ou não fazer e acho lamentável quem precisa da opinião de outros para decidir seus atos. E, quem diz que eu quero aparecer são justamente aqueles que fazem isso acontecer. Quem gosta de cuidar e criticar a vida alheia é porque no mínimo tem uma vida muito insignificante. Costumo sair de carro e, quando estou em locais públicos como praia e baladas, eu só ouço elogios.


Você posou para a "Playboy" na época do leilão. Pensa em posar de novo?
Se surgir oportunidade, sim.


Catarina Migliorini faz leilão para perder a virgindade
 
Catarina Migliorini faz leilão para perder a virgindade Foto: Reprodução
Você ficou um tempo sumida da mídia, o que fez nesse tempo?
Eu não vivo em função da mídia. Meu tempo é muito bem preenchido fazendo coisas que eu gosto como estudar, ler, jogar tênis, aulas de piano, tango e outros. Às vezes, até me falta tempo para fazer tudo o que eu gostaria. Estou em Buenos Aires mas moro fixo em Itapema (SC).


Como tem se sustentado?
Apenas estudo e posso contar com a minha família no que for preciso e necessário.


Quais são suas pretensões profissionais para o futuro? No que deseja trabalhar?
Desejo algumas coisas tanto no ramo dos esportes como no cultural, como também na área da Geografia, que é a disciplina que eu mais gosto. Acho interessante conhecer a localização das coisas na terra. Meus pais queriam que eu estudasse medicina, minha irmã mais velha é médica. Eu acho uma profissão muito nobre, mais não tenho dom para medicina.


Você diz que ainda é virgem. Como dribla a vontade de fazer sexo?
Eu sou virgem e é fácil driblar a vontade quando não se tem. Eu não estou apaixonada ou a fim de ninguém, nunca fiz sexo e por enquanto estou de boa com isso. Se algum dia eu me apaixonar por alguém e esse alguém se apaixonar por mim, nós vamos fazer sexo com desejo, não importa se eu serei virgem ou não.


E o assédio dos homens, aumentou depois da fama?
Sim, talvez seja porque eu percebo mais hoje do que antes. Ou, por eu ser uma pessoa de certa forma conhecida por muitos.


Quanto pretende arrecadar em dinheiro leiloando a virgindade?
Por ora, não estou fazendo cálculos com isso.


Que exigências você faz para quem pretende fazer um lance? Há alguma restrição?
Há várias restrições, uma delas é o uso de preservativos, as outras estão expostas no site.


Algo mais que gostaria de falar?
Sim, quero dizer que ser virgem ou não, nada tem de impressionante nisso. Virgindade no conceito socio-cultural religioso, é apenas um termo criado pela sociedade para reprimir os desejos sexuais principalmente das mulheres pelo menos até o casamento. Na verdade é só uma película que existe na entrada da vagina para sua proteção, nada mais. Não sou eu quem dou tal valor para a virgindade e sim algumas pessoas que possuem grande desejo de possuir uma virgem, talvez seja uma fantasia. Há uma passagem na bíblia que diz que a "virgindade vale mais do que o rubi" e o que eu achei interessante é que ambos são vermelhos, ou seja: a pedra por si só e o sangue que escorre de uma virgem. Bem, cada mulher sabe o valor do seu rubi, né? Ah, você poderia ajudar a divulgar meu instagram? É catarina_migliorini.

Igreja Santa Rita de Cássia é erguida com doações de fiéis em Divinópolis, MG.

Igreja Santa Rita de Cássia é erguida com doações de fiéis em Divinópolis

Em 2010 começaram as obras.
Local está em fase de acabamento.

Do G1 

Igreja de Santa Rita de Cássia está na fase de
acabamento (Foto: Reprodução/TV Integração)
comunidade do Bairro Jardim das Acácias tem levantado fundos para a construção de uma igreja em homenagem a Santa Rita de Cássia em Divinópolis MG (Foto: Reprodução/TV Integração) Desde 2010 a comunidade do Bairro Jardim das Acácias em Divinópolis tem levantado fundos para a construção de uma igreja em homenagem a Santa Rita de Cássia. Além de um templo para celebração da fé, o lugar também marcará a luta e união da comunidade.
Juares Rodrigues de Sousa é pedreiro há 15 anos e entre as várias obras em que trabalhou, ele disse considerar esta a mais especial. “É grande a satisfação de ter sido escolhido para trabalhar nesta construção. Um privilégio poder construir a casa de Deus”, contou, ele que conta com a ajuda do filho, que também trabalha na obra.
A obra fica em um terreno de 414 metros e está sendo feita graças às doações de toda a comunidade. A comerciante Sônia Graça de Melo Ribeiro é uma das doadoras. “No bairro que tem uma igreja as famílias participam mais, vão a missa e isso é muito bom porque tira as crianças da rua e toda a comunidade passa a seguir o bom caminho”, explicou.
Na parte de baixo há uma área de 204 metros quadrados. São nove cômodos que devem receber os projetos sociais e religiosos que a igreja desenvolve em cinco bairros próximos. “Temos a catequese que é realizada em um espaço pequeno e com essa nova construção teremos um lugar melhor para realizar nossas atividades”, disse o gerente de vendas José Valdivino da Costa.
Atualmente as missas e eventos são realizados em um espaço de 64 metros quadrados. O local é pequeno para a quantidade de fiéis. Depois que as obras da igreja estiverem concluídas, o espaço também será emprestado para a Associação de Moradores do Bairro Jardim das Acácias.
Enquanto a obra não é concluída, os devotos usam um espaço antigo. A estudante Ana Laura da Silva reserva um tempo para rezar e participar da catequese. “Fiz a primeira comunhão aqui, estou fazendo a perseverança e pretendo crismar na nova igreja”, comentou a estudante.
Mas ainda levará algum tempo para a obra ficar pronta. Atualmente ela está na fase de acabamento, que é a parte mais cara da construção e os recursos são poucos. “Ainda precisamos de mais doações. Falta a parte elétrica, vidros, dinheiro para a mão de obra, mas como essa obra é uma obra de Deus, tenho certeza que vamos conseguir conclui-la”, garantiu Sônia.
Depois de concluído, o local passará a pertencer a Paróquia de São Judas. “Essa é uma região que aglomera vários bairros da cidade e assim teremos uma presença maior dos fiéis”, argumentou o padre Moacir Chagas.
Para a comunidade, será a realização de um sonho. “Será uma vitória. Aqui vamos acomodar mais pessoas e para nós esse é um bem muito grande”, finalizou a costureira Francisca Aparecida Xavier de Sousa. O telefone para quem quiser fazer doações é o (37) 3213-6662.

Reajuste da gasolina e do diesel já começa a chegar aos postos do Brasil.

Reajuste da gasolina e do diesel já começa a chegar aos postos do Brasil

Petrobras elevou o preço da gasolina em 4% e o do diesel, em 8%.
G1 visitou mais de 30 postos; alguns elevaram os preços acima do previsto.

Do G1

Posto da Quadra 503 Norte, em Brasília, reajustou o valor da gasolina em 4,7% (Foto: Fausto Carneiro/G1) 
Posto da Quadra 503 Norte, em Brasília, reajustou o valor da gasolina em 4,7% 
(Foto: Fausto Carneiro/G1)
 
 
O reajuste no preço da gasolina e do diesel anunciado na véspera pela Petrobras já chegou a algumas bombas de combustível neste sábado (30). O G1 visitou mais de 30 postos de localizados nas capitais de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Pará, além do Distrito Federal e de Olinda, em Pernambuco, e constatou que o consumidor já começa a sentir no bolso a elevação de preços anunciada na sexta-feira (29). Segundo comunicado da Petrobras, a gasolina ficou 4% mais cara nas refinarias e o diesel, 8%.
Em alguns estabelecimentos, o reajuste excedeu a porcentagem informada pela empresa. No Rio, por volta das 9h30, o Posto São Jerônimo do Anil, da bandeira Shell, na Estrada de Jacarepaguá, Zona Oeste da cidade, já havia reajustado o valor da gasolina comum de R$ 2,999 para R$ 3,199, uma alta de 6,7%.
Em São Paulo, o gerente Rubens Costa do posto BR, localizado na Alameda Santos, Zona Central, disse que o reajuste deve acontecer somente na segunda-feira (3), mas ficará em torno de 6%. “O preço da gasolina, que agora está R$ 2,99, deve ir para R$ 3,19. Isso é o que estimamos.”
Ao longo deste sábado, outros postos do Rio e de São Paulo começarão a levar o reajuste às bombas. Na Zona Norte do Rio, a partir das 14h, o Posto Vianense Petróleo, na Rua Lino Teixeira, no Jacaré, passará o preço nas bombas de R$ 3,059 para R$ 3,139.
No Centro do Rio, o Posto BR Rias Baixas, na Avenida Presidente Vargas, informou que o novo valor precisa aparecer no sistema para reajustar na bomba. Às 9h43, o valor cobrado era de R$ 3,19.
Já na Zona Sul, em Botafogo, o Posto BR ADM, na Rua da Passagem, informou que o valor será reajustado ainda neste sábado de R$ 3,14 para cerca de R$ 3,20.
O Posto de Gasolina e Serviços Feirense, em São Cristóvão, informou que o reajuste acontecerá a partir de segunda-feira (2), sem precisar o valor. Neste sábado, o consumidor pagava R$ 3,099 pelo litro de gasolina comum.
Essa é a mesma situação de São Paulo, em que gerentes dos postos Ipiranga, da Rua Bernardino de Campos, e Shell, da Rua 13 de Maio, ambos na Zona Central, afirmaram que a mudança ocorrerá somente na segunda. Nestes postos, a gasolina está por R$ 2,69; o etanol, R$ 1,89; e o diesel, R$ 2,59.


Belo Horizonte

Em postos de combustível visitados pelo G1 em outras duas capitais, os preços começaram a ser reajustados, mas a elevação ficou abaixo do informado pela Petrobras.
Para Minas Gerais, o repasse para o consumidor deve ser de cerca 2,7% no valor da gasolina e de 6% no do diesel, de acordo com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais (Minaspetro), Paulo Miranda Soares. Ele ressalta que o reajuste, entretanto, varia em cada estabelecimento.


Em Minas, Marcelo Magno conseguiu abastecer ainda
com o preço sem reajuste (Foto: Raquel Freitas/G1)
Em Belo Horizonte, Marcelo Magno conseguiu abastecer ainda com o preço sem reajuste (Foto: Raquel Freitas/G1) Na região Noroeste da capital mineira, um dos postos localizados na Avenida Américo Vespúcio, já reajustara os preços antes mesmo da chegada de um novo carregamento de combustível: a gasolina passou de R$ 2,799 para R$ 2,899, e o diesel de R$ 2,497 para R$ 2,697, o que representa alta de cerca de 3,5% e de 8%, respectivamente. Segundo o gerente Júlio César Magalhães, o posto apenas repassou o aumento aos clientes para garantir a margem de lucro do estabelecimento.
Em outro posto na mesma avenida, o funcionário público Marcelo Magno conseguiu abastecer, nesta manhã, ainda com o preço sem o reajuste, pois os novos valores começaram a valer a partir das 13h deste sábado (30). “Caro é, mas fazer o quê?”, lamenta Magno sobre a elevação. No local, a gasolina subirá aproximadamente 3,5% e passará de R$ 2,89 para R$ 2,99. O diesel ficará cerca de 5,6% mais caro e passará de R$ 2,499 para R$ 2,639.


Campo Grande

Em Campo Grande, um estabelecimento na Avenida Tamandaré, na Vila Nasser, o litro da gasolina comum passou de R$ 2,94 para R$ 3,06 e o do diesel comum, de R$ 2,36 para R$ 2,48. O proprietário João Dassoler relatou que os preços foram reajustados com base no que foi repassado pela refinaria, mas podem ser alterados, para cima ou para baixo, já que os cálculos ainda estão sendo feitos.
No Jardim TV Morena, um posto na Rua Spipe Calarge reajustou o preço do litro do diesel de 2,47 para R$ 2,65. Segundo o gerente, Valdir de Souza, o preço do litro da gasolina comum, hoje de R$ 2,98, será reajustado nos próximos dias. O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Automotivos, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul (Sinpetro/MS) informa que repassar de imediato um reajuste ao consumidor é a prática mais comum entre os empresários.


Distrito Federal

O G1 visitou mais de 15 postos localizados na Asa Norte de Brasília. Destes, apenas dois reajustaram o valor. Em um estabelecimento localizado na Quadra 503 Norte, o reajuste para o consumidor foi de 4,7%, mais alto que o definido pela Petrobras para as refinarias. A gasolina passou de R$ 2,98 na noite de sexta para R$ 3,12 na manhã deste sábado.
O gerente do posto, que não quis se identificar, disse que a empresa recebeu de madrugada um caminhão de combustível já com novos preços e que o índice foi repassado ao consumidor. Ele afirmou que recebeu orientação dos donos do posto para aplicar um reajuste de 4,7%, mas disse que o preço pode ser revisto.
No posto da 102 Norte, a gasolina também já está com novos preços para os consumidores. O reajuste, porém, foi de 2% – o litro passou de R$ 2,99 para R$ 3,05. O frentista disse que o posto recebeu nova remessa de combustível na manhã deste sábado, já com reajuste da refinaria.


Belém

O G1 foi a três postos de combustível no centro de Belém e em nenhum o reajuste já foi aplicado. Nos locais visitados, a gasolina comum custa de R$ 2,77 a R$ 3,07. “Está cada vez mais complicado pagar pela gasolina. E eles querem cobrar o preço mais alto, porque ontem eu fui em cinco postos e não quiseram me vender porque queriam pegar o aumento de hoje”, afirma o eletricista morador de Belém, José Furtado, que tem carro e moto.
“Isso é um absurdo. Eu rodo 70 quilômetros por dia, uso o carro para tudo”, reclama o militar Samir, de 27 anos, que precisa se locomover de Ananindeua para Belém todos os dias. Ele estava em um posto no centro da capital, cujo valor da gasolina estava em R$ 3,07, ainda sem reajuste.
De acordo com o Sindicato dos Postos de Gasolina do Estado do Pará, 90% dos postos do estado devem fazer pedido de reposição dos combustíveis para distribuidoras neste sábado (30) ainda. De acordo com o presidente do sindicato, Alírio Gonçalves, o aumento deve ser em torno de R$ 0,04 para gasolina e R$ 0,11 no diesel.
“A maioria dos postos em Belém já está reajustando os preços na bomba. Até porque o aumento foi muito grande. Agora sobre o preço, é complicado, porque o Pará é o 5º estado do Brasil com combustível mais caro”, diz. Segundo Gonçalves, dois fatores contribuem para esse alto custo, a distância das distribuidoras e a carga tributária: o ICMS sobre a gasolina é de 28%.


Olinda

Em Pernambuco, o reajuste do diesel ficou acima do projetado pela Petrobras. No bairro de Ouro Preto, em Olinda, o posto São Salvador, da bandeira BR, elevou de R$ 2,29 para R$ 2,49 o litro do diesel, alta de 8,7%. Em outro posto, também em Olinda, no bairro do Varadouro, houve um aumento de R$ 0,20 no valor do diesel, que agora custa R$ 2,59, elevação de 8,3%.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Colesterol 'alimenta' câncer de mama.

Colesterol 'alimenta' câncer de mama, diz estudo

 
 
Mulher examina mamografia. Foto: PA
Entidades que combatem câncer de mama não recomendam 
uso de estatina e pedem mais estudos


Um estudo feito por cientistas nos Estados Unidos afirma que um subproduto do colesterol pode ajudar o câncer de mama a crescer e se espalhar pelo corpo.
A pesquisa sugere que o uso de medicamentos que diminuem o nível de colesterol – as chamadas estatinas – pode prevenir tumores.
O trabalho, que foi publicado na revista científica Science, ajuda a explicar por que a obesidade é um dos principais fatores de risco da doença.
No entanto, organizações que trabalham na conscientização e combate ao câncer de mama alertaram que ainda é muito cedo para recomendar o uso de estatinas na prevenção de tumores.

Hormônios

A obesidade já é considerada um fator de risco em diversos outros tipos de câncer, como mama, intestino e útero.
A gordura em pessoas acima do peso faz com que o corpo produza mais hormônios como o estrogênio, que pode facilitar a disseminação de tumores.
O colesterol é "quebrado" pelo corpo em um subproduto chamado 27HC, que tem o mesmo efeito do estrogênio. Pesquisas feitas com camundongos por cientistas do Duke University Medical Centre, nos Estados Unidos, demonstraram que dietas ricas em colesterol e gordura aumentaram os níveis de 27HC no sangue, provocando tumores que eram 30% maiores, se comparados a animais que estavam com uma alimentação regular.
Nos camundongos com dieta rica em gordura, os tumores também se espalharam com maior frequência. Testes feitos com tecidos humanos contaminados com câncer de mama também cresceram mais rapidamente quando injetados com 27HC.
"Vários estudos mostraram uma conexão entre obesidade e câncer de mama, e mais especificamente que o elevado colesterol está associado ao risco de câncer de mama, mas nenhum mecanismo foi identificado", afirma o pesquisador Donald McDonnell, que liderou o estudo.
"O que achamos agora é uma molécula, não o próprio colesterol, mas um subproduto abundante do colesterol, chamado 27HC, que imita o hormônio estrogênio e consegue de forma independente provocar o crescimento do câncer de mama."

Mais pesquisa

Além de uso estatinas, colesterol pode ser
reduzido evitando dietas com muita gordura
Café da manhã inglês, com bastante gordura. Foto: BBCAs estatinas já são usadas hoje em dia por milhões de pessoas para combater doenças cardíacas. Agora há estudos sugerindo que elas podem ajudar na prevenção ou combate ao câncer.
Mas entidades que lidam com saúde feminina não recomendam que as mulheres passem a tomar estatina por esse motivo.
"Até agora pesquisas que relacionam níveis de colesterol, uso de estatina e risco de câncer de mama ainda são inconclusivas", diz Hannah Bridges, porta-voz da Breakthrough Breast Cancer, entidade britânica de combate ao câncer de mama.
"Os resultados deste estudo inicial são promissores e se confirmados através de mais pesquisas podem aumentar nossa compreensão sobre o que faz com que alguns tipos de câncer de mama se desenvolvam."
Emma Smith, porta-voz de outra instituição, a Cancer Research UK, também afirma que ainda é "cedo demais" para que as mulheres passem a tomar estatina.
As duas entidades dizem que o colesterol pode ser combatido por meios alternativos ao uso de estatina. Uma forma é através de uma dieta mais saudável e de exercícios regulares.

Gasolina sobe 4% a partir da meia-noite.

Petrobras anuncia reajuste de preço da gasolina e do diesel nas refinarias

Reajuste será de 4% para a gasolina A e de 8% para o diesel.
Novos preços passam a vigorar a partir da 0h deste sábado.

Do G1

 

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (29) que os preços da gasolina e do diesel serão reajustados a partir deste sábado (30) nas refinarias. O reajuste será de 4% para a gasolina e de 8% para o diesel.
O último reajuste feito pela estatal ocorreu em março deste ano, quando o diesel subiu, em média, 5% nas refinarias. Em janeiro, a Petrobras reajustou o diesel em 5,4% e a gasolina, em 6,6%.
Segundo comunicado divulgado ao mercado, os novos preços passam a vigorar a partir da 0h deste sábado.
"Os preços da gasolina e do diesel, sobre os quais incide o reajuste anunciado, não incluem os tributos federais CIDE e PIS/Cofins e o tributo estadual ICMS", informou a Petrobras.
Como a Cide já está zerada, o novo reajuste nas refinarias tenderá a ser necessariamente repassado para os preços ao consumidor.
A Petrobras informou que o conselho des administração da estatal aprovou a implementação de uma política de preços, mas "por razões comerciais, os parâmetros da metodologia de precificação serão estritamente internos à companhia".


Medida para reduzir prejuízo da estatal

O novo reajuste é defendido há meses pela diretoria da estatal diante do descolamento entre os preços cobrados pela estatal dos motoristas brasileiros e o quanto paga para importar o combustível. A alta dos combustíveis, porém, sempre é motivo de preocupação do governo, uma vez que tem alta relação com o andamento da inflação no país.
O novo reajuste já era aguardado pelo mercado e acionistas da Petrobras como uma medida para diminuir o prejuízo da companhia com a alta do preço do petróleo no mercado internacional e com a valorização do dólar. No terceiro trimestre, o lucro da Petrobras caiu 45% sobre o trimestre anterior, para R$ 3,395 bilhões. A queda foi de 39% em relação ao mesmo período do ano passado.
Nesta sexta-feira, as ações da Petrobras avançaram mais de 2%. Mas, no mês, o papel preferencial da companhia caiu 6,4%.
A diferença entre os preços do mercado interno e externo chegou a quase zero em abril. Com a alta do dólar, contudo, bateu os R$ 0,42 centavos por litro em agosto. Hoje, está em torno de R$ 0,13% por litro, de acordo com informações do Bom Dia Brasil. No Brasil, o preço da gasolina varia de capital para capital - o que depende de fatores como a distância da refinaria, a concorrência entre os postos, etc.
Atualmente, o governo controla, na prática, os reajustes de combustíveis da estatal com base, principalmente, em questões relacionadas à inflação. Isso porque o aumento dos preços do combustível impacta na inflação que, neste ano, chegou a ficar acima do teto de 6,5% da meta do governo - em junho, o IPCA em 12 meses ficou em 6,7%.


Política de preços

Com relação à implementação de sua política de preços de diesel e gasolina, a petrobras informou nesta sexta que, após apreciação pelo Conselho de Administração, será aplicada de forma a assegurar que os indicadores de endividamento e alavancagem da companhia retornem aos limites estabelecidos no Plano de Negócios e Gestão 2013-2017.
Em comunicado, a empresa informou que o objetivo é "alcançar, em prazo compatível, a convergência dos preços no Brasil com as referências internacionais" e "não repassar a volatilidade dos preços internacionais ao consumidor doméstico".
A companhia não deixou claro se a proposta de reajustes de preços automáticos foi descartada.
"Seguindo recomendação de seu Conselho de Administração, por razões comerciais, os
parâmetros da metodologia de precificação serão estritamente internos à Companhia. Caberá ao Conselho de Administração avaliar a eficácia da política de preços da Petrobras por
meio da evolução dos indicadores de endividamento e alavancagem da Companhia", disse o fato relevante.
Em outubro, a Petrobras apresentou uma nova metodologia de reajuste, de forma a trazer maior previsibilidade do alinhamento dos preços domésticos do diesel e da gasolina aos preços praticados no mercado internacional. A proposta, no entanto, encontrou resistência por parte do governo.
A metodologia contemplaria reajuste automático do preço do diesel e da gasolina em periodicidade a ser definida antes de sua implantação, baseado em variáveis como o preço de referência desses derivados no mercado internacional, taxa de câmbio e ponderação associada à origem do derivado vendido, se refinado no Brasil ou importado.
A proposta dessa nova metologia era um dos itens da pauta da reunião desta sexta do Conselho de Administração da companhia.

Policial é suspeito de matar e comer partes de outro homem.

Policial alemão é suspeito de matar e comer partes de outro homem


Coletiva de imprensa da polícia de Dresden | Crédito: Getty
Segundo polícia de Dresden, assassino e vítima se conheceram pela Internet


Um policial de 55 anos foi detido na cidade de Dresden, na Alemanha, suspeito de ter assassinado um homem e depois comido parte de seu corpo.
A vítima, um empresário de 59 anos, morava em Hanover e tinha sido dada como desaparecida. Seu corpo foi localizado nas montanhas de Ore, no leste do país.
A polícia acredita que os envolvidos marcaram um encontro por meio de um site voltado para simpatizantes de sadomasoquismo.
Autoridades alemãs disseram que a vítima foi torturada, morta e desmembrada. Pedaços de seu corpo teriam sido enterrados em um terreno que pertencia ao suposto assassino.
O homem preso, identificado apenas como Detlef G., trabalha no departamento forense da Secretaria de Investigação Criminal do Estado da Saxônia.
Segundo a imprensa alemã, ele é especializado em análise de caligrafia.
O correspondente da BBC em Berlim Stephen Evans contou que ainda não está claro se a morte foi proposital ou decorrente de uma fantasia sexual que teria terminado em tragédia.

'Fantasias'

A polícia acrescentou que há indícios de que ocorreu canibalismo, uma vez que partes do corpo da vítima não foram achadas.
O chefe da polícia de Dresden, Dieter Kroll, disse, em entrevista a jornalistas, que a vítima "tinha a fantasia de ser assassinada e comida desde a sua juventude".
As investigações indicam que os dois homens se reuniram na principal estação ferroviária de Dresden no último dia 4 de novembro e que, logo após o encontro, a vítima, de 59 anos, foi morta com uma faca.
O policial preso confessou parcialmente o crime e deu indicações aos investigadores sobre onde havia enterrado partes do corpo.
A prisão do perito forense ocorreu após o sócio da vítima, que era empresário, ter comunicado seu desaparecimento às autoridades. Os investigadores encontraram, então, um rastro de comunicação eletrônica que o levou até o assassino.
Segundo as autoridades, os envolvidos não se conheciam antes do crime.
O caso guarda semelhanças com o assassinato de Bernd Jürgen por Armin Meiwes Brandes em Rothenburg, no oeste da Alemanha, em 2001.
Meiwes está cumprindo uma pena de prisão perpétua após matar e comer partes de sua vítima, que havia concordado em ser morta.

Chinês com coração fora do lugar quer cirurgia para corrigir a anomalia.

Chinês com coração fora do lugar quer cirurgia para corrigir a anomalia

Ho Zhiliang tem condição rara que mata 90% das vítimas após nascimento.
Ele quer passar por cirurgia, após saber de caso parecido com o seu.

Do G1

 
Ho Zhiloang, de 24 anos, é portador de uma condição
cardíaca rara(Foto: HAP/Quirky China News/REX)
Chinês tem síndrome cardíaca (Foto: HAP/Quirky China News/REX) Um jovem chinês, portador de uma condição rara que fez seu coração crescer logo abaixo da pele de seu abdômen, resolveu contar sua história a um jornal com o objetivo de conseguir ajuda para realizar uma cirurgia que corrija a anomalia.
Ho Zhiliang, de 24 anos, é portador de uma síndrome cardíaca rara, que não permitiu o desenvolvimento do coração na posição correta. Em casos graves, esta anomalia mata 90% dos pacientes no momento do nascimento ou pouco tempo depois.
Zhiliang conta que logo após nascer, seus pais foram avisados que ele não viveria muito tempo, já que seu coração estava exposto. Mas os cuidados com jovem fizeram com que ele alcançasse a maioridade.
O chinês explica que, no começo deste ano, leu um artigo de jornal sobre um caso parecido com o seu, que foi resolvido após um procedimento cirúrgico. Com isso, Zhiliang explica que se mudou para a cidade de Wuhan, na esperança de receber a mesma cirurgia.
O caso citado pelo jovem foi publicado pelo “China Daily”, que contou a história de Huang Rongming, também de 24 anos, que passou por uma cirurgia em maio deste ano na província de Henan. O procedimento cirúrgico durou aproximadamente dez horas e foi considerado um sucesso, segundo os médicos que participaram da operação.


Caso tem solução

O médico Marcelo Jatene, diretor do serviço de cirurgia cardíaca pediátrica do Instituto do Coração (Incor), em São Paulo, analisou a imagem a pedido do G1. Segundo ele, o jovem chinês nasceu com a Síndrome de Cantrell, que é quando o coração está parcialmente exteriorizado.
Jatene explica que seria necessário investigar a fundo a situação do paciente para definir exatamente qual a doença. “É algo raro, mas não tão incomum de acontecer em instituições de referência, como o Incor”, explica.
De acordo com o especialista, quando a pessoa nasce com o coração para fora, logo após o parto é necessário encobrir o órgão com pele para que sejam evitadas possíveis infecções. Ele conta ainda que há casos de pessoas que vivem normalmente com o problema.
“Se [nascer] exteriorizado e for coberto por pele, não é preciso fazer nada, em princípio, a não ser que o coração tenha algum problema associado”, disse o médico.

'Sempre me senti mulher', diz transexual de 19 anos que quer mudar certidão.

'Sempre me senti mulher', diz transexual que quer mudar certidão

Acreana de 19 anos diz que se sente diferente desde a infância.
Anahí Rodrigues mudou-se para São Paulo para recomeçar como mulher.

Rayssa Natani Do G1

Anahí Rodrigues Acre (Foto: Rayssa Natani/ G1) 
Após mudanças, jovem se sente satisfeita com a imagem no espelho 
(Foto: Rayssa Natani/ G1)
Quem vê a acreana Anahí Rodrigues segura e bem resolvida aos 19 anos não imagina os obstáculos enfrentados por ela para se sentir feliz e satisfeita com a imagem no espelho. Não se trata dos dramas vividos por muitas mulheres em busca de uma boa aparência, ou de pequenos detalhes no visual que causam insatisfação, trata-se de não se reconhecer no próprio corpo e decidir encarar a transexualidade.
“Ninguém quer ser trans. Vida de trans não é fácil. E a transformação é um risco. Você não sabe se vai ficar bonita, se vai dar certo, nem se vai ser aceita”, diz. A decisão de assumir a identidade feminina, tomada há pouco mais de um ano, significou para ela aprender a lidar com o preconceito e envolve um processo longo de mudanças físicas e acompanhamento psicológico.
Não é o que você tem entre as pernas que conta"
Anahí Rodrigues
Em busca de uma nova vida como mulher, ela mudou-se em 2012 para São Paulo, onde trabalha como modelo. Na bagagem, levou poucos pertences. “A intenção era recomeçar como Anahi, onde ninguém me conhecesse como homem e, ao mesmo tempo, buscar oportunidades em um lugar onde viver como trans é mais comum e aceitável pela sociedade”, afirma.

Há dois meses, ela entrou em uma briga judicial para alterar o nome e o sexo na certidão, mas sabe que a luta será longa. Entre os vários documentos necessários para juntar ao processo, ela conseguiu o laudo de transexualidade, expedido por um psicólogo. Sem querer comentar sobre uma possível cirurgia de mudança de sexo, Anahí, que também não gosta de falar do passado, ou do nome que ainda consta na certidão, diz que o órgão sexual é o que menos importa.

“Não é o que você tem entre as pernas que conta. Para obter o laudo de trans, o que importou foi a minha rotina. E eu levo uma vida de mulher e sempre me senti uma. Tem trans que não tem uma aparência feminina, mas a cabeça é de mulher e a sociedade não entende isso. Chama de traveco, faz piada, mas não sabe como a pessoa sofre”, comenta.

Anahí com 1 ano e 9 meses
(Foto: Anahí Rodrigues/Arquivo Pessoal)
Anahí Rodrigues Acre (Foto: Anahí Rodrigues/Arquivo Pessoal)Infância conturbada

E o sofrimento, segundo Anahi, começa muito cedo.  “Desde os 4 anos eu já sabia que queria ser mulher. Eu me olhava no espelho e via um órgão ali que não combinava com a minha mente. Eu ficava bem confusa”, conta. Já nesta idade, ela dava os primeiros sinais à mãe de que era diferente. “Eu dizia para minha mãe que queria brincar de boneca e usar as roupas e maquiagens dela. Ela brigava comigo. Quando ela saía, eu pegava e usava escondida”, lembra.
Aos 8 anos, ela conta que tomou anticoncepcional na esperança de se transformar em uma menina. “Ouvi falar sobre hormônio feminino na escola a primeira vez. Pensei ‘se isso é hormônio feminino e eu tenho o masculino no meu corpo, então se eu tomar, vai mudar alguma coisa’", relembra.

As lembranças da crise de identidade na infância são muito nítidas. Sentimentos que a jovem reprimiu por muitos anos para não contrariar a mãe, com quem morava. “Meu pai foi embora quando eu era muito novinha e não participou disso. Mas, com medo da reação da minha mãe, me negava a ser o que era. Tentei até namorar uma menina, aos 12 anos, mas nunca senti atração por mulheres”, confessa.

Anahí Rodrigues Acre (Foto: Anahí Rodrigues/Arquivo Pessoal) 
Anahí fez plástica no nariz para deixar rosto mais afeminado 
(Foto: Anahí Rodrigues/Arquivo Pessoal)
Aceitação

Aos 13, Anahí criou coragem de conversar com a mãe, Tiana Rodrigues, primeiramente sobre a sexualidade. "A reação foi boa, diferente da maioria dos pais. Ela disse que já sabia. Que toda mãe conhece seu filho. Por mais discreta que ela seja", conta.
Tiana confirma. "Eu já sabia, com certeza, desde criança. Toda mãe sabe. Só tem mãe que não quer aceitar", pontua. Ela relembra, com bom humor, situações inusitadas da infância da filha. "Comprava um carrinho, ela chorava e quebrava. Dava uma Barbie 'ai, que felicidade'. Cortava o cabelo curtinho, ela queria arrancar a própria cabeça", brinca.

Mas, a príncipio, Tiana confessa que não foi fácil encarar a realidade. "Eu não queria que ela se vestisse de mulher. Eu acho que até para arrumar um trabalho fica difícil. Eu pensei no que ela poderia sofrer. Preconceito, constrangimentos, pensei no que as pessoas iriam dizer. Mas tem que aceitar. Fazer o que?", admite.


Processo de mudança

Depois de conversar com a mãe, Anahí se sentiu mais segura. No mesmo ano, foi à primeira parada gay em Rio Branco vestida de mulher. "Me achei meio caricata na primeira vez. Mas depois disso, não parei mais. Fui me vestindo assim em um lugar e outro, no carnaval, participava de concurso de beleza e sempre ganhei o primeiro lugar em todos", conta.

Aos 17 anos começou a tomar hormônio feminino regularmente. Ainda este ano, colocou prótese de silicone e fez plástica no nariz, acreditando que deixaria o rosto mais delicado. O resultado disso é uma imagem de mulher perfeitamente condizente com a cabeça de Anahí. "Meu jeito sempre foi de menina, e mesmo antes de qualquer transformação, muitas pessoas já se confundiam", diz.

Anahí confessa que na balada os homens nunca desconfiam que ela seja trans. "E eu também não conto. Mas já tive experiência de ficar e depois o cara saber e querer me agredir. Como também já aconteceu de ficar, ele descobrir, me agredir, depois voltar atrás e querer ficar comigo me aceitando como sou. Foi o caso do meu último relacionamento", admite.

Anahí Rodrigues Acre (Foto: Anahí Rodrigues/Arquivo Pessoal) 
Aos 19 anos, colocou prótese de silicone (Foto: Anahí Rodrigues/Arquivo Pessoal)

Preconceito

O processo de transição e aceitação própria foi a fase mais difícil para a jovem. Segundo ela, o preconceito ainda existe. "Eu acho que quando eu estava na fase de transição eu sentia mais o preconceito. Passei por alguns constrangimentos, mas aprendi a lidar com eles. Hoje em dia eu já levo uma vida de mulher", afirma.
Ainda assim, ela conclui que tudo valeu a pena. "Cada pessoa tem que buscar sua felicidade independente do que os outros vão pensar. Antes eu não me sentia feliz do jeito que eu queria. Depois que eu assumi minha identidade feminina, posso dizer que sou uma pessoa realizada porque é tudo que eu sempre quis desde criança", finaliza.

TIM é condenada por chamar cliente de 'a mais enjoada' em cupom fiscal.

TIM é condenada por chamar cliente de 'a mais enjoada' em cupom fiscal

Justiça de Goiânia condenou operadora a pagar mais de R$ 6 mil.
Empresa informou que demitiu os funcionários envolvidos no caso.

Luísa Gomes Do G1

Mulher é chamada de 'a mais enjoada que já
existiu' em cupom fiscal (Foto: Arquivo pessoal)
TIM é condenada por chamar cliente de 'a mais enjoada' em cupom fiscal, em Goiás (Foto: Arquivo pessoal) Uma cliente da operadora de celular TIM ganhou na Justiça o direito a uma indenização por danos morais no valor de R$ 6.780, após ser identificada em um cupom fiscal como “a cliente mais enjoada que já existiu”. A decisão foi do juiz do 10º Juizado Especial Cível de Goiânia, Fernando Mello Xavier. A sentença foi dada no último dia 14. Cabe recurso da decisão.
Por meio de nota, a assessoria da TIM informou que o episódio em questão ocorreu em dezembro de 2010 e, na ocasião, os funcionários foram desligados pela atitude inadequada. A operadora repudiou o "comportamento impróprio" e informou que realiza constantemente treinamento em todas as suas unidades.
A cliente preferiu não se identificar. A filha dela, a advogada Milena Bueno, conta que a mãe esteve em uma loja da operadora na capital por três vezes em uma semana na tentativa de resolver um problema com um chip que tinha queimado.
“De uma hora para outra, o telefone parou de funcionar e a gente procurou uma loja representante da TIM. Eles tentaram habilitar o chip com o número, mas não conseguiram. Saímos da loja com a promessa de que a linha seria restabelecia só que não foi”, conta Milena.
Nos dois dias seguintes mãe e filha voltaram à loja e chegaram a ir a uma loja própria da operadora, mas ainda assim não conseguiram habilitar o mesmo número no novo chip.  “Depois de três dias tentando resolver o problema, voltamos na loja onde compramos o chip e pedi o cupom fiscal. Na hora que peguei o cupom, vi o que estava escrito. Mostrei o papel para a gerente e ela ainda tentou tirar o cupom da minha mão. Tivemos que sair apressadas da loja”, relata.
“Em momento algum nos pediram desculpas. Agora, como foi pra Justiça, aguardamos tanto o pedido de desculpas, como a indenização”, acrescenta a advogada. Para ela, além do cupom, o transtorno foi o fato de ter ficado com a linha, que é comercial, desabilitada por mais de um mês.
Além disso, Milena Bueno afirma que a situação deixou indignada sua mãe, que já tem idade avançada. “Ela se sentiu humilhada e nem queria entrar com a ação para não se expor mais ainda. Mas, tentando evitar que a operadora faça o mesmo com novas pessoas eu a incentivei a entrar com a ação”, afirma.

Consumidores brasileiros reclamam de promoções da 'Black Friday'.

Consumidores brasileiros reclamam de promoções da 'Black Friday'

Preço de celular em loja on-line subiu quase R$ 100 após pedido ser feito.
No ano passado, denúncias de descontos 'maquiados' afetaram reputação.

Bruno Araujo Do G1

Consumidor reclama de promoção da 'Black Friday': preço de smartphone Nexus 4 aumentou quase R$ 100 após conclusão de pedido (Foto: Arquivo pessoal/Aldo Tetsuo Miike) 
Consumidor reclama de promoção da 'Black Friday': preço de smartphone Nexus 4 aumentou quase R$ 100 após conclusão de pedido (Foto: Arquivo pessoal/Aldo Tetsuo Miike)


A "Black Friday" brasileira, dia em que o comércio eletrônico promete promoções atrativas por 24 horas, nesta sexta-feira (29), tem atraído reclamações e denúncias por parte dos consumidores. O site Reclame Aqui aponta que em apenas 11 horas da promoção – que teve início à 0h – o número de reclamações feitas contra algumas empresas já superava o recorde diário deste ano.
O internauta Aldo Tetsuo Miike, de São Paulo, relatou ao VC no G1 que o preço de um smartphone Nexus 4 na loja on-line Ponto Frio aumentou quase R$ 100 após o fechamento do pedido.
Miike viu o aparelho da LG anunciado com um desconto convidativo: de R$ 1 mil por R$ 790 no pagamento com cartão de débito ou boleto bancário. No entanto, após concluir o pedido usando a segunda opção, o preço do Nexus 4 subiu para R$ 876,67, valor cobrado em compras com cartão de crédito.
O consumidor até achou que poderia ser uma falha do carrinho de compras da loja, já que o desconto garantido a compras com boleto bancário costuma aparecer apenas na etapa de escolha do método de pagamento, mas não era. "Eu gerei o boleto porque queria a confirmação de que eles estavam mesmo cobrando o preço cheio. [Mas] não vou pagar. Se eu pagar, vou ser enganado".
Procurada pelo G1, a assessoria de imprensa do Extra, Ponto Frio e Casas Bahia não comentou o caso específico de Miike. Informou apenas que os sites "pautam suas ações de acordo com a lei e, mais do que isso, com premissas que asseguram os direitos e o bom atendimento aos consumidores". Em nota, as lojas dizem que "as ofertas divulgadas na promoção Black Friday são legítimas e que os sites disponibilizam páginas exclusivas para que os clientes naveguem em produtos participantes dessa promoção".


Inflação de preço

No ano passado, a "Black Friday" ganhou o apelido de "Black Fraude" e o
slogan-piada "tudo pela metade do dobro" após suspeitas de que alguns varejistas teriam inflado os preços para forjar descontos maiores. Também houve relatos de vitrines virtuais fora do ar e dificuldades para finalizar compras. O episódio resultou na notificação de grandes companhias pela Fundação Procon-SP.
A redatora Martha Furtado Kanagusko monitora o preço do smartphone Motorola Razr HD desde o último domingo (24). Para sua surpresa, o aparelho, que custava à vista R$ 880 no Submarino na terça (26), passou para R$ 1,27 mil na quarta (27), às vésperas da "Black Friday".
"Que absurdo! Isso tudo pra chegar na sexta (29), baixar o preço e vender pela 'metade do dobro'?", disse Martha em uma postagem no Facebook. O caso ganhou grande repercussão na rede e foi compartilhado mais de 3,1 mil vezes.
Ela afirma ao G1 que a ouvidoria do Submarino a procurou na quinta (28), alegando que o Razr HD não vai entrar na "Black Friday", e que "os descontos oscilam porque eles negociam com os fabricantes diariamente". "Acho estranho o preço inicial do produto variar também", relata.
Às 13h desta sexta, o Razr HD era vendido por R$ 1,45 mil no Submarino.


Desconto de R$ 1?

Um televisor de plasma da Samsung no site do varejista Walmart também intrigava usuários do Twitter nesta sexta-feira (29). O modelo de 43 polegadas aparecia listado entre os produtos promocionais da "Black Friday" com um desconto de apenas R$ 1: de R$ 1.198 por R$ 1.197.
A assessoria de imprensa do Walmart informou que o preço foi corrigido e, às 13h, o G1 verificou que o modelo custava de fato R$ 1.198 no site.

HSJD em Divinópolis, MG, recebe vistoria para implantação do Hospital Escola.

HSJD em Divinópolis recebe vistoria para implantação do Hospital Escola

Avaliadoras são do Ministério da Educação.
Relatório final deve ser entregue ainda em 2013.

Do G1 

Equipe de apoio se reuniu com representantes
do HSJD (Foto: Rubens Souza Cabral/ HSJD)
Equipe de apoio se reuniu com representantes do HSJD (Foto: Rubens Souza Cabral/ HSJD) O Hospital São João de Deus (HSJD) recebeu na quinta-feira (28), a visita das avaliadoras do Ministério da Educação que realizaram uma vistoria para a implantação da residência médica na instituição. O cadastramento foi realizado no Ministério da Educação em setembro de 2012 junto ao Conselho Nacional de Residência Médica, em sete especialidades:clinica médica, cirurgia geral, pediatria, ginecologia obstétrica, nefrologia, anestesia e cardiologia.
A partir deste cadastro, o Ministério da Educação encaminhou as duas avaliadoras ao HSJD que fizeram uma avaliação da documentação e visitaram alguns setores da instituição.
Maria Zélia Baldessar, representante da Comissão Nacional de Residência Médica, considerou positiva a visita, mas ressaltou que o relatório será enviado para uma comissão que avaliará o HSJD e que será responsável por habilitar a unidade de saúde para receber a residência médica. “Nós vamos fazer um relatório de verificação, avaliando se o hospital tem uma estrutura física e um corpo técnico adequado. Este documento vai para uma comissão técnica do Ministério da Educação e a partir daí eles dão o parecer favorável ou desfavorável. Verificamos que o Hospital São João de Deus é organizado administrativamente, que tem uma vontade de implantar os programas de residência e principalmente tem uma preceptoria comprometida. Desta forma, me parece que a unidade tem condições de ser aprovada nesta verificação”, explicou.
Se o resultado da avaliação for positivo, o HSJD se tornará um Hospital Escola. De acordo Afrânio Emílio Carvalho da Silva, superintendente da Fundação Geraldo Corrêa, esta inclusão trará benefícios para a instituição. “A instituição e os usuários também serão beneficiados com o Hospital Escola. Teremos a formação de novos profissionais especialistas e a capacitação do atual corpo clínico, qualificando ainda mais nossos serviços”, explicou.
O relatório final do Ministério da Educação deverá ser entregue ainda este ano para o Hospital São João de Deus.

Avaliadores visitaram alguns setores do hospital  (Foto: Rubens Souza Cabral/ HSJD) 
Avaliadores visitaram alguns setores do hospital (Foto: Rubens Souza Cabral/ HSJD)

Acidente ocorre em local onde há promessa de rotatória em Divinópolis, MG.

Acidente ocorre em local onde há promessa de rotatória em Divinópolis

Moradores cobram melhorias no trecho entre as ruas Paraná e São Paulo.
Settrans informou que rotatória deve ser construída em 20 dias.

Anna Lúcia Silva Do G1

Acidente foi na manhã desta sexta-feira (29)
(Foto: Eron de Paula/Divulgação)
Ac idente ocorrreu no cruzamento entre as ruas São Paulo e Paraná (Foto: Eron de Paula/Divulgação) Um novo acidente foi registrado no cruzamento entre as ruas São Paulo e Paraná, na região central de Divinópolis. Foi na manhã desta sexta-feira (29), onde dois carros bateram na lateral de um do outro. Ninguém ficou ferido, segundo o Corpo de Bombeiros. Os moradores afirmaram que o local é perigoso e os acidentes são frequentes no trecho. Por isso, cobram melhorias. Segundo matéria publicada no G1, no dia 13 de agosto, a Secretaria de Trânsito e Transportes (Settrans) informou que obras seriam realizadas no local, como a construção de uma rotatória, prevista para outubro. A reportagem do G1 voltou a ligar na Settrans, e de acordo com o secretário Simonides Quadros a rotatória será construída em até 20 dias.
No cruzamento, que fica próximo a uma escola e é caminho de outras cinco, os motoristas disseram que têm dificuldades para atravessar de um lado para o outro. O aposentado Libério da Cunha trabalha em frente a uma das escolas e contou que os acidentes ocorrem com frequência e que quase sempre envolvem crianças. “Aqui tem um média de três a cinco acidentes por semana. Nós estamos acostumados e ainda não foi tomada nenhuma providência”, contou Libério.
O empresário Lúcio Costa também disse que os acidentes são frequentes no trecho que fica em frente à floricultura que ele é dono. Uma faixa orientando do perigo da via foi instalada recentemente no local. "Honestamente ocorre um acidente um por dia. São acidentes leves e em alguns casos as pessoas nem esperam para fazer o Boletim de Ocorrência. Diariamente ajudamos a socorrer vítimas e a acionar os bombeiros. Infelizmente há anos aqui é assim", contou.

Mesmo com faixas os acidentes são frequentes  (Foto: Reprodução/TV Integração)Mesmo com faixas acidentes são frequentes
(Foto: Reprodução/TV Integração)
 
Para o empresário, uma rotatória é capaz de amenizar os riscos de acidentes. "Isso é o mínimo que nós pedimos. A Prefeitura chegou a apresentar uma proposta dizendo que abririam a rua abaixo, que é a Espirito Santo, para que ela seja mão única e a Rua Paraná também", concluiu.

O secretário Simonides falou que existe projeto para transformar as ruas em mão única. "Esse trabalho será implantado até o meio do ano que vem. Estamos trabalhando para isso”, contou.

Fafá de Belém cai em evento em BH: 'Tombaço, mas não desafinei'.

Fafá de Belém cai em evento em BH: 'Tombaço, mas não desafinei'

Ela cantou nesta quinta o Hino Nacional na Assembleia Legislativa de MG.
No Twitter, cantora escreveu que 'caiu como um tomate' e não errou letra.

Do G1

A cantora Fafá de Belém cai durante a inauguração do memorial da história política de Minas Gerais na Assembleia Legislativa de Belo Horizonte (Foto: Alberto Wu/Futura Press/Estadão Conteúdo) 
A cantora Fafá de Belém cai durante a inauguração do memorial da história política de Minas Gerais na Assembleia Legislativa de Belo Horizonte 
 (Foto: Alberto Wu/Futura Press/Estadão Conteúdo)
 
 
Fafá de Belém caiu ao cantar o Hino Nacional durante em evento em Belo Horizonte (MG) nesta quinta-feira (28). "Acabei de cantar o Hino Nacional! Mas antes me acabei no chão!!! Que tal? Rsrsr. A energias estão que tão... Mas foi LIIINDOOO!!!", escreveu ela em seu perfil no Twitter.
A queda aconteceu na Assembleia Legislativa do Estado de Minas de Gerais. Em outras mensagens, a cantora brincou: "Depois de cair como um tomate! Mas não errei a letra!!! Ouviram do Ipiranga! Um 'tombaço'! Hahhha. Mas nao desafinei! Kkkkkk. ".

Professora é incendiada por estudante durante aula.

Professora é incendiada por estudante durante aula nos EUA

 
Apesar do susto, professora de ciências não sofreu nenhum tipo de queimadura em seu corpo Foto: Facebook/Reprodução

Um adolescente de 15 anos foi preso, no começo desta semana, ao tentar incendiar uma professora durante a aula de ciências. O estudante de Knoxville, Tennesse, EUA, se aproximou Gabriela Peñalba, 23 anos, no momento em que ela virou as costas para a classe. Segundo informações do Daily Mail, portando um isqueiro, o garoto conseguiu atear fogo na blusa e nos cabelos da professora.
Os outros alunos foram rápidos em salvar Gabriela, apagando as chamas e salvando seu corpo de queimaduras mais sérias. Quando a professora deixou o local, o reponsável pelo crime tentou se livrar do isqueiro jogando-o pela janela. Ele ainda tentou fugir da policia, mas acabou sendo preso em um canteiro próximo à escola.

Ao perceberem o fogo, Gabriela foi salva pelos alunos
 
Ao perceberem o fogo, Gabriela foi salva pelos alunos Foto: Facebook / Reprodução
O estudante admitiu que tentou incendiar a professora, mas os motivos ainda não foram esclarecidos. Por ser menor, ele será julgado em um tribunal especial por agressão e por tentativa de fuga da abordagem policial. O adolescente também receberá uma ação disciplinar aplicada pelo conselho escolar.

Petrobrás deve decidir hoje reajuste de combustíveis.

Aumento nos preços da gasolina e do diesel deve ser decidido na sexta

Reajuste da gasolina deve ficar em 5% e do diesel, em 10%
Governo autorizaria alta este ano, mas não a fórmula de reajuste da Petrobras 


Danilo Fariello

Preço da gasolina apresenta uma defasagem de 15% em relação aos preços internacionais, e o diesel, de 20%
Foto: André Teixeira / Arquivo
Preço da gasolina apresenta uma defasagem de 15% em relação aos preços internacionais, e o diesel, de 20% André Teixeira / Arquivo
O Conselho de Administração da Petrobras se reúne nesta sexta-feira em São Paulo e deve definir um novo reajuste da gasolina e do óleo diesel para vigorar ainda este ano. Segundo cálculos do Centro Brasileiro de Infra Estrutura (CBIE), o preço da gasolina apresenta uma defasagem de 15% em relação aos preços internacionais, e o diesel, de 20%.
Embora a estatal apresente uma situação financeira crítica no curto prazo, devido às despesas com investimentos e impacto da importação dos combustíveis nas contas, a meta do governo é manter a inflação abaixo dos 5,84% de 2012. Por isso, os reajustes vêm sendo represados pelo governo. Se aprovado um aumento de 5%, percentual em discussão na equipe econômica, o impacto direto no IPCA será de 0,2 ponto percentual este ano. O diesel, que tem impacto menor no IPCA, pode subir 10%.
Por outro lado, a nova metodologia que prevê reajustes automáticos do combustível, em estudo pela Petrobras, ainda está em discussão e deve ser aprovada só no ano que vem. Ao apresentar a proposta no Conselho, sem aprovação prévia da equipe econômica, a diretoria da Petrobras entrou em rota de colisão com o ministro da Fazenda, Guido Mantega. A polêmica gira em torno de uma possível indexação aos preços internacionais da commodity. Por isso, a discussão está em banho-maria por ora, com aval do Planalto.
Conforme afirmado por Mantega na terça-feira, a elaboração de uma metodologia para reajustes automáticos do combustível ainda está em elaboração.
Segundo analistas e investidores, um reajuste nos combustíveis é crucial para que a estatal tenha fôlego para arcar com custos de bônus e investimentos exigidos tanto em projetos em andamento como em novos projetos, a exemplo de Libra e os blocos de gás arrematados na quinta.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Mãe suspeita de cobrar R$ 50 por virgindade da filha é procurada.

Mãe que teria vendido virgindade da filha por R$ 50 é procurada no Rio

Cinco homens foram presos suspeitos de abusar da jovem de 15 anos.
Jaciara Moreira explorava sexualmente a filha em troca de drogas e dinheiro.

Cristiane Cardoso Do G1 

Suspeitos vão responder por estupro de vulnerável e exploração sexual (Foto: Cristiane Cardoso/G1) 
Suspeitos vão responder por estupro de vulnerável e exploração sexual 
(Foto: Cristiane Cardoso/G1)
 
 
Cinco homens foram presos suspeitos de abusar sexualmente uma adolescente de 15 anos em Marechal Hermes e Piedade, no Subúrbio do Rio, na manhã desta quinta-feira (28). As informações da Polícia Civil dão conta de que a mãe da vítima, que seria usuária de drogas, recebia dinheiro em troca dos abusos. Ainda de acordo com a polícia, Jacira do Carmo Moreira, de 46 anos, teria vendido a virgindade da filha por R$ 50.
A menina era vítima dos estupros desde os 9 anos, de acordo com a Polícia Civil. Foram presos Humberto Ricardo Marsico Morelli Alves, conhecido como Maninho, de 58 anos, José Henrique Gomes, o Russo, de 63, David Macedo Gonçalves de Aquino, de 56, José Belizário da Silva, o Dedé, de 79, e Celso Medeiros Barrientos, o Celso Protético, de 55. Eles eram vizinhos da jovem.
Além da mãe da adolescente, outros dois suspeitos estão foragidos: lexandre Ítalo Oliveira Santos, o Alex, de 60 anos, George Correia Teteu, de 58. A prisão foi feita por agentes da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (Dcav).
A mãe da vítima seria dependente de drogas e permitia os abusos em troca de dinheiro, bebidas alcoólicas e entorpecentes desde 2006. Os fatos foram comprovados pela própria vítima, que afirma ter passado fome junto com outros sete irmãos para que a mãe alimentasse os vícios. A vítima e a irmã dela, de 20 anos, foram encaminhadas à Dcav.


George Correia, que teria passagem na polícia
por estupro, Alexandre Ítalo, que teria pago
R$50 pela virgindade da vítima, e Jacira do
Carmo , mãe da adolescente, são procurados
pela polícia. (Foto: Divulgação / Polícia Civil )
Alexandre Ítalo, que teria pago R$ 50 pela virgindade da vítima, George Correia, que já tem passagem na polícia por estupro, e Jacira do Carmo , mãe da adolescente, são procurados pela polícia.  (Foto: Divulgação / Polícia Civil ) "Inclusive, ela vendia o sexo da menina por álcool, dinheiro ou cocaína", declarou o delegado titular da Decav, Marcello Maia. "A gente espera que com a fotografia, a gente encontre o paradeiro da mãe", acrescentou o delegado.

A adolescente reconheceu todos os suspeitos e explicou a conduta de cada um deles ao delegado. Outras duas irmãs da vítima que teriam sofrido os mesmos crimes são procuradas. Uma estaria em São Paulo e outra em um abrigo da prefeitura.

Os suspeitos vão responder por estupro de vulnerável e exploração sexual. Já a mãe da vítima vai responder, ainda, por maus tratos e abandono material.

Helicóptero de empresa do deputado Perrella é abastecido pela ALMG.

Helicóptero de empresa do deputado Perrella é abastecido pela ALMG

Parlamentar mineiro usava parte de verba indenizatória em combustível.
Deputado Rogério Correia pediu sindicância para apurar caso.

Do G1 

Helicóptero apreendido no Espírito Santo é de
empresa da família do senador Zezé Perrella
(Foto: Reprodução/TV Gazeta)
Helicóptero apreendido no Espírito Santo é de empresa da família do senador Zezé Perrella (Foto: Reprodução/TV Gazeta) A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) reembolsa, por meio da verba indenizatória, o combustível do helicóptero da empresa Limeira Agropecuária, de propriedade do deputado estadual Gustavo Perrella (SDD). A informação está no Portal de Transparência da ALMG e foi confirmada pelo advogado da família, Antônio Castro, nesta quinta-feira (28).
Castro afirmou que o deputado usava a aeronave, em 90% das vezes, para o trabalho político. Os outros 10%, conforme o advogado explicou, eram para uso familiar e de lazer, e pagos particularmente. O advogado não falou sobre os destinos usados.
Entre janeiro e outubro deste ano, o parlamentar gastou R$ 14.078,31 com querosene para avião. Apenas nos meses de fevereiro e abril é que não foram feitos abastecimentos com a verba pública. Nos meses de junho e setembro, o deputado gastou cerca de R$ 3,5 mil, em cada mês, em combustível para o helicóptero.
Ainda segundo a ALMG, cada deputado estadual recebe, por mês, uma verba indenizatória de R$ 20 mil, sendo deste total R$ 5 mil destinado para gastos com combustíveis.
Por causa das denúncias, o deputado estadual Rogério Correia (PT) disse, nesta quinta-feira, que pedirá à Comissão de Ética da Assembleia que investigue por que a verba indenizatória, para gastos com combustíveis, estava sendo usada para abastecer a aeronave de uma empresa privada.
O correto, segundo a ALMG, seria que o dinheiro fosse direcionado para o transporte do deputado em helicóptero particular ou alugado, no cumprimento de atividades parlamentares.
De acordo com a norma da Casa 2.446 de 2009, os deputados são obrigados a entregar a nota fiscal com o valor gasto no abastecimento de transporte. Mas, não obriga a apresentação de um relatório indicando o dia, o local e a finalidade do uso do combustível. Cabe ao político, apenas, assinar um documento anexado aos recibos confirmando que todos os gastos foram feitos para o cumprimento de agenda política.
A aeronave foi flagrada no domingo (24) em Afonso Cláudio, na Região Serrana do Espírito Santo, com 445 quilos de cocaína. Quatro pessoas foram presas. Nesta quarta-feira (27), Castro disse ao G1 que o deputado tinha autorizado o fretamento do helicóptero na viagem na qual a aeronave foi apreendida com a droga. "Ele recebeu a mensagem de que o piloto tinha conseguido um fretamento de R$ 12 mil. Ele respondeu 'ok', por mensagem de celular. Ele sabia do fretamento [...]". Segundo ele, o torpedo foi trocado na sexta-feira (22) e deve constar no celular do piloto apreendido pela polícia.


Piloto preso com cocaína no helicóptero no Espírito Santo (Foto: Reprodução TV Globo)Piloto preso com cocaína no helicóptero no ES
(Foto: Reprodução TV Globo)
 
 
Piloto ajudou a descarregar aeronave

O piloto Rogério Almeida Antunes, preso no Espírito Santo por conduzir um helicóptero com mais de 400 quilos de cocaína, admitiu em depoimento prestado à Polícia Federal que ajudou a descarregar a droga da aeronave. Antunes era contratado por uma empresa de propriedade do deputado estadual Gustavo Perrella (SDD-MG) e funcionário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Depois da prisão, ele foi demitido da empresa do parlamentar e exonerado do Legislativo mineiro.


Deputado Gustavo Perrella (SDD)
(Foto: Reprodução/TV Globo)
Deputado Gustavo Perrella (Foto: Reprodução/TV Globo)Deputado é convocado a depor

A Polícia Federal no Espírito Santo expediu, nesta quarta-feira (27), carta precatória convocando a presença do deputado de Minas Gerais Gustavo Perrella e dos outros dois sócios da empresa dele, para prestar esclarecimentos sobre os mais de 400 quilos de cocaína que foram encontrados em uma aeronave da família, no estado capixaba.
De acordo com o delegado da PF Leonardo Damasceno, o pedido é para que o deputado e a irmã, Carolina Perrella,  sejam ouvidos como testemunhas, em Belo Horizonte. O terceiro sócio, André Almeida, deverá ser ouvido, em Divinópolis, no Centro-Oeste mineiro.


Defesa diz que deputado mentiu

A defesa do piloto afirma que Perella mentiu sobre a autorização para o voo. Segundo o advogado Nicácio Tiradentes, o deputado tinha conhecimento do frete, mas não do material transportado. Em coletiva na segunda-feira (25), Gustavo Perrella afirmou que o funcionário não tinha autorização para fazer o voo, e que a aeronave estaria em revisão no período.