quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Desabamento deixa um morto no Centro de SP, dizem bombeiros.

Desabamento deixa um morto no Centro de SP, dizem bombeiros

Ao menos 19 equipes foram até a Avenida da Liberdade.
Dois cães farejadores trabalhavam nas buscas.

Rosanne D'Agostino e Marcelo Mora Do G1 

Bombeiros trabalham nas buscas por feridos (Foto: Edson Lopes Jr./Folhapress) 
Bombeiros trabalham nas buscas por feridos (Foto: Edson Lopes Jr./Folhapress)
 
 
Uma pedestre morreu no desabamento de um imóvel no Centro de São Paulo na noite desta quinta-feira (28). Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu na Avenida da Liberdade, na altura do número 700, em uma obra de um antigo bar.

A corporação não tinha informações sobre mais vítimas até as 20h. Ao menos 19 equipes, com 50 bombeiros, foram encaminhadas para lá. Equipes do Samu e da Defesa Civil também estavam na região. No horário, havia um grande movimento de alunos de universidades da região.



vale esse Desabamento liberdade  (Foto: Reprodução/TV Globo) De acordo com o tenente-coronel Marcelo Pignatari, dos bombeiros, a vítima é um homem que caminhava ao lado da obra no momento do acidente. Ele foi localizado com auxílio de cães farejadores. Sua identidade não foi confirmada.

Segundo o capitão Keffer, também dos bombeiros, outras partes da fachada corriam risco de cair. Ele disse que pode interromper as buscas para derrubar o que está em pé para garantir a segurança dos profissionais do resgate.

Um cano não parava de jorrar na obra. O oficial afirmou que vai pedir para o fornecimento fosse cortado momentaneamente "para garantir a estabilidade e para evitar mais dificuldade no trabalho dos bombeiros", disse à Globo News.
 

Interdição

A Avenida da Liberdade estava totalmente interditada por volta das 18h55 perto da Rua Condessa de São Joaquim, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). O órgão recomenda aos motoristas que evitem circular pela região.

O atendente Fábio Santana, que trabalha em uma lanchonete perto do local do acidente, disse que lá havia uma obra e que uma parede caiu sobre a calçada. “Passava muita gente na hora”, disse.
Dois cães farejadores trabalhavam nas buscas. Oito bombeiros se concentraram por cerca de 20 minutos em um ponto para resgatar o corpo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário