domingo, 30 de junho de 2013

Exame comprova que suspeito de matar mulher a marteladas teve surto psicótico após o crime.

Exame comprova que suspeito de matar mulher a marteladas teve surto psicótico após o crime

Extra
 
 
Talita foi morta a marteladas na última terça-feira Foto: Reprodução da internet /
A Secretaria municipal de Saúde informou que o analista de sistemas Mario Henrique Rodrigues Lopes, de 28 anos, suspeito de matar a marteladas a mulher, Talita Juliane Peixoto Paiva, de 24, sofreu mesmo um surto psicótico. Os policiais da Divisão de Homicídios (DH) tentaram ouvi-lo no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde ele está internado, mas isso não foi possível porque ele não tinha condições de dar a sua versão para o crime, ocorrido na última terça-feira, em Vila Isabel.

Segundo a Secretaria municipal de Saúde, Mario Henrique foi submetido a um exame que comprovou o distúrbio e ele estaria aguardando uma vaga no manicômio judiciário, já que está sem condições de ir para uma prisão normal.

A polícia aguarda uma melhora no estado de saúde de Mario Henrique para colher um depoimento formal dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário